Google+ Badge

domingo, 20 de dezembro de 2015

Pouca procura no último dia de recadastramento, pelo bolsa família


Pouca gente procurou ontem os postos de atendimento do CadÚnico em Belém Pouca gente procurou ontem os postos de atendimento do CadÚnico em Belém
No último dia para atualização de dados do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), poucas pessoas compareceram aos 13 locais de recadastramento em Belém. O recadastramento é obrigatório para os beneficiários do Programa Bolsa-Família. Durante a manhã, o movimento foi tranquilo na Central do Cadastro Único, localizada na passagem Maria das Graças, na Marambaia.
A Central informou que ainda não poderia divulgar o número de famílias que fizeram o processo nesse mês, já que os dados ainda serão contabilizados pelo Governo Federal e somente depois repassados para os municípios. “A gente considera que a mobilização surtiu efeito desejado e por isso deu essa baixa procura pelo atendimento”, informou a coordenadora da Central do Cadastro Único, Deyse Penafort. A data prevista para divulgação do resultado final do número de famílias que participaram do recadastramento deve ser divulgada na primeira quinzena de janeiro.
Neste ano, na capital, 21.110 famílias deveriam se recadastrar e a maioria realizou o procedimento. O último balanço de novembro contabilizou que ainda faltavam 4.468 titulares do programa procurarem um dos postos de atendimento. Atualmente, em toda a Belém 111.324 famílias são beneficiadas pelo programa e recebem uma média de R$ 148,88. No último mês, o programa injetou na capital mais de R$ 16 milhões. (Pararijos NEWS)