Google+ Badge

sábado, 21 de novembro de 2015

Vigia leva 4 tiros no peito


Luiz Augusto Conceição Souza, de 30 anos, estava a caminho de casa quando foi atacadoLuiz Augusto Conceição Souza, de 30 anos, estava a caminho de casa quando foi atacado
O vigilante Luiz Augusto Conceição Souza, de 30 anos, foi assassinado com quatro tiros, na tarde de ontem, na travessa Enéas Pinheiro, entre as avenidas João Paulo II e Perimetral, no bairro do Marco, em Belém. Luiz Augusto tinha acabado de sair da empresa onde trabalhou e caminhava pela travessa quando foi abordado por pessoas que estavam em um carro e em uma motocicleta. Dois homens que estavam no carro atiraram no vigilante. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas a vítima já estava morta quando os socorristas chegaram. A polícia trabalha com a hipótese de acerto de contas, mas ainda não sabe o que motivou o crime.
Testemunhas contaram que o vigilante foi abordado primeiro por pessoas que estavam em um Palio prata. Em seguida chegou uma pessoa na motocicleta e falou para os ocupantes do carro que Luiz Augusto era o homem que eles procuravam. Foi nesse momento que as pessoas do carro atiraram. Quatro tiros acertaram o peito da vítima.
“Uma testemunha ocular contou que a vítima foi abordada na frente do prédio. Ele foi parado por um carro da marca Palio e depois pela moto. O cara da moto teria dito ‘é esse’ e em seguida as pessoas do carro atiraram. Luiz não teve tempo nem de fugir. Ele trabalhava em uma empresa de vigilância, mas foi recentemente demitido e veio pegar os pertences. Acreditamos que ele estava sendo vigiado. Tudo indica que foi acerto. Os assassinos não foram identificados pelas testemunhas. Após os disparos, eles fugiram sem levar nada da vítima”, disse o sargento João Bandeira, da 2ª Companhia, 1º Batalhão da Polícia Militar. O sargento informou ainda que a vítima estava a caminho de casa. A polícia achou quatro cápsulas no local: duas de pistola ponto 40 e duas de pistola 380. Elas foram recolhidas e serão periciadas.
Rita Cardoso, vizinha de Luiz Augusto, estava no local do crime. Ela contou que o vigilante era colega de trabalho do filho dela. “Eu não sei o que poderia motivar essa execução. O rapaz era tranquilo, era bom. Ele trabalhou com meu filho. Que eu saiba ele nunca teve problema com ninguém. A morte dele nos pegou de surpresa”, disse a senhora. Outra pessoa que pediu para não ser identificada disse que o vigilante era investigado por participação em roubos a caixas eletrônicos. Esta pessoa disse também que Luiz Augusto estava sendo ameaçado de morte por comparsas.
A equipe da Divisão de Homicídios esteve no local e informou que tudo será investigado. O corpo foi removido no final da tarde, pelo Instituto Médico Legal (IML), e o crime foi registrado na delegacia do Marco. (Pararijos NEWS)

Azulinos denunciam irregularidades e pedem eleição

Azulinos denunciam irregularidades e pedem eleição (Foto: Ney Marcondes)
Manifestantes pedem andamento na eleição e reivindicam esclarecimentos sobre irregularidades denunciadas. (Foto: Ney Marcondes)
Um grupo de sócios e torcedores do Remo esteve durante a manhã deste sábado (21), na sede social do clube para protestar e cobrar andamento na eleição para o cargo de presidente do Leão, que está sob o risco de não acontecer ainda este ano, além de reivindicar esclarecimentos sobre possíveis irregularidades dentro do clube.
“É uma manifestação pacífica. Nós viemos aqui repudiar tudo o que anda acontecendo no Clube do Remo. Com o acesso, a torcida pensa que está tudo bem, mas na verdade não está”, garante Fábio Pinheiro, um dos organizadores da manifestação.
De acordo com a organização, o protesto deve se estender até o meio dia. Ainda segundo os organizadores, até o momento, ninguém da diretoria azulina apareceu para conversar com os manifestantes. “Eles não vieram nos dar uma satisfação, se esconderam. O manifesto vai contra tudo que está acontecendo no Remo”, acrescentou.
REIVINDICAÇÕES
Dentre as reivindicações estão à eleição para o cargo de presidente, para que ocorra ainda este ano; esclarecimentos sobre a prestação de contas dos últimos jogos e prestação de contas do Nação Azul; informações sobre o roubo na sede do Remo, além de informações sobre o roubo de 80 camisas dentro do Baenão, denunciado pelos manifestantes.
(DOL/Pararijos NEWS)

Rede integrada garante acolhimento à mulher vítima de violência no Pará


A Diretora de Atendimento a Grupos Em Situação de Vulnerabilidade, Simone Edoron, explica que a descentralização gerou aumento de denúncias
Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 21/11/2015 09:54:00
Na semana em que o Pará abraça, de forma oficial, a campanha “16 dias de  Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”, o Estado reforça ainda mais o atendimento às vítimas. Na última segunda-feira (16), o governador Simão Jatene entregou dez novas viaturas às delegacias de mulheres do interior. A entrega ocorreu no encerramento do Primeiro Seminário de Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher no Pará, com a participação de todas as delegadas e assistentes sociais encarregadas do acolhimento às vítimas de violência. O investimento na compra de novas viaturas confirma os avanços na melhoria do atendimento.
Além da Criação da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis, da Polícia Civil, em 2012, o aumento no número de delegacias especializadas foi um marco. Em 2011, o Estado tinha cinco unidades do gênero. Hoje, o Pará tem 16 Delegacias da Mulher, em municípios como Capanema e Barcarena. Além disso, foram implantados cinco polos do Pro Paz integrado, para prestar atendimento especializado, tanto às mulheres, quanto às crianças e adolescentes, em Santarém, Tucuruí, Altamira, Paragominas e Barcarena.

Essa descentralização do atendimento acabou gerando um aumento da demanda das denúncias. Com a criação desses espaços regionais, a mulher teve mais um estímulo para acreditar na legislação”, diz a delegada de Polícia e Diretora de Atendimento a Grupos Em Situação de Vulnerabilidade, Simone Edoron. Outra forma de acolhimento às mulheres vítimas de violência são as caravanas “Mulher viver sem violência”, que desde o ano passado, já estiveram em mais de dez zonas rurais do Estado, levando palestras educativas e equipes de delegadas para ouvir possíveis registros policiais.
Assistência - Neste ano, o tema da campanha de enfrentamento à violência contra as mulheres é “Tome atitude, quebre o silêncio” Com a inauguração do Pro Paz Deam, em julho do ano passado, as mulheres que moram em Belém passaram a ter um atendimento integrado, que facilita a denúncia. Considerada referência nacional, a unidade garante atendimento policial e social, com equipes de psicólogos e assistentes sociais. Antes da implantação dessa delegacia especializada, a mulher precisava vencer o medo e a timidez para conversar primeiro com a delegada ou delegado.
Hoje, ela é primeiramente atendida por uma assistente social, que depois encaminha a vítima diretamente aos demais setores, como perícia, psicólogo, delegacia e promotoria, tudo funcionando no mesmo local. “Antes, as mulheres chegavam a desistir de fazer as denúncias, porque teriam que percorrer vários caminhos. Hoje o Pro Paz pensou na junção de tudo, para que ela tenha a garantia de todos os serviços em um único local”, diz a coordenadora do Pro Paz Integrado, Naiana Dias.
Foi também encorajada por essa facilidade no atendimento que a estudante Ana Paula Soares, 29 anos, decidiu denunciar as ameaças de morte que vem recebendo do ex-namorado. Inconformado com o término do relacionamento, há um mês ele vem perseguindo a mulher com ameaças de agressões e chantagens, usando vídeos íntimos do casal. Atendida pela assistente social do Pro Paz Deam, a estudante pôde enfim entender o significado da palavra acolhimento. “Quando fui à delegacia, tive que ser interrompida várias vezes durante o meu relato, porque, enfim, eles precisam priorizar a parte criminal, né? Mas aqui não. Eu me senti à vontade para desabafar, chorar, e agora serei orientada a fazer o que for preciso para garantir minha tranquilidade e segurança”, contou, aliviada.
Syanne Neno
Secretaria de Estado de Comunicação
(Pararijos NEWS)

Estudante morre durante recreio em escola

Estudante morre durante recreio em escola (Foto: Reprodução )
Criança faleceu em escola de Parauapebas, região sudeste do Pará durante o recreio. (Foto: Reprodução )
A estudante Jamilly Chaves Santos, 9 anos desmaiou durante o recreio na escola Irmã Neves, no bairro Bela Vista, em Parauapebas, região sudeste do Pará na manhã de quinta-feira (19). Funcionários da escola tentaram reanima-la, como ela não reagiu, a levaram para o Hospital Municipal da cidade, onde foi constatado que ela já estava morta.
A família da criança aguarda o resultado do Instituto Médico Legal (IML) para saber a causa da morte da menina.
Logo após o ocorrido, muitas informações começaram a se espalhar pelas redes sociais, como a de que ela teria escorregado e caído, batendo com violência a cabeça no chão, o que teria provocado o desmaio. Outros relatos surgiram de que ela teria sofrido uma descarga elétrica provocada por um raio, já que no momento chovia em Parauapebas e trovejava muito.
Ainda pela manhã, a Secretaria Municipal de Educação do município divulgou nota, informando que Jamilly estava brincando no recreio e, quando terminou o intervalo, foi ao bebedouro, tendo caído desmaiada durante o trajeto, sem ter esbarrado em nada. A equipe da escola a socorreu imediatamente, com massagem cardíaca e respiração boca a boca, uma vez que ela estaria com a pele roxa e sem sinais vitais.
Ainda segundo a nota, a equipe da escola imediatamente colocou a criança em um carro e se deslocou para o hospital municipal. No trajeto, em função do trânsito congestionado, a coordenadora da escola solicitou ajuda de uma viatura da polícia, que passava pelo local, para acelerar a chegada à unidade de saúde. O tempo entre o ocorrido e o atendimento  no hospital teria sido de 20 minutos.
Ao chegar à unidade de saúde, a criança foi atendida imediatamente, mas, segundo o médico que a recebeu, ela já não tinha mais sinais vitais.
Segundo o diretor da 20ª Seccional de Polícia Civil, delegado Thiago Carneiro, as informações preliminares do IML são de que a criança sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC), o que provocou o desmaio, que a levou a óbito.
Em luto, a direção da escola suspendeu as aulas na sexta-feira (20), e colocou um cartaz na porta da escola, em homenagem a estudante. O corpo da menina foi velado em uma igreja evangélica, na rua Bom Jardim, bairro Caetanópolis, e enterrado na manhã de sexta-feira no cemitério Jardim da Saudade.
(DOL/Pararijos NEWS com informações do CT Online)

Mulher poderá incluir companheira em plano

Mulher poderá incluir companheira em plano (Foto: Reprodução/Internet)
(Foto: Reprodução/Internet)
Uma servidora da Prefeitura de Belém conseguiu, na Justiça, que a companheira dela de 15 anos seja incluída como dependente no Plano de Assistência Básica à Saúde do Servidor (PABSS) do município. O pedido, em ação ordinária, foi feito pela defensora pública Felícia Fiúza.
D.H.M.S já havia solicitado, administrativamente, a inclusão da parceira no plano, o que foi negado pelo Instituto de Previdência e Assistência do Município de Belém (Ipamb). “O plano se recusou pelas vias administrativas a fazer a inclusão e a Defensoria foi procurada”, contou a defensora do caso, que começou em 2011 e teve desfecho neste mês.
A sentença foi proferida pelo juiz Elder Lisboa Ferreira Costa, titular da 1ª Vara de Fazenda Pública da Capital. No julgamento do mérito, o magistrado afirmou que a Constituição Brasileira veda qualquer tipo de discriminação em virtude de sexo, raça, cor, proibindo que alguém seja diminuído em função de sua preferência sexual, bem como na interpretação dada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que incluiu como entidade familiar, as uniões estáveis entre pessoas do mesmo sexo.
Na decisão, o juiz destacou que o Ipamb deve incluir, imediatamente, a companheira da autora como dependente no plano, sob pena de multa de R$ 1 mil, em caso de descumprimento da ação. Ainda cabe recurso contra a sentença.
(DOL/Pararijos NEWS com informações da Defensoria Pública)

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Decote de apresentadora causou demissão

Decote de apresentadora causou demissão (Foto: Reprodução )
(Foto: Reprodução )
O ex-diretor do “Superpop”, da RedeTV!, Marcelo Nascimento detalhou sua passagem pela emissora em seu novo livro, “Cara, Isso é Baixaria”. Durante 7 anos, o profissional foi demitido três vezes, uma delas por causa de modelo ousado de Luciana Gimenez no palco."Ela estava com um decote generoso. Marcelo [de Carvalho, marido de Luciana e vice-presidente da emissora] me ligou exigindo que a mulher cobrisse os seios com uma echarpe. Dei o recado, e ela se negou. Ele me ligou novamente e me demitiu", disse ao “Notícias da TV”.
Na obra, Nassa [seu apelido] não citou o nome da artista e apenas se referiu como “apresentadora”. “Optei por não colocar os nomes de algumas pessoas. Não por medo de processo, porque tudo o que conto no livro ocorreu. Não há como negar. Ocultei os nomes porque penso que a publicação possa inspirar uma série, mas claro que estou falando de Luciana e Marcelo.”
Apesar de a primeira demissão ter sido revertida em uma semana, o clima nos bastidores era tenso. “Era complicado trabalhar porque eles são casados e eu ficava ali no meio. Quem me levou e me segurou no programa foi o Marcelo. A Luciana não gostava de mim. Só fomos nos entender um ano e meio depois. Quando isso ocorreu, me distanciei do Marcelo”, lembrou. 
O livro com outras histórias do programa está previsto para ser lançado ainda este ano em formato digital. No ano que vem, a publicação deve chegar às livrarias em formato impresso. 
(DOl/Pararijos NEWS com informações do MSN)

“Tiro no pé” Rede Record terá que pagar multa milionária a sua apresentadora XUXA

Xuxa parece nunca se livrar de seu passado. Trabalhos sensuais feitos pela apresentadora há duas décadas são pauta, hoje, de três processos movidos por ela na Justiça. Em um deles, que já está em fase final, a Band foi condenada a pagar 1,1 milhão de reais por exibir fotos da apresentadora sem autorização, valor que, atualizado, pode chegar a 2 milhões de reais. (Pararijos NEWS)

Em outro, ainda no início, Xuxa briga para que o Google seja responsabilizado por buscas que forneçam imagens picantes suas como resultado. No terceiro, que teve audiência preliminar nesta quinta-feira, no Rio, a apresentadora processa a Record por ter levado ao ar no Programa do Gugu, no primeiro semestre do ano, fotos quentes feitas há mais de vinte anos. A emissora da Igreja Universal não apresentou proposta de acordo na audiência e, como a Band, pode ter de arcar com uma indenização milionária.
“Não é porque a pessoa fez uma foto há mais de vinte anos para uma revista masculina que deve ficar para sempre refém dela. Uma coisa é a pessoa que tem a revista e pode usá-la, outra é uma emissora levar as fotos ao ar”, diz o advogado de Xuxa, Maurício Lopes, que a representou na audiência desta quinta. O defensor afirma que, na ação, não foi sugerido um valor para a indenização. Mas ele acredita que o perito judicial responsável por avaliar o dano vá indicar uma quantia considerável. “O Programa do Gugu vai ao ar aos domingos, tem boa audiência.” Segundo Lopes, seja qual for o valor fixado pela Justiça, ele será doado pela apresentadora para a fundação que leva o seu nome e atende a crianças carentes.
Além de arcar com uma indenização por dano moral e material, a Record está sujeita a uma multa de 1 milhão de reais, caso volte a veicular qualquer das imagens sensuais de Xuxa exibidas pelo Programa do Gugu. “Logo no começo do processo, em maio, a gente pediu que a Justiça desse uma ordem imediata, impedindo a Record de voltar a usar essas imagens. Se a emissora descumprir a ordem judicial, será multada”, explica o advogado, que diz ainda ser possível um acordo com o canal. “O acordo pode acontecer em qualquer momento do processo, mas até aqui não houve nenhuma proposta da Record.” (Pararijos NEWS)

Belém celebra Dia da Consciência Negra


Ser demitida por causa do cabelo crespo parece surreal, mas aconteceu com a técnica de enfermagem Jocicleide Belém da Costa Santos, 31 anos, marcando sua adolescência, quando ela foi dispensada do estágio, num shopping de Belém, porque se recusou a alisar os fios crespos. Crimes de racismo, preconceito e discriminação racial se configuram pela rejeição ou exclusão de pessoas em razão da cor da pele em vários ambientes. Hoje, no Dia Nacional da Consciência Negra, que celebra Zumbi dos Palmares, personagem histórico da resistência negra no Brasil, haverá evento afroreligioso que celebrará também o Dia Nacional da Umbanda, transcorrido no último domingo, 15. O evento reunirá comunidades tradicionais de terreiros da Região Metropolitana, no Ver-o-Rio, das 18 às 21 horas.
“Eu era responsável por fazer vistoria nas vitrines das lojas. Fiquei dois meses no estágio. Fui avisada que se não alisasse os cabelos, perderia a vaga. Me recusei e fui demitida. Alegaram que era redução de custos, mas outras pessoas foram admitidas”, relatou Jocicleide. “Isso teve um efeito grande na minha autoestima. Levei o caso ao Ministério Público, mas eu tinha 16 anos e não tive apoio. Meu pai dizia que não ia dar em nada.”  (Pararijos NEWS)

Imprudência no trânsito é dura realidade em Belém

Imprudência no trânsito é dura realidade em Belém (Foto: Reprodução/Twitter @DiL__SoN)
(Foto: Reprodução/Twitter @DiL__SoN)
Um homem pilota sua bicicleta pelas ruas de Belém. Na garupa, uma criança segue em pé, debruçada no adulto, demonstrando no olhar a inocência de quem não sabe o perigo que corre. Nessa situação, qualquer acidente pode ser fatal. Mesmo assim, cenas como essa são flagradas diariamente nas ruas de Belém e interior do Pará, mostrando que a imprudência e a direção perigosa são uma dura realidade do Estado.
O registro foi feito por internautas na avenida José Bonifácio, via que possui uma ciclofaixa no lado esquerdo da via. Entretanto, o ciclista com a criança foi flagrado no lado direito da pista, disputando espaço com os carros estacionados e veículos circulando.
Veículos na pista exclusiva do BRT são uma imprudência comum em Belém (Foto: Cezar Magalhães)
Em outros pontos da cidade, a realidade é parecida. "Motociclista sem capacete, bicicleta na contramão, rua cheia de gente, carroceiro fechando cruzamento... isso é cenário comum por aqui", afirma a psicóloca Yasmin Rios, moradora do bairro do Jurunas, em Belém. "Na periferia, o trânsito é uma confusão mesmo. Quase todo dia pelo menos um ciclista acaba se machucando".
Motociclistas sem capacete são comuns na capital paraense (Foto:Cezar Magalhães)
As leis e orientações sobre o trânsito são claras, mas desrespeitadas em toda a cidade. Motociclistas sem capacete, retornos em locais proibidos e a invasão de veículos na pista do BRT, exclusiva para ônibus da linha expressa, são facilmente vistas pela população.
Até viaturas oficiais já foram flagradas realizando manobras irregulares (Foto: reprodução/Twitter)
Assim como os condutores, os pedestres também possuem obrigações, e atitudes imprudentes também podem provocar acidentes. É o caso das pessoas que atravessam a rua fora da faixa ou caminham pela pista do BRT no centro de Belém, via que já foi palco de inúmeros acidentes fatais.
Os pedestrem também tem que cumprir sua parte para garantir a segurança nas ruas (Foto: Cezar Magalhães)
(DOL/Pararijos NEWS)

Ex-prefeito de Marituba é condenado

Ex-prefeito de Marituba é condenado (Foto: Everaldo Nascimento)
(Foto: Everaldo Nascimento)
A 1ª Vara de Marituba, na Região Metropolitana de Belém, condenou o ex-prefeito do município, Antônio Armando, em mais 5 processos por atos de improbidade administrativa. As decisões da justiça foram divulgadas pelo Ministério Público do Pará (MPE) ontem (19).
Em outubro deste ano, ele já havia sido condenado por improbidade administrativa, pelos atos praticados quando gestor do município, cargo que exerceu durante os períodos de 2001-2004 e 2005-2008. Nos novos processos, Antônio foi condenado por “violação aos princípios da Administração Pública (legalidade, moralidade, publicidade e eficiência), pela ausência de prestação de contas e por dano ao erário por dispensa indevida de processo licitatório”.
Juntos, os processos somam sanções como o ressarcimento de quase R$ 200 mil à Seplan, atualizado pelo IPCA, pagamento de multa, suspensão dos direitos políticos e proibição de contratar com o poder público. A defesa do prefeito apelou contra a decisão e o caso deverá seguir para julgamento no Tribunal de Justiça do Estado.
(Cintia Magno/Pararijos NEWS/Diário do Pará)

Jovens são incentivados ao primeiro voto


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Pará conclui hoje a mobilização junto a adolescentes de 16 a 17 anos, dentro da campanha nacional da ''Semana de Alistamento do Jovem Eleitor'', do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A iniciativa convida adolescentes a tirar o título de eleitor e conscientiza esses jovens sobre o direito do voto, já que nessa faixa etária o voto é facultativo.
Em Belém, os adolescentes podem tirar o primeiro título de eleitor no Centro de Atendimento ao Eleitor (CAE), na travessa Pirajá, s/nº, entre as avenidas Marquês de Herval e Visconde de Inhaúma, na Pedreira, das 8h às 13h. Mais informações podem ser obtidas pelo nº: 3276-9293.
Além do CAE, é possível obter o título de eleitor em postos de atendimento ao público em Belém, no mesmo horário de funcionamento, que são os seguintes: Estação Cidadania Guamá (Serviço de Atendimento ao Cidadão), avenida José Bonifácio, 2.308, Guamá; Posto de Atendimento do Detran, na rodovia Augusto Montenegro, entrada pelo Portão D1; sede da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), na Praça Dom Pedro II, Cidade Velha. (Pararijos NEWS)

Mais grana para a Série B

Maia: Paysandu pode receber um bom dinheiro da TVMaia: Paysandu pode receber um bom dinheiro da TV
Uma reunião, realizada nos últimos dias, e pouco divulgada em função do caráter sigiloso, teve a participação do presidente bicolor, Alberto Maia. A principal definição diz respeito a um acréscimo no valor da cota de todos os participantes do campeonato brasileiro da Série B, paga pela TV Globo, na condição de detentora dos direitos televisivos.
De acordo com o blog deprima, mantido pelo portal do Lancenet, o contrato entre os clubes e a emissora foi renovado por mais cinco temporadas, fixando acordo entre os anos de 2018 a 2022. No total, a TV vai repassar, ainda segundo o blog, um valor de R$ 900 milhões. O acordo prevê um crescimento de investimento a cada temporada. Em 2018 e 2019, serão distribuídos R$170 milhões entre os clubes. Em 2020, o valor se estabelece em R$180 milhões. De 2021 e 2022, o pacote será reajustado em R$190 milhões.
Os valores não serão realidades para 2016 e 2017, já que o atual contrato contempla as duas temporadas. No entanto, há uma informação relacionada ao adiantamento de R$57 milhões para os clubes, sendo que uma parte será quitada nos próximos dias. Até o final deste mês, o Paysandu receberá uma cota de R$1 milhão de adiantamento. No total, serão R$17 milhões distribuídos entre 17 clubes da competição, distribuídas de forma igualitária. O acordo deixa de fora três agremiações: Botafogo-RJ, Bahia e Vitória-BA, cujos contratos têm valores da Série A.
Os adiantamentos vão interferir no valor final de investimento para 2016. A previsão é que cada clube receba aproximadamente R$ 5 milhões por temporada, um aumento quase de 100%. Atualmente, o Papão embolsa é R$ 2,7 milhões líquidos por ano. (Pararijos NEWS)

Polícia Civil desarticula organização criminosa que agia em três Estados


Foram apresentados pela polícia dinheiro e objetos apreendidos com o grupo, como produtos veterinários, cigarros e bebidas alcoólicas
Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 13/11/2015 19:42:00
A Polícia Civil apresentou nesta sexta-feira (13), na Delegacia Geral, em Belém, seis homens acusados de integrar uma organização criminosa interestadual especializada em roubos de cargas de cigarros. As prisões foram feitas nos Estados do Pará, Maranhão e Tocantins, no dia anterior, por policiais civis da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (DRFC), unidade vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).
Ao todo, 15 homens fazem parte do grupo, entre líderes, executores dos roubos e receptadores. Do total, 13 já estão presos. As informações foram divulgadas pelos delegados André Costa e Jarson Silva, da DRCO, e João Bosco Rodrigues, diretor de Polícia Especializada. O grupo tinha com bases as cidades de Marabá, sudeste do Pará, Imperatriz (MA) e Araguaína (TO). As prisões são resultados da operação denominada "Matinta Pereira".
Os seis homens são Ivanir Soares de Freitas, Rogério Silva de Brito, Ezequiel Alves Viana, Fabiano Lopes Moura, Jorge Marcos Junqueira e Lázaro Rodrigues Pinto. Um sétimo acusado, Eduardo Pereira Vales, também foi detido durante a operação, mas ficou preso no Maranhão em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Além dos presos, foram apresentados dinheiro e objetos apreendidos com o grupo, como produtos veterinários, cigarros e bebidas alcoólicas.
Segundo o delegado Jarson Silva, titular da DRFC, a investigação que levou à captura do bando foi iniciada há um ano, após o assalto a um caminhão da empresa Souza Cruz. O crime se registrou em 8 de novembro de 2014, na Rodovia PA-155, entre Rio Maria e a Vila Bannach, zona rural do município, no sul do Pará. O caminhão foi interceptado por dois veículos. O grupo de assaltantes ordenou o condutor a entrar em um ramal e retirou toda a carga de cigarros. Depois fugiu deixando o motorista no local. A carga era levada para sítios e chácaras, onde ficava escondida para depois ser repassada aos receptadores.
Em 14 de novembro de 2014, uma equipe de policiais civis do Estado do Maranhão prendeu um dos integrantes do grupo. Jorge Marcos Junqueira tinha dois mandados de prisão decretados contra o acusado pela Justiça de Tocantins. Ele foi preso no Maranhão. Já em 23 de março de 2015, foram presos, na cidade de Tocantinópolis (TO), João Paulo Mendonça Sanches, Antonio Welton Alves da Conceição, Geraldo Leonarda Viana, Guterg Delfino Viana, Cloves Pereira Fraga e Bernardo de Sousa Alves Júnior. Com eles, uma pistola marca Taurus, calibre 7.65 mm, com cinco munições intactas no carregador, foi apreendida, além de três veículos usados pelos bandidos nos crimes (um carro, uma caminhonete e um caminhão).
A partir das prisões dos integrantes do grupo, a DRCO, com apoio de policiais civis do Maranhão e Tocantins, identificou os demais envolvidos no grupo. Dos 15 envolvidos com a organização criminosa, cinco são os líderes do grupo, seis deles atuam nos assaltos e outros quatro são comerciantes que agem como receptadores dos produtos roubados, responsáveis em repassar a carga para outros comerciantes. Segundo o delegado Jarson Silva, o grupo também atua em assaltos a bancos. Um dos líderes do grupo e que ainda está foragido é o comerciante Frank Castro de Oliveira, que estaria na França. As ordens judiciais foram expedidas pela Vara de Combate ao Crime Organizado. Todos os presos estão recolhidos à disposição da Justiça.
Walrimar Santos
Polícia Civil
(Pararijos NEWS)

Governadores se unem pelo desenvolvimento da região amazônica

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 20/11/2015 13:31:00
Gestores estaduais da região amazônica brasileira definiram a criação do Conselho de Governadores para o Desenvolvimento da Amazônia. A iniciativa propõe que as decisões sobre a região sejam tomadas através de ações articuladas, reduzindo custos e potencializando resultados nos Estados. A medida foi anunciada na manhã desta sexta-feira, 20, durante a abertura do 12º Fórum de Governadores da Amazônia, que está acontecendo no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. O modelo de funcionamento da iniciativa será anunciado ao final do evento, através da Carta de Belém, que será divulgada ainda hoje.
O governador Simão Jatene, ao lado dos governadores dos nove Estados que compõe a Amazônia Legal, afirmou que a Amazônia só tem uma forma de contribuir para o desenvolvimento brasileiro e para o desenvolvimento global, que é através do seu próprio desenvolvimento. “Não podemos continuar sendo vistos e tratados operando como grandes produtores de recursos naturais que terminam trocando um fantástico ativo, pela pobreza da nossa gente. A Amazônia pode, deve e é grande prestadora de serviços ambientais em escala planetária, mas tem de ser também base material de vida digna para as pessoas”, defendeu Simão Jatene.
Os governadores destacaram a importante contribuição que a região tem dado na redução das emissões de gases do efeito estufa, que na última década atingiu 80% de redução de CO2, fortemente impulsionado pela diminuição do desmatamento na Amazônia. O entendimento da importância desse processo é comungado entre os governadores que chamam a atenção para o esgotamento das medidas de comando e controle na redução do desmatamento.
“O avanço necessariamente exige a busca de alternativas produtivas que venham substituir aquelas atividades mais agressivas ao ambiente. No caso concreto da Amazônia, a questão da sustentabilidade não pode ser vista apenas na sua perspectiva ambiental, ela tem que ser vista na perspectiva econômica, social e política e é exatamente essa a grande mensagem, no que diz respeito a questão climática”, anunciou o governador do Pará.
Durante o Fórum de Governadores, além de determinar as diretrizes de funcionamento do recém criado Conselho de Governadores para o Desenvolvimento da Amazônia, também serão discutidos as pautas de diversos temas, incluindo o enfrentamento de desafios comuns, como a pactuação de uma agenda voltada à infância, a definição de estratégia dos Estados da Amazônia para a COP-21 e as iniciativas sugeridas pelos estados amazônicos no Movimento Brasil Competitivo.
Participam do 12º Fórum de Governadores da Amazônia, os governadores do Pará, Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Rondônia, Roraima e Tocantins. Ao final do evento será criada a Carta Belém, com as propostas e compromissos firmados entre os estados participantes. (Pararijos NEWS)

Técnico deve escalar Marquinhos na criação contra o Criciúma, amanhã


Ao final do treinamento realizado no Mangueirão, palco da partida contra o Criciúma (SC) de amanhã, o meia Marquinhos estava aparentemente exausto. Sentou, encostado em um pilar do estádio, enquanto seus companheiros subiam no ônibus do clube. A dedicação na atividade da equipe tem uma explicação: Marquinhos já deve ter tido a informação que tende a ser titular na penúltima partida bicolor no Campeonato Brasileiro. E como se diz na linguagem boleira, resta ao garoto de 18 anos segurar a oportunidade com ‘unhas e dentes’. “O fato de o Marquinhos ter entrado muito bem foi algo treinado durante a semana. Parto de um ponto da escalação contra o Luverdense (vitória alviceleste por 3 a 2). Mas, também vou avaliar com mais tranquilidade, ainda tenho mais um treinamento”, analisou o treinador bicolor, Dado Cavalcanti àquela altura.
A titularidade de Marquinhos não deixa de ser uma estratégia da comissão técnica de injetar ânimo novo a um time, evidentemente, abalado. Há o inevitável clima de final de festa e, em menor escala, também existe a tentativa de manter as esperanças na busca pelo acesso à Série A. “Esse, talvez, seja um jogo onde alguns jogadores precisam mais do lado emocional”, argumentou o treinador bicolor, Dado Cavalcanti. “O jogo em si, nem tanto. Vamos enfrentar um adversário sem tanta aspiração. Individualmente, um ou outro atleta vai utilizar de uma carga emocional maior, de algo que não podemos fazer”, vislumbrou Cavalcanti, referindo-se a uma combinação de resultados que pode manter o Paysandu na disputa pela quarta vaga do G-4. O principal foco está na torcida por um tropeço do Santa Cruz-PE, que encara o rebaixado Mogi Mirim-SP, amanhã, no interior de São Paulo. Se o Santa vencer, o Paysandu estará alijado da luta pela Série A. Se não bastasse, o Papão torce contra outros três times adversários: Bragantino-SP, Náutico-PE e Sampaio Corrêa-MA.  (Pararijos NEWS)

Sadomasoquismo é a perversão sexual de Ângela Bismarchi

Angela Bismarchi leu o livro “Cinquenta tons de cinza”, de Erika L. James, e achou que poderia fazer melhor do que a escritora americana, que já vendeu 125 milhões de unidades em todo o mundo. Usando personagens clássicos da literatura ocidental, como Don Juan, o Rei Arthur e Lancelot, seu cavaleiro da Távola Redonda, e a Rainha Guinevère, ela escreveu um romance sadomasoquista Ângela: “Meus personagens têm essa questão sexual descontrolada”Ângela: “Meus personagens têm essa questão sexual descontrolada”ambientado na cidade do Rio de Janeiro dos dias atuais. “Queria que esses personagens se encontrassem no meu romance, que é muito melhor que o de Erika James. Meu romance é uma verdadeira explosão de luxúria e de desejos reprimidos”, adianta ela, que lança o livro até o final deste mês.
Escravidão sexual, sadomasoquismo (sadismo e masoquismo) e fetiches são temas que estão no livro de Ângela. “Meus personagens têm essa questão sexual descontrolada. As coisas que eu relato no livro são muito mais fortes, são de escravidão sexual. Eu sou mais do lado do amor”, compara ela, que fez pesquisas para escrever o romance. “Um pouco desse mundo eu já conhecia. O sadomasoquismo é um fetiche de mulheres do mundo inteiro, né? Eu não sou contra ganhar umas palmadinhas, usar algemas... Acho que apimenta”, opina ela.
“Sempre fui muito ligada a esses temas de erotismo e sensualidade. Aqui no Brasil não tem nenhuma romancista como eu que explore esse tema, a Erika James foi a primeira que tocou o mundo inteiro. Aqui no Brasil eu vou ser a primeira. A maioria dos artistas brasileiros está lançando biografias, eu sou romancista”, diz ela.
Ângela promete causar polêmica com seu novo livro. Isso porque ela acredita que Dom Juan era gay. “Ele é um homem sedutor, atraente, por quem as mulheres se apaixonavam. Ele ficava com elas, mas depois as abandonava. Eu acho que ele era gay, pois era sedutor e não ficava com mulher nenhuma. Ele esta muito narcisista, então acho que ele tem uma tendência forte à homossexualidade. No meu livro ele usa várias coisas cor-de-rosa, como cintas-liga. Daí o nome do romance (“Os tons de pink de Don Juan”)”, explica Ângela.


(Pararijos NEWS)

Belém recebe encontro de secretários de saúde, educação e direitos humanos


O secretário de Assistência Social e Trabalho do Mato Grosso, Valdiney de Arruda, afirma que o encontro coloca a Amazônia no centro dos debates
Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 18/11/2015 18:07:00
Articular uma agenda positiva, pautada no desenvolvimento de ações intergovernamentais e intersetoriais para a justiça e progresso social na Amazônia Legal. Este será o principal objetivo do encontro de secretários estaduais de assistência social, saúde, educação, direitos humanos e socioeducação, que ocorre nesta quinta-feira (19), no Palácio do Governo, em Belém.
O encontro é proposto pelos governos do Pará e Mato Grosso, com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), e visa articular propostas que possam enfrentar os grandes desafios sociais da região. A Amazônia, apesar dos avanços verificados nos últimos anos, enfrenta disparidades no desenvolvimento. Para isso, os secretários vão discutir a criação de um fórum voltado ao progresso social da região.
Para o secretário de Assistência Social e Trabalho do Mato Grosso, Valdiney de Arruda, “essa é uma ação inovadora. Nunca se pensou no contexto da Amazônia de construir agendas propositivas visando um progresso social. É um ato simbólico para além do protagonismo, busca mudar paradigmas visando direcionar o desenvolvimento econômico e ambiental no contexto de desenvolvimento social, com base em indicadores a serem monitorados que revelem se está havendo ou não o desenvolvimento econômico”, diz.
Para a secretária extraordinária para a Integração das Políticas Sociais do Pará, Izabela Jatene, em um território como a Amazônia, com tantas peculiaridades, a integração é a chave para enfrentar os desafios. “Para o desenvolvimento sustentável da região não basta o desenvolvimento econômico. Precisamos de um progresso social. O maior beneficiário deste movimento tem que ser o homem. Este encontro, além de um marco histórico, é um grande movimento de protagonismo regional, para que possamos trocar experiências e debater sobre boas práticas, com o intuito de construir uma agenda positiva entre todos os Estados da Amazônia Legal", diz.
O coordenador do Unicef em Belém, Fábio Morais, afirma que a proposta de criação do Fórum Integrado pelo Desenvolvimento Social da Amazônia se constitui em um marco no contexto histórico brasileiro. “Isso se dá na medida em que as pessoas passam ao centro da agenda político-institucional sem que com isso diminua a importância das questões econômicas e ambientais, mas significando que a promoção de direitos dos amazônidas se estabelece enquanto base e princípio frente toda e qualquer prioridade nessa região”, conclui.
Debates – O Encontro dos Secretários de Estados da Amazônia Legal precederá o Encontro de Governadores da Amazônia Legal, que ocorre no dia seguinte e tem como um dos pontos de pauta a assinatura do Termo de Compromisso dos Governadores da Agenda Criança Amazônia, baseado na Agenda pela Infância 2015 – 2018: Desafios e Propostas.
Na ocasião, será apresentado pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) o Índice de Progresso Social (IPS) da região, que mede o desempenho social e ambiental das nações, independente do desenvolvimento econômico. O indicador foi criado em 2013 pela Social Progress Imperative, num processo que teve o apoio de diversos estudiosos e especialistas mundiais em políticas públicas.
A primeira iniciativa de uso do IPS no Brasil foi na Amazônia, com o Imazon, que identificou no índice um meio para avaliar a situação da sociedade amazônica a partir de uma nova visão, diferente das medições feitas por meio do Produto Interno Bruto (PIB) e do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).
O IPS Amazônia usa o mesmo método estatístico do IPS global, mas com uma diferença: adota indicadores que refletem a realidade social do território. No caso da Amazônia brasileira, o índice avalia cada um dos 772 municípios, enfatizando as diferenças sociais e ambientais. A escolha dos indicadores foi baseada na confiabilidade das fontes dos dados, acessibilidade, abrangência e atualização. O cálculo emprega indicadores públicos recentes e relevantes às especificidades dos municípios da Amazônia. O Governo do Pará é o primeiro da região a adotar o IPS como referencial para construção do marco de desenvolvimento estadual.
André Filho
Secretaria Extraordinária de Estado de Integração de Políticas Sociais
(Pararijos NEWS)

Torcedores azulinos se mobilizam para protesto

Torcedores azulinos se mobilizam para protesto (Foto: Mário Quadros)
Torcedores reivindicam esclarecimentos sobre as irregularidades no clube e pedem por eleição ainda este ano. (Foto: Mário Quadros)
Torcedores azulinos prometem comparecer em peso na sede social do Clube do Remo, neste sábado (21). A intenção, porém, não é mostrar proximidade com a atual administração, pelo contrário, o evento será marcado por um protesto para que a eleição ao cargo de presidente ocorra ainda este ano.
O movimento, formado por sócios do clube e torcedores, reivindicará esclarecimentos sobre as irregularidades no clube e clamar pela eleição ainda este ano. “Vamos reclamar e solicitar que o presidente (Manoel Ribeiro) faça a convocação das novas eleições o mais rápido possível para que isso não atrapalhe o planejamento para 2016. Vamos exigir a prestação de conta dos últimos jogos, solicitar a prestação de contas do Nação Azul, cobrar informações do roubo de 80 camisas que teve dentro do Baenão e do roubo na sede do Remo”, explicou Fábio Pinheiro, um dos organizadores da manifestação.
De acordo com os organizadores, os azulinos estão sendo convocados pelas redes sociais. A expectativa, segundo eles, é reunir 200 torcedores no protesto, marcado para às 9h.
ELEIÇÕES DIRETAS
Em 2013, os torcedores azulinos também protestaram em frente a sede social do Remo, que teve como pauta central a exigência da aprovação do novo estatuto e das eleições diretas para a direção do Leão.
“Em 2013 também teve o mesmo protesto, quando foi aberta a assembleia de sócios. O que conseguimos no passado, estamos tendo esse direito negado agora”, acrescentou Fábio.
(DOL/Pararijos NEWS)

Após tiroteio, grupo faz reféns em hotel no Mali; polícia invade prédio


Soldados no cerco ao hotel Radisson Blu, invadido por homens armados em Bamako (Foto: Habibou Koyate/AFP)Soldados no cerco ao hotel Radisson Blu, invadido por homens armados (Foto: Habibou Koyate/AFP)
Um grupo armado fez cerca de 170 reféns em um hotel de alto padrão de Bamako, capital do Mali, no oeste da África, após invadir o edifício e deixar feridos num tiroteio. Três pessoas foram mortas, dois malineses e um francês. Após cerca de cinco horas de cerco, uma ação policial conseguiu libertar cerca de 80 reféns, afirma a rede de TV estatal.
A conta do número de pessoas ainda não fecha, porque a Rezidor, empresa que administra o Radisson Blu, o hotel invadido, afirma que ainda há 138 pessoas no prédio (125 hóspedes e 13 funcionários).
O ministério da Segurança de Mali afirma que, antes da ação policial principal, ocorrida por volta das 10h (hora de Brasília), alguns soldados já haviam conseguido libertar "uma dezena" de reféns.
Localização do hotel Radisson Blu, sequestrado por homens armados em Bamako, Mali (Foto: G1/Arte)
Segundo fontes de segurança locais ouvidas pela agência France Presse, os agressores são "jihadistas". Alguns reféns foram liberados pelos próprios sequestradores, incluindo duas mulheres, após provarem que eram capazes de recitar versos do Alcorão.
O hotel Radisson Blu permanece cercado por policiais e soldados do exército malinês e da ONU. Os agressores percorreram o hotel gritando "Alá é grande", afirmam.
Segundo a Rezidor, inicialmente, entre os reféns havia 140 hóspedes e 30 funcionários. No momento da invasão, foi possível ouvir disparos do lado de fora do hotel. Ainda não se sabe se há feridos vivos.
O presidente do Mali, Ibrahim Keïta, cancelou uma viagem que tinha programada para o Chade e retornou à capital Bamako.
Resgate
A ONU diz que três de seus representantes foram resgatados do hotel antes da invasão do exército. A companhia aérea turca Turkish Airlines afirma que tinha sete funcionários dentro do Radisson Blu, três dos quais conseguiram escapar sozinhos.
Segundo a administração do hotel, o ataque estaria sendo realizado por apenas dois ou três homens, que entraram no prédio às 7h00 locais (5h00 na hora de Brasília). Forças de segurança, porém, estimam que dez homens participam da ação armada.
A ocupação se iniciou no sétimo andar do prédio, que possui 190 suítes, e os homens armados começaram a percorrer o hotel andar por andar. O grupo armado teria entrado no hotel dentro de um carro com placa de diplomatas.
O Radisson Blu fica a 1,5 km de distância da Embaixada dos EUA no Mali. Diplomatas americanos no local já emitiram um comunicado via Twitter pedindo a todos os cidadãos americanos que procurem abrigo. Funcionários da embaixada estão alocados dentro do prédio.
A empresa Air France afirmou que doze de seus funcionários estavam no hotel, mas foram libertados pela ação policial. A empresa cancelou todos os vôos de Paris para Bamako previstos nesta sexta-feira (20).
TV malinesa mostra reféns sendo libertados por policiais no hotel Radisson Blu, em Bamako (Foto: Reuters/reprodução)TV malinesa mostra reféns sendo libertados por policiais no hotel Radisson Blu (Foto: Reuters/reprodução)
Conexão francesa
Em 2012, vários grupos jihadistas ligados à Al-Qaeda se apoderaram de zonas do norte de Mali, que foi colônia francesa até 1960. Muitos foram expulsos da região após uma ação militar internacional iniciada em janeiro de 2013, proposta pela França.
A operação militar está em andamento, porque algumas áreas ainda estão fora de contre do governo de Mali. No início, os ataques jihadistas se concentraram apenas no norte do país, depois se espalharam para o sul e para o centro.
Ainda ontem, o presidente francês, François Hollande, havia parabenizado tropas francesas pelo sucesso de uma série de operações no norte do Mali. O governo francês afirmou que fará todo o possível para ajudar alibertar cidadãos franceses que estiverem no hotel.
Segundo a rede de TV CNN, o governo francês está enviando uma equipe tática de dez policiais de elite a Bamako.  (Pararijos NEWS)
Grupo armado mantém reféns em hotel do Mali (Foto: Sebastien Rieussec/AFP)

Regiões do Pará ainda têm total falta de cobertura

Regiões do Pará ainda têm total falta de cobertura (Foto: divulgação/Alepa)
Durante sessão realizada na tarde de hoje, consumidores externaram os principais problemas que possuem com a telefonia e internet no Pará (Foto: divulgação/Alepa)
Consumidores paraenses, presentes durante um Grupo de Trabalho para tratar dos problemas da telefonia móvel no Estado, destacaram, entre as principais reclamações sobre os serviços, a total ausência de telefonia móvel em inúmeras regiões.
A informação foi repassada nesta quinta-feira (19), pelo promotor José Frazão Menezes, durante sessão especial, na Alepa, proposta pelos deputados estaduais Miro Sanova (PDT) e Jaques Neves (PSC). O Grupo de Trabalho é uma iniciativa do Ministério Público para melhorar o atendimento das operadoras no Estado. 
Representantes da Anatel, Defensoria Pública, Secretaria de Estado da Fazenda (SEFA), da Vivo, Tim e Claro e população em geral estiveram presentes.
Segundo um vereador de São Geraldo do Araguaia, em muitas comunidades do município, a comunicação por celular não existe.
Todos os deputados da Alepa já assinaram um Projeto de Indicação, de autoria do deputado Airton Faleiro (PT) que solicita ao Governo do Estado a isenção total de ICMS às operadoras que instalem antena de telefonia móvel nas localidades onde o serviço não existe.
“É uma isenção pelo investimento. Como cobrar ICMS, se o serviço não existe¿ O projeto indica que as operadoras sejam isentas até que comecem a receber pelo serviço, depois passam a recolher o imposto normalmente”, informou Sanova.
O Projeto de Indicação já foi aprovado. Agora, os deputados farão um relatório conjunto, tanto da CPI da Telefonia, quanto das reuniões realizadas na Casa, para ser apresentado ao governo estadual.
(DOL/Pararijos NEWS com informações da Alepa)

Salários de novembro serão pagos a partir de terça-feira, 24

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 20/11/2015 09:09:00
Os servidores públicos estaduais, da administração direta e indireta, começam a receber os salários de novembro a partir da próxima terça-feira, 24. Os primeiros beneficiados de acordo com o cronograma da Secretaria de Estado de Administração (Sead) são os inativos militares e pensionistas civis e militares. O cronograma encerra no dia 30, segunda-feira, com os servidores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) da capital e do interior.
A Secretaria de Administração (Sead) informa, ainda, que os vencimentos dos servidores públicos do Estado referentes ao mês de novembro e dezembro de 2015, por força de decisão judicial, sofrerão descontos relativos a um dia de trabalho a título de contribuição sindical. Os descontos são referentes as contribuições sindicais dos anos de 2014 e 2015 respectivamente.
Também conhecida como imposto sindical, a contribuição é paga pelo trabalhador uma vez por ano e corresponde à remuneração de um dia normal de trabalho. Trata-se de uma prestação pecuniária, e, de acordo com a legislação vigente tem por finalidade o custeio de atividades essenciais do sindicato e outras previstas em lei.
Por orientação da Procuradoria Geral do Estado o recolhimento deverá ser feito, em juízo, através de guias que serão providenciadas pela própria procuradoria e disponibilizadas à SEAD para os devidos depósitos, sendo 85% do valor às entidades sindicais e 15% para federações e confederações.
Todos os servidores públicos civis da administração direta e indireta do Estado do Pará foram abrangidos exceto, agentes políticos e  servidores ocupantes de cargos cujo requisito exija veiculação à Ordem dos Advogados do Brasil e os vinculados ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Pará (SINTEPP).
Confira o calendário de pagamento da folha de novembro:
Dia 24 (terça-feira) - Inativos militares e pensionistas militares.
Dia 25 (quarta-feira) - Inativos civis, pensionistas civis e pensionistas especiais da Sead.
Dia 26 (quinta-feira) - Auditoria Geral, Casa Civil, Casa Militar, Defensoria Pública, Gabinete da Vice-governadoria, Procuradoria Geral, Sedap, Sectet, Sead, Sefa, Seplan, Semas, Secult, Seel, Sedeme, Sejudh, Sedop, Sespa, Seaster, Setran, Secom, Setur e NAC.
Dia 27 (sexta-feira) - Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar, Segup, Adepará, Arcon, Asipag, Codec, Ceasa, Cohab, CPC Renato Chaves, Detran, EGPA, Emater, FCG, FCP, Fasepa, Funtelpa, Fapespa, Hospital de Clínicas, Hospital Ophir Loyola, Hemopa, Imetropará, Iasep, Igeprev, Imprensa Oficial do Estado, Iterpa, Jucepa, Prodepa, Santa Casa, Susipe, Uepa, Ideflor-Bio, CPH, NGTM, Fundação Pro Paz.
Dia 30 (segunda-feira) – Seduc (capital e interior).

Luciana Benicio
Secretaria de Estado de Administração
(Pararijos NEWS)

Quadrangular está há 42 anos no Pará

Quadrangular está há 42 anos no Pará (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
Implantada em 1973, a Igreja Quadrangular completa hoje 42 anos no Pará, com 3 mil templos espalhados pelo Estado e agregando cerca de 400 mil membros. Segundo o pastor Paulo Bengtson, a atuação no Pará teve início com a chegada do pastor Josué Bengtson a Belém. No primeiro momento, a Quadrangular criou o programa ‘prece poderosa’, que também completa 42 anos este ano. “No dia 20 de novembro de 1973 iniciamos o movimento na travessa Benjamim Constant, onde tivemos a nossa primeira sede”, pontuou Paulo.
Para que a data seja comemorada, as igrejas quadrangulares do Estado estão realizando ações que envolvem a celebração de cultos temáticos a cada semana e batismos simultâneos de novos adeptos. “Desde o começo do ano até dezembro, teremos batizado mais de 43 mil novos membros”, apontou Paulo Bengtson.
Fazendo um convite aos que queiram conhecer as doutrinas desenvolvidas pela igreja, o pastor destaca que os cultos são abertos a quem quiser participar. “Temos grupos missionários que desenvolvem atividades para cada grupo de idade”, explica o pastor. Segundo ele, a base da igreja é a restauração das famílias “através dos preceitos cristãos”.
(Cintia Magno/Diário do Pará/Pararijos NEWS)

OSSOS DE ELIZA SAMUDIO É ENCONTRADO EM VALA DE BELO HORIZONTE

00000
00000
A Polícia Civil de minas gerais investiga se uma ossada encontrada na cidade de Nova Serrana seria de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes, desaparecida desde junho de 2010.
Segundo o delegado Rodrigo Noronha, algumas coincidências associam a ossada encontrada em uma vala.
O policial aguarda um exame de DNA, que provavelmente ficará pronto na próxima semana, esse exame será feito pelo IC (Instituto de Criminalística), em BH.
Em 2010 foi coletado material da mãe de Eliza para comprovar se o sangue encontrado em uma Land Rover, pertencente ao goleiro, era de Eliza. Conforme o policial, o corpo teria sido inicialmente enterrado, mas com as chuvas, houve uma erosão no local que evidenciou a existência dos ossos.
Noronha afirma que a ossada era de uma mulher, e com a arcada dentária em “perfeitas condições”.
“Eu não descarto a possibilidade [de a ossada ser de Eliza” Disse policial!   (Pararijos NEWS)
az

Vídeo mostra ataque a restaurante parisiense

O jornal inglês "Daily Mail" divulgou, nesta quinta-feira (19), sete dias após a série de atentados ocorridos na noite da última sexta-feira (13), em Paris, novas imagens de um ataque a um restaurante na capital francesa.
O vídeo feito a partir de uma câmera de segurança do estabelecimento mostra as pessoas tentando escapar dos disparos feitos pelo terrorista.
Assista:
Em uma das incursões, ele tenta atirar em uma mulher que está no chão, no entanto, a arma falha e ele vai embora.
São cerca de quatro minutos de terror. De acordo com a publicação do site da Folha de São Paulo, o nome do restaurante não foi divulgado por questões de segurança.
RESPONSÁVEIS
A polícia francesa continua à caça aos terroristas que mataram 129 pessoas e deixaram mais de 350 feridas. O belga Abdelhamid Abaaoud foi morto ontem em Saint Denis, no subúrbio de Paris.
Na mesma operação, uma mulher que seria prima de Abaaoud detonou um cinto de explosivos e se tornou a primeira mulher-bomba em solo francês.
Com as operações, o governo afirmou ter desmembrado novos estados que iriam ocorrer na cidade luz.
(DOL/Pararijos NEWS) Link: http://www.diarioonline.com.br/noticias/mundo/noticia-351032-video-mostra-ataque-a-restaurante-parisiense.html

Já acabou: Jéssica e Lara fazem as pazes e se abraçam para foto


As meninas de Alto Jequitibá, na Zona da Mata mineira, famosas por trocarem tapas numa briga motivada por ciúmes, hoje foram flagradas num momento bem mais amistoso que aquele registrado no vídeo que, na última segunda-feira, chegou aos trending topics mundiais do Twitter.
Lara T, 14 anos, autora do bordão “Já acabou, Jéssica?” - ouvido até mesmo da boca da cantora Claudia Leitte nesta quarta durante o programa The Voice - e Jéssica A., 13, apareceram agora há pouco abraçadas, numa foto postada no Facebook por uma professora delas.
Estudantes mineiras põem fim à briga que gerou um dos memes mais comentados do ano (Facebook/Janice Schuab/Reprodução)
Estudantes mineiras põem fim à briga que gerou um dos memes mais comentados do ano
A autora do clique é Janice Schuab, de 33 anos, que leciona Ciências na Escola Estadual Reverendo Cícero Siqueira, onde as adolescentes cursam o 7° ano do Ensino Fundamental. Segundo a educadora, a fotografia foi feita nesta tarde, quando Lara foi à escola para dizer um “oi” à sua classe - o primeiro após o episódio que a transformou em musa da internet.
“Os pais da Lara decidiram mantê-la um pouco recolhida em casa, para preservá-la. Por isso, desde segunda, ela não tem vindo ao colégio. Hoje, no entanto, era foi liberada para fazer uma visita rápida à turma. Estava um pouco constrangida, mas foi muito bem-recebida”, conta a professora. Festivo, o encontro teve direito a aplausos dos colegas e um puxão de orelha de Janice, que alertou os estudantes sobre o fato de que a violência não tem graça. O conselho foi repetido num post feito por ela em seu perfil na rede de Zuckerberg.
 (Facebook/Janice Schuab/Reprodução)
O mistério da camisa do Pará
Esclarecida a razão da rixa, o que atualmente aguça a curiosidade das pessoas que assistiram o viral protagonizado pelas garotas é o motivo de Lara estar usando uma camisa estampada com a bandeira do estado Pará. Afinal, seria ela uma paraense orgulhosa?

Janice matou a charada para a reportagem do EM: assim como Jéssica, Lara é jequitibaense. “É que todo ano tem o desfile cívico na escola. O tema, este ano, foram os estados brasileiros e o grupo da Lara ficou com o Pará”, revela a moça.
A professora Janice Schuab (centro) com as adolescentes Jessica e Lara: tudo na paz (Facebook/Janice Schuab/Reprodução)
A professora Janice Schuab (centro) com as adolescentes Jessica e Lara: tudo na paz  (Pararijos NEWS)

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Delegacias da Mulher contam com frota renovada em todo o Estado

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 19/11/2015 10:36:00
As novas viaturas entregues pelo Governo do Estado às Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (DEAMs) começaram a ser conduzidas, nesta terça-feira, 17, aos municípios onde serão utilizadas nas ações de combate à violência doméstica contra a mulher. Com os s dos veículnovos veículos, a frota de viaturas policiais das DEAMs foi completamente renovada em todo Estado. A entrega foi realizada na segunda-feira, 16, na Delegacia Geral, pelo governador do Estado, Simão Jatene. Na ocasião, as delegadas titulares de Delegacias da Mulher do interior do Pará receberam as chaveos das mãos do titular do Poder Executivo Estadual.
Receberam novas viaturas as Delegacias da Mulher que atendem as regiões de Capanema; Castanhal; Abaetetuba; Marabá; Parauapebas; Breves; Soure; Redenção; Itaituba e Santarém. A entrega marcou o encerramento de um seminário sobre as DEAMs do Pará. Entre os veículos que já estão nas sedes das Delegacias da Mulher está a de Castanhal, no nordeste paraense.
Titular da Delegacia da Mulher no município, a delegada Ana Paula Chaves informou que o novo veículo será muito útil nas ações de prevenção e combate à violência doméstica na região, principalmente no deslocamento para as zonas rurais, onde o acesso é, muitas vezes, difícil pelas distâncias e condições das estradas. "Vamos aumentar o número de intimações e viabilizar o transporte de vítimas para abrigos e casas de passagens", destaca.
Além dessas ações, ressalta a policial civil, outras ações realizadas pela DEAM de Castanhal que terão melhorias são as operações policiais, para cumprimento de mandados judiciais e apuração de denúncias de violência doméstica e familiar. Além de Castanhal, já estão em atividade as novas viaturas das DEAMs nos municípios de Marabá, Parauapebas, Redenção, Breves, Capanema e Abaetetuba. A previsão é de que todas as novas viaturas de Itaituba, Santarém e Soure já estejam em atividade nas sedes municipais até a próxima semana.
Walrimar Santos
Polícia Civil
(Pararijos NEWS)

Classe Hospitalar do Espaço Acolher recebe visita de pesquisadora nacional












Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 11/11/2015 17:43:00
A Classe Hospitalar do Espaço Acolher, que integra o Programa de Atenção a Vítimas de Escalpelamento da Fundação Santa Casa, recebeu a visita da coordenadora do Programa de Atendimento Escolar em Tratamento de Saúde do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo, Léa Chuster Albertoni, na manhã desta quarta-feira (11). A pedagoga, que também é presidente da Associação de Apoio Escolar em Tratamento de Saúde, participa em Belém do I Simpósio de Atendimento Escolar Hospitalar, que ocorre na Santa Casa até a próxima quinta-feira (12).
O Espaço Acolher é uma casa de acolhimento criada pela Santa Casa com o objetivo de hospedar pacientes vítimas de escalpelamento, oriundos de municípios distantes e que necessitam passar por acompanhamento durante a continuidade do tratamento. Somente neste ano, foram registrados oito novos casos em todo o Estado, a maioria, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), na região do Marajó.
Para assegurar que as vítimas deem continuidade nos estudos durante o tratamento, a Secretária de Estado de Educação (Seduc), em parceria com a Fundação Santa Casa, executa a Classe Hospitalar, que assegura a educação em todos os níveis de educação básica e na modalidade Educação de Jovens e Adultos para esses pacientes e aos acompanhantes das vítimas.
Léa Albertoni teve contato com a experiência da Classe Hospitalar do Espaço Acolher por meio da apresentação das professoras em congressos nacionais, mas se mostrou emocionada ao ter contato com o trabalho desenvolvido para as vítimas de escalpelamento no Pará. “Dentro da dificuldade dessa criança de ter passado por um tratamento prolongado e dolorido, o trabalho da Classe Hospitalar traz, sobretudo, o valor da vida para estas vítimas, e acima de tudo, desperta nelas o desejo de viver”, disse.
O grande valor do projeto Classe Hospitalar, ressaltou, é poder despertar nas vítimas condições para o desenvolvimento de suas habilidades, mesmo após um trauma como o escalpelamento. “A educação é muito importante. A escola é muito mais do que a sala de aula, e o processo de ensino e aprendizagem é fundamental na vida de uma criança. Resgatar a possibilidade de continuar o aprendizado e superar esta situação é dignificante”, ressaltou.
Léa Albertoni coordena o trabalho pedagógico educacional feito na Classe Hospitalar do Hospital São Paulo, Hospital Universitário da EPM-Unifesp, e no ambulatório da disciplina de nefrologia do Departamento de Pediatria da EPM-Unifesp. Ela coordena também o Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre o Escolar em Tratamento de Saúde do Hospital São Paulo.
Nesta quinta-feira (12), a pedagoga fará conferência sobre a “Pesquisa em educação e saúde no apoio ao escolar em tratamento de saúde”, seguido pela mesa redonda “O pensar e o fazer no atendimento ao escolar em tratamento de saúde na Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará”, que terá como uma das debatedoras a professora Gilda Saldanha, da Classe Hospitalar.
O projeto é executado pela Seduc em nove unidades hospitalares, incluindo o Espaço Acolher. A coordenadora do projeto no Espaço Acolher, Denise Soares da Mota, explica que as vítimas de escalpelamento são oriundas de vários municípios paraenses. Quando as vítimas recebem alta médica e são encaminhadas ao Espaço Acolher, é feita uma avaliação prévia para identificar as necessidades de cada vítima.
“Montamos então um caderno pedagógico individualizado para cada criança e trabalhamos com multisséries de acordo com as necessidades de cada um. Este trabalho feito no Pará é muito peculiar. Não há trabalho similar em classe hospitalar em outro Estado brasileiro. Esta é a razão de uma das maiores pesquisadoras na área estar aqui para conhecer nossa experiência”, comentou.
O programa Classe Hospitalar, explica Denise Soares, tem como proposta pedagógica trabalhar as diferentes culturas e linguagens das alunas ribeirinhas interligadas aos conteúdos das diversas áreas do conhecimento. Para isso, o Espaço Acolher com uma sala de aula, brinquedoteca e espaço de convivência. Todo o trabalho educativo tem parceria da Universidade do Estado do Pará (Uepa), por meio do Núcleo de Educação Paulo Freire.
Márcio Flexa
Secretaria de Estado de Educação
(Pararijos NEWS)

Preço abusivo tem que ser denunciado

A Promotoria de Defesa do Consumidor ainda não recebeu nenhuma reclamação contra o reajuste de combustível, especialmente sobre gasolina comum. A afirmação é da titular da promotoria, Joana Chagas Coutinho. "Se os postos estiverem realmente reajustando apenas porque está havendo desabastecimento, isso caracteriza uma prática abusiva e, como tal, deve ser combatida", completou.
A promotora foi procurada para comentar a constatação de que, em alguns postos de gasolina, em Belém e Ananindeua, o preço da gasolina comum subiu bastante. A reportagem, publicada na edição de ontem, mostrou que, além do aumento do preço do gasolina, autorizado pelo governo federal no começo deste mês, nos últimos dias os condutores de veículos têm reclamado de um reajuste no valor do combustível. Na manhã de terça-feira, o menor preço encontrado da gasolina comum, encontrado pela reportagem, foi R$ 3,69 o litro. No entanto, havia estabelecimentos, tanto em Belém quanto em Ananindeua, comercializando o produto a R$ 3,99.  (Pararijos NEWS)

Permanência ameaçada

Em entrevista à “Rádio Cadena Ser”, o pai do atacante Neymar não garantiu a permanência do filho no Barcelona. O craque tem contrato com o clube até 2018 e, apesar de ter iniciado as conversas pela renovação, encontra dificuldade para firmar o acordo em virtude de problemas fiscais.
“Há coisas que não resolvemos e nos deixam intranquilos. Estamos recebendo muitos ataques do Brasil e da Espanha graças aos assuntos ligados à receita. É duro. Conversamos com todos para saber o que devemos fazer em relação a isso, porque não queremos ficar na Espanha dois, três, quatro, cinco ou dez anos e depois nos pegarem de surpresa afirmando que nossa estrutura não é correta”, desabafou Neymar pai.  (Pararijos NEWS)

Carol exibe sua fartura

Carol Dias tirou o fôlego de seus seguidores no Instagram, ontem. A panicat compartilhou na rede social fotos em que se exibe “frente e verso” e, claro, ganhou muitos elogios. Os comentários mais animados aconteceram na postagem em que ela mostra o bumbum avantajado em um biquíni fio-dental.
“Que bunda é essa, hein, Carolzinha?”, questionou um admirador. “Ô mulher linda e gostosa demais”, elogiou outro. “Quero de Natal”, brincou um terceiro, já fazendo seu pedido para Papai Noel.
Em entrevista recente ao site “Ego”, Carol, de 29 anos, contou que o segredo desse bumbum é fazer o aparelho de escadas na academia. “Ajuda muito, mas muito mesmo. Faço 30 minutos duas vezes por semana”, diz ela, que intensificou os treinos na academia nos últimos meses.
No mesmo bate-papo, a panicat falou sobre as cirurgias plásticas que fez. Ela diminuiu as próteses de silicone nos seios, fez lipoaspiração na cintura e retirou bolsas debaixo dos olhos. “Fiquei muito satisfeita”, comemorou.  (Pararijos NEWS)

Dia da Bandeira ainda é pouco lembrado

Dia da Bandeira ainda é pouco lembrado (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
Nesta quinta-feira (19), comemora-se o Dia da Bandeira. A data é pouco lembrada atualmente e marca a criação da bandeira republicana através de um decreto no dia 19 de novembro de 1889.
Simbolicamente, as estrelas que figuram na bandeira nacional formam parte das constelações do céu na data de 15 de novembro de 1889. A bandeira representa o céu do Rio de Janeiro às 08:30 – horário que, dificilmente, é possível ver as estrelas, é verdade.
Em Breves, o Grupamento do Tiro de Guerra fez uma apresentação na Praça da Bandeira e recebeu apoio de vários órgãos locais como o Detran e o Dmtran. O evento aconteceu numa das principais praças da cidade sob a observação de muitas pessoas que passavam pelo local.
Para os paraenses, a representação é importante, já que a única estrela a figurar acima do lema "Ordem e Progresso" representa o estado do Pará. Isso por que em 1889, o Pará era o estado com cuja capital estava mais ao norte do país. Belém ainda continua lá, mas com a criação do estado de Roraima, Boa Vista agora ostenta este título. 
(DOL/Pararijos NEWS)

Governadores da Amazônia se reúnem nesta sexta em Belém

O encontro será realizado no Hangar-Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, a partir das 10 horas.
Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 19/11/2015 10:31:00
Nesta sexta-feira (20), nove governadores dos estados que compõe a Amazônia Legal se reúnem, em Belém, com o apoio de suas equipes técnicas, para traçar linhas de ação sobre diversos temas, incluindo o enfrentamento de desafios comuns, como o enfrentamento da crise, a pactuação de uma agenda voltada à infância e a definição de estratégia dos Estados da Amazônia para a COP-21. O encontro será realizado no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, a partir das 10 horas. Ao final do evento, será criada a Carta Belém, com as propostas e compromissos firmados entre os estados participantes.
Durante o evento, também será proposta a pactuação da ‘Agenda Criança Amazônia’ com compromissos para a promoção, proteção e garantia de direitos de crianças e adolescentes amazônidas, num trabalho conjunto com o UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância). Os pontos dessa agenda determinam políticas públicas específicas para melhorar os índices de desenvolvimento humano das crianças na Amazônia, assim como reduza índices de doenças, analfabetismo e taxa de mortalidade, entre outras.
Essa Agenda favorece a integração entre as várias políticas públicas nas três esferas de governo, bem como estabelece relações solidárias entre o poder público, a sociedade civil e o empresariado no compartilhamento de objetivos comuns que também dizem respeito à redução das desigualdades e a inclusão social das crianças e adolescentes em maior situação de vulnerabilidade. Para isso, na quinta-feira (19), também foi realizada no Hangar uma reunião preparatória, através do Encontro de Secretarias da Área Social dos Estados da Amazônia.
COP 21 - Outro item da pauta agendada para o encontro na capital paraense é a preparação dos Estados para a 21ª Conferência do Clima (COP-21), que será realizada em dezembro, com o intuito de constituir um acordo global para o clima. A ideia é fechar uma linha de defesa dos interesses da região em bloco.
Crise - Também terá atenção dos governadores, as iniciativas do Movimento Brasil Competitivo que propõe uma coalizão pela reforma do Estado, que permita construir uma pauta de consenso e um plano de trabalho conjunto entre os gestores estaduais para auxiliar a União a enfrentar e superar a atual crise que o país atravessa.
A união entre os governadores do Pará, Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Rondônia, Roraima e Tocantins é exercício do protagonismo da Amazônia na promoção do desenvolvimento sustentável da região, que possui características únicas e diferentes do restante do país, o que exige soluções igualmente distintas no enfrentamento das dificuldades e no fomento da produção. Neste sentido, o encontro consolida, ainda, a estratégia integrada que vem sendo elaborada pelos estados ao longo de 11 Fóruns de Governadores da Amazônia.
Programação resumida - 12ª Reunião do Fórum dos Governadores
20 de Novembro – Hangar – Centro de Convenções da Amazônia (Av. Dr. Freitas, S/n, Marco – Belém/PA)
10h00 – 11h- Reunião de boas-vindas / alinhamento (Sala 1 – Governadores)
11h10h –  Abertura - Reunião Plenária (Sala 2)
11h15 – 11h45 Ministra Nancy Andrighi / Conselho Nacional de Justiça (CNJ) / Programa Nacional de Governança Diferenciada das Execuções Fiscais da Corregedoria Nacional de Justiça / Debates/encaminhamentos
11h45 – 12h15 – Tema 2 “Apresentação e Pactuação da Agenda Criança Amazônia
12h15 – 13h05 – Tema 3 “Cop-21 – Agenda do GCF e dos Estados da Amazônia”
13h05 – 13h45 – Tema 4 “Pacto pela Reforma do Estado / MBC – Movimento Brasil Competitivo”
15h00 – Assinatura da Carta de Belém
Governo do Estado do Pará
Secretaria de Estado de Comunicação
(Pararijos NEWS)

Belém recebe encontro de secretários de saúde, educação e direitos humanos


O secretário de Assistência Social e Trabalho do Mato Grosso, Valdiney de Arruda, afirma que o encontro coloca a Amazônia no centro dos debates
Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 18/11/2015 18:07:00
Articular uma agenda positiva, pautada no desenvolvimento de ações intergovernamentais e intersetoriais para a justiça e progresso social na Amazônia Legal. Este será o principal objetivo do encontro de secretários estaduais de assistência social, saúde, educação, direitos humanos e socioeducação, que ocorre nesta quinta-feira (19), no Palácio do Governo, em Belém.
O encontro é proposto pelos governos do Pará e Mato Grosso, com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), e visa articular propostas que possam enfrentar os grandes desafios sociais da região. A Amazônia, apesar dos avanços verificados nos últimos anos, enfrenta disparidades no desenvolvimento. Para isso, os secretários vão discutir a criação de um fórum voltado ao progresso social da região.
Para o secretário de Assistência Social e Trabalho do Mato Grosso, Valdiney de Arruda, “essa é uma ação inovadora. Nunca se pensou no contexto da Amazônia de construir agendas propositivas visando um progresso social. É um ato simbólico para além do protagonismo, busca mudar paradigmas visando direcionar o desenvolvimento econômico e ambiental no contexto de desenvolvimento social, com base em indicadores a serem monitorados que revelem se está havendo ou não o desenvolvimento econômico”, diz.
Para a secretária extraordinária para a Integração das Políticas Sociais do Pará, Izabela Jatene, em um território como a Amazônia, com tantas peculiaridades, a integração é a chave para enfrentar os desafios. “Para o desenvolvimento sustentável da região não basta o desenvolvimento econômico. Precisamos de um progresso social. O maior beneficiário deste movimento tem que ser o homem. Este encontro, além de um marco histórico, é um grande movimento de protagonismo regional, para que possamos trocar experiências e debater sobre boas práticas, com o intuito de construir uma agenda positiva entre todos os Estados da Amazônia Legal", diz.
O coordenador do Unicef em Belém, Fábio Morais, afirma que a proposta de criação do Fórum Integrado pelo Desenvolvimento Social da Amazônia se constitui em um marco no contexto histórico brasileiro. “Isso se dá na medida em que as pessoas passam ao centro da agenda político-institucional sem que com isso diminua a importância das questões econômicas e ambientais, mas significando que a promoção de direitos dos amazônidas se estabelece enquanto base e princípio frente toda e qualquer prioridade nessa região”, conclui.
Debates – O Encontro dos Secretários de Estados da Amazônia Legal precederá o Encontro de Governadores da Amazônia Legal, que ocorre no dia seguinte e tem como um dos pontos de pauta a assinatura do Termo de Compromisso dos Governadores da Agenda Criança Amazônia, baseado na Agenda pela Infância 2015 – 2018: Desafios e Propostas.
Na ocasião, será apresentado pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) o Índice de Progresso Social (IPS) da região, que mede o desempenho social e ambiental das nações, independente do desenvolvimento econômico. O indicador foi criado em 2013 pela Social Progress Imperative, num processo que teve o apoio de diversos estudiosos e especialistas mundiais em políticas públicas.
A primeira iniciativa de uso do IPS no Brasil foi na Amazônia, com o Imazon, que identificou no índice um meio para avaliar a situação da sociedade amazônica a partir de uma nova visão, diferente das medições feitas por meio do Produto Interno Bruto (PIB) e do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).
O IPS Amazônia usa o mesmo método estatístico do IPS global, mas com uma diferença: adota indicadores que refletem a realidade social do território. No caso da Amazônia brasileira, o índice avalia cada um dos 772 municípios, enfatizando as diferenças sociais e ambientais. A escolha dos indicadores foi baseada na confiabilidade das fontes dos dados, acessibilidade, abrangência e atualização. O cálculo emprega indicadores públicos recentes e relevantes às especificidades dos municípios da Amazônia. O Governo do Pará é o primeiro da região a adotar o IPS como referencial para construção do marco de desenvolvimento estadual.
 (Pararijos NEWS)