Google+ Badge

sábado, 1 de agosto de 2015

Servidores do INSS permanecem em greve

Servidores do INSS permanecem em greve (Foto: Ricardo Amanajás)
Funcionários fazem piquete na porta das agências, que estão vazias por falta de atendimento (Foto: Ricardo Amanajás)
Com as atividades paralisadas há 24 dias, as unidades do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Belém ainda permanecem parcialmente fechadas. Em uma delas, localizada na avenida Nazaré, havia apenas a movimentação dos servidores em greve. Até o momento, de acordo com a estimativa do comando de greve, das 41 agências do INSS existentes no Pará, 16 estão com o atendimento totalmente paralisado e 25 estão funcionando parcialmente.
Nas portas de vidro, faixas e adesivos indicam a paralisação. Poucas pessoas apareceram no local. Geralmente, tinham atendimentos agendados ou apenas buscavam informações. Integrante do comando de greve e diretora no Sindicato dos Trabalhadores em Previdência, Saúde, Trabalho e Assistência Social no Estado do Pará (Sintprevs/PA), Ana Maria Magalhães explicou que a categoria já se reuniu por três vezes com o Governo Federal, mas, até o momento, não foi possível chegar a um acordo comum. 
Segundo a diretora, o governo não abre mão da proposta que oferece 21% de reajuste e que seria pago de forma escalonada em quatro anos. A categoria, por outro lado, segue com a exigência de aumento de 27,5%, obedecendo a data base. Ana Maria destaca que a categoria já conseguiu avançar com relação ao não desconto dos dias parados. “Está sendo mantido atendimento apenas por agendamento, pelo telefone (135) e os atendimentos de perícia médica que já estavam agendados”, afirmou.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Carro cai em canal na Pedreira nesta manhã

Carro cai em canal na Pedreira nesta manhã (Foto: Facebook Amaury Silveira)
(Foto: Facebook Amaury Silveira)
Um carro caiu no canal da avenida Visconde de Inhaúma esquina com a travessa Humaitá, bairro da Pedreira, na manhã desse sábado (01). O incidente não deixou vítimas.
De acordo com informações da Polícia Militar, o carro quebrou a mureta e caiu no canal por volta das 10h de hoje. Ainda não há informações se o condutor do veículo estava embriagado. O automóvel ainda está dentro do canal.
Esse é o terceiro caso de veículos que caem dentro de canais em Belém. Nos dias 19 e 22 de julho, carros caíram dentro do canal da avenida Visconde de Souza Franco, no bairro do Umarizal, em Belém.
(Pararijos NEWS, com informações Polícia Militar)

Número de casos de dengue cresce 26% no Pará em 2015

O número de casos de dengue registrados no Pará teve aumento de 26% em 2015. Segundo boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) foram confirmados 3.287 casos da doença no Estado do começo do ano até o dia 30 de julho. No mesmo período do ano passado, a secretaria havia confirmado 2.427 casos.
A capital Belém registrou o maior número de doentes com dengue em 2015. Foram 940 casos. O município de Parauapebas, no sudeste paraense, registrou 287; Altamira teve 236 casos, Senador José Porfírio 177; Canaã dos Carajás 113 e Alenquer 102. No ano foram registradas três mortes em decorrência da doença, sendo duas em Belém e uma em Rurópolis.
O boletim da Sespa mostra ainda a confirmação de oito casos importados de febre chikungunya. Não há registros de transmissões ocorridas dentro do Estado, segundo a secretaria. Foram registrados também quatro casos de febre zika, sendo três em Belém e um em Dom Eliseu.
As três doenças são transmitidas pelo Aedes aegypti e têm sintomas parecidos como febre e dores musculares. A diferença entre elas é a gravidade. A dengue é considerada mais perigosa e tem a forma mais grave caracterizada por hemorragias que podem levar à morte.
(Pararijos NEWS)

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Medalhista no Pan, paraense já tem novo desafio


Medalhista no Pan, paraense já tem novo desafio (Foto: Reprodução/Facebook)
Pugilista brasileiro competiu no Pan 2015 na categoria super pesado para atletas com mais de 91 kg. (Foto: Reprodução/Facebook)
Após conquistar medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, o boxeador paraense Rafael Lima está de volta a Belém para matar saudade da família e aproveitar a proximidade do técnico da seleção brasileira de boxe olímpico, Jura Oliveira, para seguir nos treinos.
Porém, o atleta já vai arrumar as malas para sair de Belém neste domingo, 2 de agosto, com destino a mais uma competição: o Campeonato Continental na Venezuela. A competição vale vaga para o Campeonato Mundial de boxe que credencia para a disputa das Olimpíadas do Rio em 2016.
“Essa competição, que será na Venezuela, classifica para o Mundial de Boxe, que vale vaga nas Olimpíadas, então, estou muito animado”, ressaltou o pugilista.
O paraense conquistou o terceiro lugar em sua categoria, no Pan de Toronto. (Reprodução/Facebook)
Rafael considera o seu rendimento no Canadá melhor do que em 2007, quando também levou bronze no Pan.
“Dessa vez eu treinava para levar ouro, e tenho certeza que fui prejudicado pela arbitragem. Assistindo a luta depois, vi que eu poderia ter levado a melhor”, acusou o paraense.
Em destaque, a medalha de bronze conquistada no Pan 2015 por Rafael Lima sobre a bandeira do Pará. Foto postada na rede social do pugilista. (Reprodução/Facebook)
O treinador Jura Oliveira, por sua vez, orgulha-se do desempenho do pugilista.
“Ele assimila bastante tudo que é repassado, e foi isso que fez ele chegar ao Pan novamente”, elogiou o técnico.
(Ronald Sales/Pararijos NEWS)

Vendas para o Dia dos Pais devem crescer em agosto


Vendas para o Dia dos Pais devem crescer em agosto (Foto: Fernando Araújo)
(Foto: Fernando Araújo)
Faltando menos de duas semanas para o domingo do Dia dos Pais, a movimentação no comércio de Belém em busca de presentes ainda não engrenou de verdade. As vitrines das lojas ainda oferecem itens característicos do verão, como biquínis, sungas e maiôs. A expectativa dos comerciantes é de que a procura pelo presente dos pais comece a aumentar no início da semana que vem. 
Em uma loja de importados, a procura ainda era pequena até a manhã de ontem (28). Gerente da loja, Marcelo Adonai, 34 anos, espera que as vendas aumentem a partir da primeira semana de agosto. “Por enquanto, não estamos com nada preparado ainda. No Dia dos Pais, a gente sempre tem um aumento nas vendas, mas nada muito acima do normal”, destaca, avaliando os anos anteriores. 
Em busca de um utensílio para a casa, a auxiliar administrativa Aline Dias, 34, planeja procurar pelo presente do pai apenas no final da semana que vem, já às vésperas da data. Ela pretende comprar algo que seja realmente útil ao presentead. “Agora, meu pai merece, mais do que nunca, um bom presente. Ele acabou de sair de uma cirurgia no coração. É vida nova”, comemora Aline, bastante emocionada.

ROUPA E SAPATO
Tendo de adquirir dois presentes - um para o marido e outro para o próprio pai -, a dona de casa Jane Maciel, 41, também pretende adiar mais um pouco a compra. Ainda envolvida com as férias de julho, ela pensa em comprar os presentes assim que o próximo mês iniciar. “Para o meu pai, eu penso em comprar uma roupa, e para o meu esposo, um sapato”, contou, enquanto passeava, na manhã de ontem, em um shopping no bairro de Batista Campos. 
Supervisora de uma loja especializada em calçados, Lídia Leão, 36, acredita que a procura pelo presente dos pais irá aumentar nos próximos dias. Ela destaca que os calçados costumam ser opções nesta época. “As sandálias também vendem muito no Dia dos Pais”, afirma
Na companhia do filho Victor, 4 anos, o técnico em agropecuária Robson Nunes, 35, já anseia pela data especial. Circulando pelo shopping, onde poucas lojas apresentavam promoçoes para o Dia dos Pais nas vitrines, ele não precisou pensar muito sobre o que gostaria de ganhar. “Pode ser uma camiseta, um sapato... algo que eu esteja precisando mesmo”, considera, ao lembrar que, no Dia dos Pais deste ano, o presente mais especial já está em andamento. “Estamos esperando o nascimento do meu segundo filho. A mãe está com 5 meses. Ele já vai ser um grande presente”. 
CAMISA
Variando de preço de acordo com o modelo e o tecido, uma camisa pode ser uma boa opção de presente para o dia dos pais. Em uma loja instalada em um shopping no bairro de Batista Campos, em Belém, os preços variavam de R$ 22, para os modelos mais simples e sem estampas, até R$ 139 para as camisas mais elaboradas.
RELÓGIO
Para quem está disposto a gastar um pouco mais com o presente dos pais, há opções de relógio que variam de R$ 159 até R$ 1.200. Nas lojas especializadas da cidade, os modelos masculinos já estão em destaque nas vitrines.
SMARTPHONE
Integrando as opções de vestuário, as calças jeans também podem ser um bom presente para os pais. Os preços variam de R$ 60 a R$ 300, dependendo do tipo de lavagem do jeans, do corte da calça e, claro, da marca.
CALÇA JEANS
Integrando as opções de vestuário, as calças jeans também podem ser um bom presente para os pais. Os preços variam de R$ 60 a R$ 300, dependendo do tipo de lavagem do jeans, do corte da calça e, claro, da marca.
SAPATO
Muito procurados no período do Dia dos Pais, os sapatos também oferecem uma grande variedade de preços. Quem optar por presentear o pai com um sapato social, há opções que variam de R$ 89 até R$ 300. Sapatos esportivos custam, em média, entre R$ 79 e R$ 250.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Arquiteta critica falta de planos no patrimônio de Belém

A falta de planejamento urbano seria a raiz da degradação do centro histórico e comercial de Belém, segundo a arquiteta e conselheira do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), Alice Rosas. A ausência de organização do poder público tem reflexos que vão desde o desrespeito e desatualização da legislação específica sobre o patrimônio histórico até a destruição premeditada dos prédios por proprietários, pela população e até por órgãos públicos. Enquanto a ausência de soluções continua, o patrimônio padece com o abandono. “Da feita que um prédio cai não tem como recuperar. O CAU está observando com muito cuidado e acompanhando as ações. Isso é um reflexo do que acontece com a cidade, o planejamento da cidade não foi implementado. Os instrumentos do Plano Diretor, que exigem um plano específico para o centro histórico, não foram executados”, advertiu Rosas.
O Conselho que possui três anos de existência e contribui em discussões de fóruns sobre o tema, pode dar pareceres técnicos sobre os assuntos que envolvem o planejamento urbano para o poder público, a Câmara Municipal ou instituições da sociedade civil que solicitem os estudos. Atualmente, o CAU implementa a Comissão de Planejamento Urbano e Ambiental que será responsável por discutir as questões sobre a cidade e sobre o patrimônio de forma geral. Baseado nesses pareceres, o conselho também pode ajuizar ações para cobrar atitudes ou fiscalizar o poder público.
Foto: Oswaldo Forte/O LiberalFoto: Oswaldo Forte/O Liberal
O primeiro problema na avaliação de Rosas é a desatualização das leis sobre o patrimônio, resultando na ausência de mecanismos legais que possam ser utilizados pelo poder público para fiscalização, incentivo e revitalização do centro histórico. Para ela, apesar da lei municipal nº 7.709 do ano de 1994 ter impedido a descaracterização total dos bairros do centro histórico, a norma está desatualizada. Com mais de 20 anos, ela não possui mecanismos de incentivo aos proprietários de imóveis antigos para revitalizar e cuidar do patrimônio e nem planeja ações amplas do poder público.
“Se não existe um instrumento legal, a ação do poder público fica muito limitada ou inócua. É com base na lei 7.709/94 que o poder público atua: ela é posterior ao Plano Diretor de 1993, que foi revisto e reformulado pela lei 8.655/2008. A partir daí o Plano de Centro Histórico deveria ter sido revisto, até para normatizar operações urbanas, criar instrumentos para recuperação de áreas degradadas, IPTU progressivo, cobrança de contribuição e melhorias nos prédios”, argumentou.
A ausência de legislação e a consequente falta de ações integradas e planejadas geram a contínua degradação do patrimônio histórico, tanto pelos proprietários de imóveis, como pela população que trafega pela área e até pelos próprios órgãos públicos que deveriam zelar pelo espaço urbano.
“Há vários imóveis que estão sofrendo descaracterização e não vemos ações no dia a dia. Isso tem que ser visto sob o ponto de vista da sensibilidade. Muitos carros estacionam nas calçadas, caminhões passam pelo centro histórico. As calçadas são tombadas, possuem pedras de lioz”, exemplificou. Para a arquiteta, às vezes a destruição desses espaços é proposital: “A gente vê na própria postura das pessoas: um proprietário espera o prédio cair para construir outro empreendimento”, complementou.
Segundo ela, iniciativas como a criação de entidades que defendam o patrimônio histórico, a exemplo da Associação Cidade Velha, Cidade Viva (Ceviva) que fiscaliza e cobra melhorias no centro histórico e a elaboração de um projeto urbano para o comércio, a ser apresentado à Prefeitura  de Belém pelo Fórum de Entidades Representativas, são provas de que a sociedade civil está interessada na preservação da sua história. Nada poderá ser efetivado, porém, se a gestão municipal não discutir o tema com os diversos atores da cidade e executar as ações em parceria.
“A gente se ressente muito quando um casarão desses vai abaixo. As futuras gerações talvez não conheçam esses ambientes de época como nós conhecemos agora. Você perde a noção de conjunto, a relação cultural do modo de vida da sociedade e acaba perdendo uma leitura visual, acaba perdendo o turista”, diagnosticou. Para ela, trata-se de um contrasenso, destruir ou não dar importância a um dos principais atrativos que Belém tem: a arquitetura colonial portuguesa. “Essa é uma marca importante para a cultura do Brasil”, destacou.
CREA
De acordo com o membro do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, Rui Dinamar Andrade, embora não possua estudo específico sobre o centro histórico, o CREA fiscaliza o exercício profissional da engenharia, o que pode ter relação direta com a degradação dos prédios.
O Conselho tenta coibir o exercício ilegal da profissão e acompanha a atuação dos engenheiros, uma vez que todos os serviços devem ser realizados com o apoio de um profissional habilitado para que as normas e a segurança sejam asseguradas. Um exemplo seria a ausência de um engenheiro elétrico na reforma da fiação elétrica de um prédio, o que pode gerar possíveis incêndios por curto-circuito.
(Pararijos NEWS)

Cariocas recebem Nossa Senhora de Nazaré


Cariocas recebem Nossa Senhora de Nazaré (Foto: Arquidiocese do Rio de Janeiro)
Imagem da Virgem de Nazaré foi recebia pelo cardeal Dom Orani Tempesta, ex-arcebispo de Belém. (Foto: Arquidiocese do Rio de Janeiro)
A imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré visita a cidade do Rio de Janeiro (RJ). O inicio das peregrinações aconteceu na manhã desta sexta-feira (31) e segue até o próximo domingo (2), com uma grande programação religiosa.
O evento já é tradição na cidade fluminense, que já recebeu a padroeira dos paraenses em sete oportunidades. A comitiva é acompanhada pela diretoria da Festa do Círio e membros da Guarda de Nossa Senhora de Nazaré.
(Foto: Guarda de Nazaré)
O cardeal da arquidiocese do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta deu as boas vindas ao grupo e recebeu a imagem peregrina. O sacerdote foi arcebispo de Belém entre 2004 a 2009.
A programação envolverá visitas oficiais, romarias e missas até o domingo.
(Pararijos NEWS)

Fadesp é escolhida organizadora de concurso da PM


A Comissão Especial de Licitação da Secretaria de Estado de Administração (Sead) informa que a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) foi a vencedora do processo destinado à selecionar a instituição organizadora do Concurso Público da Polícia Militar do Pará. O resultado está disponível na edição desta sexta-feira (31) do Diário Oficial do Estado.
Ao todo, quatro empresas participaram do processo licitatório que fará seleção de candidatos ao Curso de Formação de Oficiais Combatentes PM (CFO/PM), ao Curso de Adaptação de Oficiais PM (CADO/PM) e ao Curso de Formação de Soldados PM (CFSD/PM). A Fadesp atendeu a todos os requisitos exigidos no processo.
O concurso da Polícia Militar terá o maior número de vagas já ofertadas na área de segurança: 2.195. Destas, duas mil são para soldados PM (CFSD/PM); 160 são para oficiais combatentes (CFO/PM) e 34 vagas para oficiais PM (CADO/PM). O salário inicial para os praças é de R$ 2.836,80 e para os oficiais, de R$ 5.859,24. O edital do concurso deve sair em agosto.
(Pararijos NEWS)

Uso frequente de redes sociais pode afetar a saúde

Uso frequente de redes sociais pode afetar a saúde (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
O uso frequente das redes sociais por jovens pode afetar seu bem-estar psicológico, segundo estudo publicado na revista ‘Cyberpsychology, Behavior, and Social Networking’. As informações são do site Olhar Digital.
O estudo foi conduzido pela Secretaria de Saúde Pública de Ottawa, no Canadá, e registrou que adolescentes que ficam por mais horas nas redes sociais têm uma chance maior de apresentar alguma fragilidade em sua saúde mental, sofrimento psíquico e pensamentos suicidas. 
A pesquisa contou com dados de 750 estudantes do Relatório sobre o Uso de Drogas e Saúde de Estudantes de Ontário, que foi elaborado em 2013. No relatório, os jovens responderam sobre sua saúde mental, bem-estar psicológico e seus hábitos nas redes sociais. Dos envolvidos na pesquisa, 25% alegaram ficar no mínimo duas horas por dia nas redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram. 
Os pesquisadores concluíram que esses adolescentes estavam mais propensos a apresentar fragilidade em sua saúde mental, com relatos de depressão e ansiedade, além de pensamentos suicidas. Apesar de o estudo não provar uma relação de causalidade, acredita-se que a influência possa ocorrer em ambos os sentidos analisados. 
(Pararijos NEWS, com informações do site Olhar Digital)

Polícia prende quadrilha acusada de assaltos em Marabá

Membros de uma quadrilha responsável por roubos na região sudeste do Pará foram presos em flagrante na terça-feira (23) no município de Marábá. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (25) pela Polícia Civil.
Divulgação Polícia CivilDivulgação Polícia Civil
Sidney Carlos Teixeira das Virgens, Alex Ferreira Cardoso, Rosivan Trindade da Silva, Renan Araújo do Nascimento e Claudio Fontenele Ribeiro tinham acabado de assaltar um deposito de cereais, levando um carro, dinheiro, relógios e celulares, quando foram abordados pela polícia.
Após a prisão dos acusados, todos foram conduzidos para a sede da Superintendência de Marabá para serem autuados em flagrante.
A polícia vai continuar as investigações para apurar o envolvimento da quadrilha em outros crimes.
(Pararijos NEWS)

Trânsito na saída de Belém é intenso nesta manhã

Trânsito na saída de Belém é intenso nesta manhã (Foto: Agência Pará)
(Foto: Agência Pará)
O trânsito na saída de Belém está intenso no início da manhã dessa sexta-feira (31), mas é menor se comparado aos finais de semana passados de julho, de acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Segundo a PRF, o tráfego está lento, mas ainda está fluindo normalmente.
(Pararijos NEWS, com informações PRF)

Tráfico de pessoas prefere aliciar mulheres e crianças

Em 2013 no Brasil, 254 pessoas foram vítimas do crime de tráfico humano, em 18 estados do país. Os dados foram divulgados ontem pelo Ministério da Justiça a partir de levantamento feito nas delegacias de Polícia Civil dos estados e constam no Relatório Nacional sobre Tráfico de Pessoas. São Paulo e Minas Gerais tiveram o maior número de vítimas no ano de 2013. Foram registradas 184 vítimas em São Paulo e 29 em Minas Gerais. Segundo o documento, em 2013 foram constatados, entre as unidades da Federação, registros de nove tipos de tráfico de pessoas ou crimes correlatos. Houve pelo menos um registro de entrega de filho ou pupilo (protegido ou afilhado), submissão de criança ou adolescente à prostituição ou à exploração sexual e remoção de órgãos, tecidos, ou partes do corpo humano.
Os tipos mais comuns foram o tráfico para fins de exploração sexual, que respondeu por 134 do total de 254 casos, somando-se os crimes de tráfico interno e internacional (52,8% das ocorrências) e o trabalho escravo, que respondeu por 111 das 254 ocorrências registradas (43,7% das ocorrências).
Além das informações das polícias estaduais, foram apresentados dados de diferentes instituições. Há entretanto, segundo o relatório, limitações sobre essas informações, dada a complexidade que envolve a identificação do crime de tráfico de pessoas, desde a construção de seu conceito até a diversidade de fatores que levam à grande falta de notificação do fenômeno pelas diferentes instituições.
Foto: Wagner AlmeidaFoto: Wagner Almeida
“Entre esses fatores está o próprio desconhecimento que, muitas vezes, as vítimas têm sobre a condição e a falta de conhecimento tanto do cidadão comum quanto dos próprios agentes públicos encarregados de atuar sobre  essas situações, mas que desconhecem as características do fenômeno e acabam não tomando as medidas cabíveis relativas à prevenção e ao controle de ocorrências de tráfico de pessoas”, informa o relatório.
Dados da Divisão de Assistência Consular do Ministério das Relações Exteriores mostram que, em 2013, houve um total de 62 vítimas brasileiras no exterior. Dessas, 41 (66%) foram de tráfico para exploração sexual e 21 (34%), de trabalho escravo.
Outro dado importante apresentado no relatório foi da Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República que registra aumento de denúncias recebidas sobre tráfico de pessoas de 2011 a 2013, de 26 para 218, e quadruplicado entre 2011 e 2012. O número total de vítimas em 2013, de acordo com as denúncias feitas à secretaria, foi 309, cerca de dez vezes maior que o número de 2011 (32), e o dobro do ano anterior (170).
DISQUE 100
Pelos dados do Disque 100 da Secretaria de Direitos Humanos (SDH), há uma concentração maior de mulheres do que de homens em todos os anos. O maior número de vítimas está nas faixas etárias correspondentes a crianças e adolescentes. Conforme as denúncias, a maior parte das vítimas era branca. Em seguida, vieram as pardas e pretas.
No Ministério do Trabalho e Emprego, observa-se que, a partir de 2007, o número de pessoas resgatadas, em condições análogas à escravidão vem decrescendo. O número de trabalhadores imigrantes resgatados têm aumentado nos últimos anos.
O Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes do Sistema de Informação de Agravos de Notificações do Ministério da Saúde apresenta informações semelhantes e revela que, na maior parte dos casos atendidos, as vítimas eram do sexo feminino e tinham até 29 anos de idade. Quanto às características dos traficantes, o sistema fornece informações sobre o sexo dos suspeitos de tráfico de pessoas e, de acordo com as notificações feitas pelas vítimas, em cerca de 80% dos casos, os agressores são do sexo masculino.
O relatório informa ainda que a Polícia Federal instaurou 343 inquéritos em 2013, não havendo alteração em relação ao ano de 2012, que teve 348 procedimentos policiais. De acordo com dados do Ministério Público Federal, no ano de 2013, foram registradas 30 denúncias e 24 ações penais sobre tráfico interno e internacional de pessoas para fins de exploração sexual.
(Pararijos NEWS)

Presidente do PSC anuncia ações para 2º semestre

Presidente do PSC anuncia ações para 2º semestre  (Foto: Mario Quadros/ Diário do Pará)
Dirigente anuncia compra de ônibus e ampliação de arquibambada (Foto: Mario Quadros/ Diário do Pará)
Nesta quinta-feira (30) o presidente do Paysandu Sport Clube, Alberto Maia, falou sobre a compra do novo ônibus e o inicio da ampliação da arquibancada do Estádio da Curuzu, localizada na Travessa Chaco. Segundo o dirigente as duas ações serão realizadas no segundo semestre desse ano.
Sobre a aquisição do novo ônibus, Maia comentou que o veiculo já está encomendado deverá ser entregue entre os meses de agosto e setembro. “O ônibus já está encomendado. Nós só estamos aguardando outras questões para que a gente possa efetuar o pagamento.”, disse o presidente. Quanto ao ônibus adquirido pelo Clube em 2014, esse será utilizado, exclusivamente, pelas categorias da base do Paysandu.
Já sobre a ampliação da arquibancada, o dirigente informou que as obras começarão no mês de agosto. Para ajudar a custear as obras será realizado um sorteio de um carro importado, que será apresentado em um evento onde também será escolhida a nova musa bicolor.
(Pararijos NEWS)

Morte em elevador acende o alerta de condomínios

Morte em elevador acende o alerta de condomínios (Foto: Octávio Cardoso/Diário do Pará)
(Foto: Octávio Cardoso/Diário do Pará)
Mais de 1.500 prédios residenciais, comerciais e mistos fazem parte da grande Belém. O Sindicato de Habitação alerta para a necessidade de contratação de mão-de-obra treinada e especializada. No início da noite de quarta-feira (29), o faxineiro de um prédio no bairro da Campina, em Belém, morreu quando fazia a limpeza de um elevador.
“Procure empresas especializadas. Nessas empresas vocês tem que cobrar a inscrição no Crea, que faz a supervisão se essas empresas trabalham com os equipamentos necessários”, orientou Nazareno Nogueira, do Sindcom, em entrevista para o repórter Marcos Aleixo, da RBA TV. Assista:

Gerson Carlos Pereira da Costa teria colocado uma cadeira para segurar a porta do elevador e subido na cabine para retirar o acúmulo de água e, de acordo com os Bombeiros, a cadeira teria se soltado por algum motivo. Ele foi imprensado e morreu no local.
(Pararijos NEWS)

Você usa a internet? Cuidado!

Você usa a internet? Cuidado! (Foto: )
Este ano, os brasileiros estão passando, em média, 5 horas por dia conectados à internet. São pessoas nos quatro cantos do país utilizando computadores, tablets, celulares, videogames e até televisores para navegar na web. Os dados são de uma pesquisa realizada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República e sugerem um cenário perfeito para a ação dos “hackers”, os famosos bandidos do mundo digital. 
Esses criminosos usam a facilidade de navegação para roubar ou ameaçar os internautas. E quanto mais gente conectada, mais vítimas em potencial. Principalmente, para quem tem o hábito de fazer compras na internet. Você pode ser o próximo alvo. Para não ser mais uma vítima desses golpes, é preciso tomar alguns cuidados na hora de acessar ou fazer compras na rede mundial de computadores.
A delegada Vanessa Lee, titular da Delegacia de Prevenção e Repressão a Crimes Tecnológicos (DPRCT), explica que os crimes virtuais são caracterizados pela utilização de recursos tecnológicos, como computadores conectados à internet, software (programa de computador) ou hardware (conjunto de peças que fazem o computador funcionar), por pessoas dispostas a cometer crimes financeiros ou prejudicar usuários. “Há diversos tipos de crimes, previstos na legislação, que podem ser cometidos através da internet”, explica Vanessa.
Ela destaca que, entre os mais comuns, estão: crimes contra o patrimônio (quando o criminoso invade redes ou banco de dados de empresas e governos para roubar ou apagar informações) e furtos (quando se invade o computador de usuários para desviar dinheiro de contas). Alguns hackers disparam e-mails se passando por instituições conhecidas, como a Receita Federal, Correios ou bancos, com informações que induzem o usuário a clicar no link descrito. Essa é uma modalidade chamada “phishing”. 
Basicamente, é um arquivo malicioso enviado através de e-mail. “A pessoa clica e a partir dali se instala o programa, que pode captar informações pessoais e dados bancários para cometer furtos”, explica Lee. Estes programas também são chamados de “cavalos de troia”. “Nestes casos, é importante parar e pensar. Empresas sérias não enviam apenas e-mails, mas outras formas de comunicação. Por isso, não clique em links se você não tiver vínculo com a empresa ou que não tenha certeza da procedência da correspondência eletrônica”, ensina a delegada.

ESTELIONATO
Há, ainda crimes, que não necessariamente são cometidos por hackers, mas por estelionatários que criam sites de compras falsos. Nesse caso, fazer negócio no ambiente virtual requer cuidados. Para Wanessa, esse tipo de crime pode ser evitado com uma rápida analise da página e das informações da empresa. “Geralmente, os estelionatários colocam apenas o nome da pessoa física e o telefone. E uma empresa que trabalha com o comércio eletrônico, tem que fornecer informações obrigatórias, como CNPJ, endereço, telefone e o responsável pelo serviço”, alertou. Internautas também podem cometer delitos na internet, como calunia, injuria e difamação e crime contra a pessoa, como a ameaças de agressão física ou de morte. Todos os crimes citados geram condenações que vão de um mês até dois anos de prisão e o pagamento de multas.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Adolescente é morto com tiro no pescoço

Adolescente é morto com tiro no pescoço (Foto: Celso Rodrigues)
Segundo o cabo PM Bahia, três tiros teriam sido ouvidos por vizinhos do adolescente (Foto: Celso Rodrigues)
Um adolescente de 16 anos foi assassinado na tarde de ontem em um terreno localizado ao lado da casa onde morava, no conjunto Carnaúba, rua 21 de Abril, no bairro do Icuí-Guajará, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. De acordo com o cabo PM Bahia, os moradores da área teriam escutado o som de três tiros, por volta das 16h20 e transmitiram a informação ao Centro Integrado de Operações (Ciop) pelo número 190.
O cabo PM Bahia informou que a vítima estaria acompanhada por mais dois jovens, no momento do crime. Contudo, as outras duas pessoas conseguiram fugir. Segundo ele, ainda não há informações sobre as causas e autoria do homicídio. “O crime ocorreu no momento em que caía uma chuva. Vizinhos da vítima, assim que ouviram os disparos, acionaram o centro Integrado de Operações (Cipo). O rapaz levou um tiro no pescoço”, garante o militar.
Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML), do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, esteve no local e fez a remoção do corpo da vítima. Os moradores da área preferiram não comentar sobre o episódio.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Paraenses são mortos a tiros e carbonizados em SC

Paraenses são mortos a tiros e carbonizados em SC (Foto: Reprodução Jornal A Cidade)
Os corpos dos paraenses Alissom de Lima Barbosa (esquerda) e Arlei Raoni Costa Silva (direita) foram encontrados na praia do Moçambique (SC) (Foto: Reprodução Jornal A Cidade)
Dois paraenses foram mortos a tiros e tiveram os corpos carbonizados na praia de Moçambique, em Florianópolis (SC). Eles foram encontrados por moradores da praia na última sexta-feira (24).
Os dois jovens foram identificados como Alissom de Lima Barbosa, 22 anos, e Arlei Raoni Costa Silva, 22 anos. Eles eram primos e nascidos no município de Castanhal, nordeste do Estado.
Os dois moravam em uma casa ao norte de Florianópolis e não teriam parentes no local. De acordo com  perícia, um deles foi morto com sete tiros e o outro com cinco.  
Segundo a polícia de Santa Catarina, uma das principais linhas de investigação é que eles tenham sido retirados da casa onde moravam com as mãos amarradas e levados até o local da execução.
(Pararijos NEWS, com informações Notícias do Dia)

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Operação apreende drogas, armas e prende dois traficantes

Foto: POLÍCIA CIVILFoto: POLÍCIA CIVIL
A Polícia Civil apreendeu, nesta quarta-feira (29), em torno de 50 quilos de maconha e mais 150 gramas de oxí de cocaína, em Marabá e Parauapebas, região sudeste do Pará. Durante a operação, duas pessoas foram presas em flagrante e com eles apreendidas cinco armas de fogo.
Os presos foram identificados como Raimundo de Souza Vitorino e Reinaldo Nobate. Os traficantes estavam sendo investigados pela Superintendência do Sudeste do Pará e Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) de Marabá. Dentre as armas apreendidas estão quatro espingardas e um revolver.
Os dois acusados vão responder por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Tanto o material quanto os dois homens estão recolhidos à disposição da Justiça, em Marabá.
(Pararijos NEWS)

Carro pega fogo no meio de avenida

Carro pega fogo no meio de avenida (Foto: Reprodução/Twitter)
(Foto: Reprodução/Twitter)
Um carro pegou fogo na manhã desta quinta-feira (30), na avenida 15 de Agosto, no distrito de Icoaraci, em Belém.
Segundo a Polícia Militar, o acidente não fez vítimas, apenas danos materiais.Uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local e conseguiu conter as chamas.
O veículo já foi retirado da pista. Ainda não há informações sobre o que teria iniciado as chamas.
(Pararijos NEWS)

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Estado começa a licitação para cinco concursos no Pará

Foto: Agência ParáFoto: Agência Pará
A Secretaria de Estado de Administração (Sead) constituiu Comissão Especial de Licitação, formada por oito servidores públicos, encarregada dos procedimentos necessários para realização de cinco concursos públicos no Estado. As ofertas serão para cargos na Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa); Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa); Fundação Pública Estadual Hospital das Clínicas Garpar Vianna (Fhcgv); Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (Fscmpa); e Hospital Ophir Loyola (HOL). A determinação consta na Portaria nº 272, divulgada no Diário Oficial do Estado ontem (28).
A comissão deverá ser presidida pelo servidor Edemilson Fagundes Barbosa para realizar os procedimentos licitatórios necessários à contratação de empresa especializada em concursos públicos. Os membros da comissão são os servidores Manuelle Martins Costa Santos, Germana Cristina Mota Gonzaga Silva, Flávia Moreira Rocha, Rubens Sérgio Guimarães Costa, Walter Nazareth Aguiar da Silva, Fabiola Santana de Oliveira Costa, Rosilene Ferreira Gonçalves Silva.
Entre as atribuições estão examinar a regularidade formal dos documentos; realizar as diligências necessárias ao desempenho das funções; decidir sobre habilitação ou de inabilitação das empresas proponentes; julgar as propostas técnicas ou comerciais, quanto aos aspectos formais e de mérito; proceder à classificação ou desclassificação das propostas; rever os atos, de ofício ou por provocação, quando considerá-los passíveis de correção; receber recursos interpostos contra os atos, dirigidos à autoridade superior, informando aos demais participantes da licitação a sua interposição e dando-lhes o seguimento legal; apreciar recurso hierárquico interposto, revendo o ato respectivo, se for o caso, ou remetendo o recurso, devidamente instruído, à autoridade superior; promover as diligências determinadas pela autoridade superior; comunicar ao setor competente, para a devida apuração e eventual imposição de penalidade, a ocorrência de fato que possa configurar falta ou ilícito; praticar os demais atos necessário ao desenvolvimento das atribuições.
As determinações desta portaria fazem parte do processo de oferta de 10 mil vagas em concursos públicos para 40% dos órgãos e entidades de administração pública direta e indireta no Pará. De acordo com informações da secretária de Estado de Administração, Alice Viana, publicadas pela Agência Pará anteontem, 27, serão 25 concursos de nível médio e superior com salários que variam de R$ 815,00 a R$ 3.274,00. Além disso, ainda conforme a publicação, haverá oferta para os órgãos da segurança pública que aumentar o efetivo em 17% com entrada de novos servidores.
NOVO PROGRESSO
A Prefeitura Municipal de Novo Progresso publicou edital de convocação dos aprovados do concurso público 001/2012. Os aprovados foram convocados no último dia 23 de julho. A certificação foi publicada na edição do 27 de julho do Diário Oficial do Estado.
COSANPA
A Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) prorrogou o prazo de validade do concurso público por mais dois anos, a contar de 9 de agosto. O certame, regulado Edital nº 01/2013, de 4/01/2013, é realizado para provimento efetivo nos cargos de nível fundamental, médio e superior. As vagas são para o quadro de pessoal e para formação de cadastro de reserva.
(Pararijos NEWS)

Helder reafirma parceria com o governo da Angola

Helder reafirma parceria com o governo da Angola (Foto: Divulgação)
Ministros Helder e Victoria decidiram trabalhar em conjunto no desenvolvimento do setor pesqueiro (Foto: Divulgação)
Brasil e Angola trabalharão juntos no desenvolvimento do setor pesqueiro. O ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho, e a ministra das Pescas do país africano, Victoria de Barros Neto, alinharam, na manhã de ontem, uma série de ações que servirão para troca de experiência para o desenvolvimento da pesca e aquicultura nas duas nações. “Estamos reafirmando o interesse bilateral em construir as duas atividades”, afirmou Helder, que recebeu a colega na sede do ministério, em Brasília.
Segundo Helder, a aquicultura deve ser o ponto principal da parceria. “Mas não vamos deixar de lado a pesca”, acrescentou. O ministro disse que o Brasil, por intermédio de suas empresas públicas e universidades federais, vem desenvolvendo experiências com resultados importantes no setor aquícola, o que está possibilitando a entrada de novas empresas interessadas em investir no cultivo de peixes.
Helder lembrou ainda que um dos focos para o crescimento da aquicultura está na agricultura familiar. Para isso, segundo ele, o ministério vem acertando parcerias com outras instituições de governo, como o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e de instituições como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no que tange a capacitação. Para a pesca, segundo Helder, estão em estudo projetos na área de monitoramento das embarcações. Além disso, o ministro destacou a atuação dos Comitês Permanentes de Gestão (CPGs), que atuam no debate do manejo e preservação das espécies com estoques ameaçados. “Os CPGs são de extrema importância, pois é o ambiente onde se pode discutir o defeso”. 

SEMINÁRIO
A ministra de Angola agradeceu ao ministro pela organização do Seminário Técnico Brasil–Angola, realizado segunda-feira, no ministério. “Os nossos empresários e representantes do governo angolano conheceram a gestão competente do MPA (Ministério da Pesca e Aquicultura) e visitaram fazendas aquícolas”. 
Victoria destacou a disposição de Helder em avançar nas parcerias e informou que vai implementar, em Angola, os projetos brasileiros que deram certo, principalmente os voltados para a agricultura familiar. “Esse é o caminho de se produzir, desenvolver o país e distribuir renda”, afirmou.
O seminário teve o objetivo de trocar experiências entre os dois países. Segundo Victoria, a expectativa do país africano foi alcançada. “Queremos melhorar a aquicultura, principalmente no cultivo da tilápia. Sabemos que o Brasil tem muito a nos ajudar”, afirmou.
O secretário de Planejamento e Ordenamento da Pesca (Sepop/MPA), Fábio Hazin, explicou que a estratégia do MPA é promover o desenvolvimento sustentável da pesca e aquicultura, articulando atores, consolidando uma política de Estado com inclusão social e contribuindo para a soberania alimentar do Brasil.
Para isso, segundo Hazin, o país conta com os CPGs. “Atualmente, estamos trabalhando em seis CPGs marinhos e quatro continentais. Eles são compostos de 50% de representantes governamentais e a outra metade da sociedade civil”.
O secretário de Infraestrutura e Fomento, Eloy de Sousa Araújo, destacou o Plano Safra da Pesca e Aquicultura (PSPA), que oferecerá R$ 2 bilhões em créditos subsidiados a toda a cadeia produtiva do pescado. Conforme o secretário, esses recursos servirão também para renovar a frota e sanar o problema sanitário das embarcações. 
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Pará deve abrir 10 mil vagas em concursos este ano

465 4
Foto: Agência ParáFoto: Agência Pará
O Governo do Estado do Pará vai oferecer cerca de 10 mil vagas em concursos públicos para 40% dos órgãos e entidades da administração pública direta e indireta. São 25 concursos de nível médio e superior com salários que variam de R$ 815,00 a R$ 3.247,00. Também há oferta para os órgãos da segurança pública que vai aumentar o efetivo em 17% com a entrada dos novos servidores.
De acordo com a secretária de Estado de Administração, Alice Viana, os concursos estão em fase de conclusão de editais de licitação. “O nosso objetivo é realizar até janeiro de 2016 e começar a efetivar os aprovados, com isso vamos dar continuidade a política de renovação da força de trabalho e profissionalização dos órgãos do Estado, que desde 2011 já efetivou aproximadamente 14 mil concursados”, afirma.
Ainda segundo ela, os novos concursos vão garantir o cumprimento de Termos de Ajustes de Conduta (TAC) assinados pelo governo. “Provendo esses novos cargos, vamos honrar os 23 TACs firmados com o Ministério Público do Estado e Ministério Público do Trabalho que prevê a substituição dos servidores temporários por servidores efetivos. Os editais dos concursos para segurança serão divulgados para os candidatos até o fim de agosto, já o restante será divulgado a partir de outubro”, garante.
Serão ofertadas vagas para as Polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros; Centro de Perícias Científicas Renato Chaves; Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran); Fundação Carlos Gomes; Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria de Estado de Administração (Sead), Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Agência Estadual de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon), Instituto de Metrologia do Estado do Pará (Imetropará); Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Pará (Igeprev), Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado do Pará (Iasep), Hospital Ofir Loyola; Hospital de Clínicas Gaspar Vianna; Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará; Sespa (Secretaria de Estado de Saúde) e Hemopa.
SEGURANÇA
O efetivo de servidores do Estado será ampliado principalmente nas áreas da atenção básica, como educação, segurança e saúde, que é o foco dos concursos. “Somente na área da segurança são 3.179 mil vagas. Só para a PM, são 2.194 vagas, para a Polícia Civil serão 650 vagas e para o Corpo de Bombeiros 335 vagas”, revela a secretária.
Na PM são 2.000 vagas para soldados, 160 para oficiais, 8 para 1º tenente oficial complementar e 26 para 1º tenente oficial de saúde. Na Polícia Civil são 150 vagas para delegado, 300 para investigador, 180 para escrivão e 20 para papiloscopista. No Corpo de Bombeiros são 300 para soldado, 30 para oficiais e 5 para oficiais de saúde.
As vagas para nível médio variam entre R$ 815,00 e R$ 1.200,00; para nível superior varia entre R$ 2.727,00 e R$ 3.247,00. Para os policiais civis aprovados como investigador, escrivão e papiloscopista o salário inicial é de R$ 4.896,00; para delegado o salário inicial é de R$ 11.500,00. Para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros os salários iniciais dos soldados mais os benefícios são de R$ 2.836,00; para oficiais combatentes o salário começa com R$ 3.980,00 e para os oficiais complementares o salário começa com R$ 5.859,00.
(Pararijos NEWS)

Professores rejeitam proposta e greve da UFPA continua

Foto: Divulgação Foto: Divulgação
O governo federal apresentou uma proposta de reajuste salarial linear de 21,3% parcelado em 4 anos. Porém, os professores da Universidade Federal do Pará se reuniram hoje de manhã, 29, durante assembleia geral e decidiram por não aceitar. A greve já dura dois meses.
Segundo a categoria, a proposição foi considerada insuficiente, pois ao ser dividida até 2019, não terá impacto algum no contracheque e nem dará conta de cobrir a inflação do período. Para avançar na negociação, os docentes, que estão em greve desde o dia 28 de maio, aprovaram uma contraproposta a ser apresentada ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (Mpog). A nova tentativa de acordo prevê um aumento linear de 19,7%, em uma parcela única a ser paga em janeiro de 2016. O cálculo, que foi feito em conjunto com as demais categorias do serviço público federal, levou em consideração a inflação acumulada no período de julho de 2010 a julho de 2015.
Além do reajuste linear, os docentes decidiram, ainda, continuar a luta pela aprovação da pauta específica da categoria, que inclui a reestruturação da carreira, a valorização salarial de ativos e aposentados, a defesa do caráter público da universidade, a garantia da autonomia universitária e melhores condições de trabalho e ensino.
(Pararijos NEWS)

terça-feira, 28 de julho de 2015

Comércio de baterias automotivas será fiscalizado

Comércio de baterias automotivas será fiscalizado (Foto: Reprodução)
Pontos de venda de baterias automotivas serão fiscalizados em Belém. (Foto: Reprodução)
Entre os dias 27 e 31 de julho, agentes do Instituto de Metrologia do Estado do Pará (Imetropará) percorrerão os estabelecimentos que comercializam baterias de chumbo-ácido novas, remanufaturadas, reformadas e recicladas na capital para checar se possuem o Selo de Avaliação da Conformidade e as informações obrigatórias exigidas no regulamento. 
A fiscalização é realizada em todo país, por determinação do Instituto Nacional de Metrologia Qualidade e Tecnologia (Inmetro), por meio da operação Especial Carro Andando.
Na ação também serão examinados o peso da bateria, para comparar se possui o mesmo declarado no memorial descritivo e o apresentado no rótulo do produto.
A iniciativa tem como objetivo verificar se o mercado está comercializando apenas produtos certificados.
Atualmente, segundo a Associação Brasileira de Baterias Automotivas e Industriais (Abrabat), há muitos equipamentos que não estão em conformidade com o que estabelece o Inmetro, principalmente com relação ao peso.
Os estabelecimentos onde forem encontradas irregularidades terão até 10 dias para apresentar defesa ao instituto e estarão sujeitos às penalidades previstas na lei, com multas que variam de R$ 100,00 a R$ 1,5 milhão. 
VEJA ALGUMAS DICAS NA HORA DE COMPRAR UMA BATERIA AUTOMOTIVA
1 - Verificar se o produto possui o Selo de Avaliação da Conformidade;
2 - Avaliar se o peso do produto é o mesmo descrito no rótulo. É admitida uma variação de até 5%;
3 -Comprar baterias automotivas apenas no mercado formal;
4 - Exigir a nota fiscal e o certificado de garantia.
(Pararijos NEWS, com informações da Agência Pará)

Açaí chega a ficar 40% mais caro em 2015

Açaí chega a ficar 40% mais caro em 2015 (Foto: Agência Pará)
(Foto: Agência Pará)
Os amantes de açaí ganharam em julho uma notícia boa, mas nem tanto. Após uma série de altas nos preços, o produto fechou junho com queda. Entretanto, não foi o suficiente: no somatório dos seis primeiros meses de 2015, o fruto chegou a ficar até 40% mais caro.
Os dados foram divulgados nesta terça-feira (28) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese). Segundo o órgão, o açaí do tipo médio teve reajuste de -2,8% em junho, mas fechou o primeiro semestre com preço 34,6% mais caro. Com isso, o preço médio subiu de R$ 16,32 para R$ 19,79.
No tipo grosso, o reajuste foi de -1,78% em junho e de 32,81% nos seis primeiros meses do ano, com o preço variando de R$ 18,46 em janeiro a R$ 22,91 no começo das férias.
O açaí do tipo papa foi o que apresentou maior reajuste: 40,6% no primeiro semestre, o que resultou na elevação dos preços de R$ 20,67 em janeiro para R$ 26,25 atualmente.
(Pararijos NEWS com informações do Dieese)

Consumo de álcool é o principal vilão nas estradas

Consumo de álcool é o principal vilão nas estradas (Foto: Divulgação/Agência Pará)
Consumo de álcool é o principal vilão nas estradas paraenses nas férias escolares. (Foto: Divulgação/Agência Pará)
A três dias do último fim de semana das férias escolares, o número de prisões por alcoolemia já ultrapassou o do mês de julho do ano passado. O balanço parcial da operação "Verão Seguro", do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), aponta que 69  pessoas foram flagradas com mais de 0.34 mg/l de álcool no sangue e detidas, conforme previsto no Artigo 165 do Código Brasileiro de Trânsito (CTB). Somente em Salinas, no nordeste paraense, foram 52. Outras 280 pessoas foram autuadas administrativamente por embriaguez nas estradas do Estado.
O coordenador de operações do Detran, Walmero Costa, destaca que além do álcool, a falta de atenção e dos cuidados com a direção na estrada, aliada à pressa, é outro dos principais causadores de acidentes. “Isso acaba resultando em algum tipo de colisão, seja frontal ou traseira. A pressa e a falta de atenção são as que mais trazem problemas. Mesmo em férias, a gente observa muitas ultrapassagens forçadas e em locais proibidos. Esse tipo de conduta também é um risco potencial aos condutores. É preciso ter calma, pois todos vão chegar a seus destinos”, aconselha Walmero Costa.
Outra orientação é quanto ao uso do cinto de passageiros do banco traseiro durante todo o percurso. No primeiro momento, Walmero explica que os agentes estão orientando os condutores, mas ele observa que a infração não é novidade, já que ela está prevista desde a criação do Código de Trânsito.
Até o terceiro fim de semana de julho, 36 acidentes foram registrados pelo Detran, com seis pessoas feridas. Também foram recolhidos 298 veículos e 88 Carteiras de Habitação. Além disso, o balanço aponta que, do início do mês para cá, foram aplicadas 2.588 notificações nas estradas paraenses. Ainda foram registradas cinco mortes em rodovias estaduais, segundo outro balanço da Polícia Rodoviária Estadual; no ano passado, foram 16.
Os sete erros nas estradas:
1 – Ultrapassar em local proibido;
2 – Excesso de velocidade;
3 – Falta de atenção;
4 – Usar o celular enquanto dirige;
5 – Trafegar pelo acostamento;
6 – Forçar ultrapassagem;
7 – Pegar a estrada sem fazer a revisão do veículo
As três principais infrações de julho:
1 – Dirigir sob o efeito de álcool
Penalidades: Até 0.33 mg/l a infração é considerada gravíssima. Além de receber sete pontos na carteira, o condutor fica suspenso de dirigir por um ano. A multa para este tipo de infração é de R$ 1.915,40. Acima de 0.34 mg/l, além das penalidades administrativas, o condutor é autuado e detido, conforme previsto no Art. 306 do Código Brasileiro de Trânsito;
2 – Conduzir veículo com licenciamento atrasado
Penalidades: Também é considerada infração gravíssima e corresponde a sete pontos na carteira. Além disso, o veículo é levado para o parque no de retenção, até que sejam pagas todas as taxas administrativas e de vistoria. No parque, a diária fica R$ 19,17 para motos e R$ 27,38 para veículos de quatro rodas;
3 – Conduzir veículo sem estar de posse da Carteira Nacional de Habilitação (CNH)
Penalidades: A infração é gravíssima, resultando em sete pontos na carteira (caso o condutor seja registrado). Além disso, o condutor paga multa de R$ 574,62.
(Pararijos NEWS, com informações da Agência Pará)

Mulheres são as maiores vítimas de tráfico humano no PA

Foto: Tarso Sarraf/O Liberal Foto: Tarso Sarraf/O Liberal
Com certeza, os dados apresentados abaixo não chegam nem perto da realidade que envolve o tráfico de pessoas no país. Mas, só o fato de já se conseguir registrar números é um grande avanço. Antes, este era um problema invisível e pouco falado. Porém, desde que ações e campanhas passaram a ganhar força o crime de tráfico humano começou a ser denunciado.
Os dados, referentes às denúncias de violações de direitos humanos, especificamente aos casos de tráfico de pessoas, são da Coordenadoria de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e ao Trabalho Escravo, ligada à Secretaria Estadual de Direito e Justiça e Direitos Humanos. Segundo o relatório, no período de janeiro de 2011 a dezembro 2014, 70 casos foram registrados, sendo 53 relacionados ao tráfico de pessoas, 12 a outros tipos de violações (homicídio, ameaça de morte, abuso sexual, deportação, direitos trabalhistas, violência contra mulher) e 05 foram situações diversas.
Nas denúncias relacionadas ao tráfico de pessoas a maioria das vítimas, em um total de 29, eram do sexo feminino e 24 do sexo masculino, predominando pessoas jovens na faixa etária entre 19 e 29 anos totalizando 28 casos. Os casos envolvendo adolescentes corresponderam a 13, envolvendo um público adulto formado por 05 pessoas, na faixa etária de 41 a 56 anos; 4 casos na faixa etária de 30 a 40 anos  e apenas 1 caso envolvendo criança.
A base de dados da Coordenadoria (2011/2014) apontou que 42 casos estavam relacionados ao tráfico interno, os estados de destino que se destacaram foram: o Pará com 18 casos, São Paulo com 16, seguidos de Goiás com 04, Amapá com 02, Mato Grosso e Tocantins com 1. Com relação aos estados onde ocorreu o aliciamento o Pará apresentou 35 casos, o Rio Grande do Sul 6, Santa Catarina 5, Amazonas 3, Paraná 2, São Paulo e Amapá ambos com 1.
No referido levantamento, foi observado que o Tráfico Internacional também se destacou apresentando 11 casos que foram atendimentos, indicando como maior destino os países: Suriname com 4 atendimento, seguido por Espanha e Holanda com 2, Portugal, Suíça e Japão com 1 atendimento cada. Em relação à identificação das finalidades do tráfico de pessoas averiguaram-se que 28 casos foram para exploração da prostituição, 11 para exploração sexual, 07 para trabalho escravo, 04 para exploração do trabalho, 02 de trabalho infantojuvenil e 01 de adoção ilegal.
Diante das estatísticas, ficou instituído em 14 de novembro de 2013 pela Assembleia Geral da ONU, a criação do Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, comemorado no próximo dia 30. Na ocasião, é amplamente difundida a Campanha Coração Azul, do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC).
A campanha no estado 
A Semana Nacional de Mobilização é um movimento de sensibilização da sociedade sobre a realidade do tráfico de pessoas e, ao mesmo tempo, uma convocação nacional para o seu enfrentamento. A mobilização deste ano no Estado do Pará acontece a partir de hoje e segue até o dia 30 de julho e envolverá um conjunto de parceiros, como a Coordenadoria de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo, o Posto Avançado de Atendimento Humanizado ao Migrante, o Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas – COETRAP e diversos órgãos Públicos e organizações não governamentais.
A semana tem como objetivos ampliar o (re)conhecimento do fenômeno e a mobilização da sociedade e das instituições, sejam públicas e privadas, para o enfrentamento ao tráfico de pessoas; aumentar a participação da sociedade civil e dos indivíduos; dar visibilidade às ações desenvolvidas nesta temática; disseminar o tema nas redes sociais; e, fazer com que a Campanha Coração Azul seja vista como uma plataforma global para a prevenção e enfrentamento ao tráfico de pessoas, com foco na comunicação e informação.
A Coordenadoria de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo tem como papel fundamental a articulação com outros órgãos governamentais e a sociedade civil, a fim de formular uma política pública que garanta o respeito e a dignidade aos direitos dos trabalhadores; além de elaborar e executar projetos de enfrentamento ao tráfico de pessoas. A coordenação conta com o Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas composto por representantes de órgãos governamentais (Federal, Estadual e Municipal) e da sociedade civil organizada, responsáveis por monitorar as políticas públicas de prevenção e enfrentamento ao tráfico de pessoas no âmbito do Estado, efetuando articulações intersetoriais, monitoramentos, avaliações, recomendações e proposições. Desta forma como diretrizes da Política Nacional de enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e desenvolvimento das ações dentro do Plano Estadual.
O mais importante nesta ação é a conscientização de que traficar pessoas é crime e que é preciso denunciar. Quanto mais casos vierem à tona, mais fácili será a fiscalização e investigação.
Denuncie: ligue 190 ( não precisa revelar a identidade)
(Pararijos NEWS)

Ação visa garantir direito e proteção da mulher

Ação visa garantir direito e proteção da mulher (Foto: Reprodução)
Patrulha Maria da Penha vai garantir direito e proteção da mulher. (Foto: Reprodução)
Um contingente de vinte policiais militares, especialmente treinados pelos juízes das três varas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da capital, acompanhará as medidas estabelecidas pelos magistrados para assegurar o direito e a proteção das vítimas e seus familiares, em casos de ameaças.
Essa é uma das principais medidas a serem anunciadas durante a 2ª fase da Campanha “Justiça pela Paz em Casa, Nossa Justa Causa”, sob a responsabilidade da Coordenadoria Estadual de Mulheres em Situação de Violência Doméstica do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), no período entre 3 e 7 de agosto.
A desembargadora Vera Araújo de Souza, responsável pela ação, informa que a “Patrulha Maria da Penha”, como será conhecido o contingente policial, é fruto de um termo de cooperação técnica que será assinado com o secretário de Segurança, general Jeannot Jansen, durante o período da campanha, coordenada em âmbito nacional pela ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), e que em 2015 marcará os nove anos da lei Maria da Penha.
Entre as medidas protetivas urgentes, estabelecidas pela Lei Maria da Penha, estão o afastamento do agressor do lar ou local de convivência com a vítima; proibição do agressor de se aproximar da vítima; proibição do agressor de contactar com a vítima, seus familiares e testemunhas por qualquer meio; obrigação do agressor de dar pensão alimentícia provisional ou alimentos provisórios; proteção do patrimônio, através de medidas como bloqueio de contas, indisposição de bens, restituição de bens indevidamente subtraídos pelo agressor, prestação de caução provisória, mediante depósito judicial, por perdas e danos materiais decorrentes da prática de violência doméstica, entre outras.
No período da campanha, deve haver um mutirão para acelerar a tramitação de processos que envolvam violência doméstica e familiar contra a mulher. O prédio-sede do TJPA, na avenida Almirante Barroso, também será iluminado na cor lilás para chamar atenção ao tema.
Serviço
Período: 03 a 08 de agosto de 2015.
Abertura: 03/08 – às 8h30.
Local: Auditório Agnano Lopes, no 3º andar do Fórum Cível, na Cidade Velha.
(Pararijos NEWS, com informações do TJPA)

Venda de baterias automotivas são fiscalizadas


Entre os dias 27 e 31 de julho, agentes do Instituto de Metrologia do Estado do Pará (Imetropará) percorrerão os estabelecimentos que comercializam baterias de chumbo-ácido novas, remanufaturadas, reformadas e recicladas na capital para checar se os mesmos ostentam o Selo de Avaliação da Conformidade e as informações obrigatórias exigidas no regulamento. A fiscalização está sendo feita em todo o país por determinação do Instituto Nacional de Metrologia Qualidade e Tecnologia (Inmetro), por meio da “Operação Especial Carro Andando”.
Na ação, também serão examinados o peso da bateria, para comparar se possui o mesmo declarado no memorial descritivo e o apresentado no rótulo do produto. A iniciativa tem como objetivo verificar se o mercado está comercializando apenas produtos certificados. Atualmente, segundo a Associação Brasileira de Baterias Automotivas e Industriais (ABRABAT), há muitos equipamentos que não estão em conformidade com o que estabelece o Inmetro, principalmente com relação ao peso.
De acordo com o gerente de Fiscalização e Avaliação da Conformidade do Inmetropará, Jorge de Figueiredo, a presença do Selo de Identificação da Conformidade indica que os produtos foram submetidos e aprovados em todos os testes. “É importante checar se o produto contém o Selo do Inmetro, pois o mesmo é obrigatório para qualquer tipo de bateria automotiva. Além disso, a compra destes produtos deve ser feita somente no mercado formal para evitar produtos falsificados ou de procedência duvidosa”, destaca.
Os estabelecimentos onde forem encontradas irregularidades terão até dez dias para apresentar defesa ao Instituto e estarão sujeitos às penalidades previstas na lei, com multas que variam de R$ 100,00 a R$ 1,5 milhão. "Os consumidores podem apresentar denúncias por meio da Ouvidoria do Imetropará pelo telefone 0800 280 1919 ou pelo e-mail ouvidoria.imetropara@imetropara.pa.gov.br", salienta o presidente do Imetropará, Jorge Rezende.
(Pararijos NEWS)

Polícia Federal apreendeu 151 kg de drogas em Óbidos


Foto: Reprodução (G1 Santarém)  // TV Tapajós Foto: Reprodução (G1 Santarém) // TV Tapajós
A Operação Sentinela, realizada pela Polícia Federal, apreendeu 151 kg de drogas no primeiro semestre de 2015 em Óbidos, oeste do Pará. Foram 102 kg de cocaína e 49 kg de maconha, além de R$ 700 mil em mercadorias apreendidas no porto da Companhia Docas do Pará (CDP).
A operação é realizada em parceria com a Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) e Receita Federal.
O trabalho de combate ao tráfico de drogas e ao transporte de mercadorias contrabandeadas era realizado na base Candiru, instalada naquele município na década de 90. A base foi desativada em 2009, devido às péssimas condições.
Em 2014, foram apreendidos 334 kg de cocaína e pouco mais de 1 kg de maconha.
Os agentes de fiscalização fazem vistoria verificando a documentação dos passageiros, notas fiscais das mercadorias, se as crianças a bordo estão acompanhadas, como são transportados os alimentos, e a documentação dos veículos transportados.
Segundo o inspetor chefe da Receita Federal de Óbidos, Waner Oliveira, as mercadorias vindas de Manaus precisam de autorização para serem transportadas. “A mercadoria importada que adentra a Zona Franca de Manaus, entra com benefício fiscal e com a suspensão de alguns tributos para sair de lá. Quando excede a cota de bagagem ou está como encomenda, essas mercadorias são apreendidas nas nossas operações. Além disso, tem as mercadorias que são produzidas na Zona Franca de Manaus e que também tem benefício fiscal. Só podem sair de lá com a autorização da autoridade aduaneira”, informou o inspetor.
As mercadorias apreendida vão a leilão ou são doadas. O fiscal da Adepará, Edimar Canto, conta que alimentos derivados de animais que não possuem nota fiscal, são apreendidos na operação. “São destruídos, queijos se vierem sem o CIF, o fornecedor é responsável pelo custo, seguro e frete da mercadoria. A Adepará faz a apreensão e a perda total, porque não pode voltar. O derivado animal, carne, tem que ser fiscalizado quando vem de Manaus para o estado do Pará”, afirmou Canto.
Segundo a Policia Federal, as drogas são transportadas em diversas formas. “Desde o transporte mais comum, que vem dentro das malas sem nenhum tipo de proteção, onde os fiscais abrem a mala e encontram a droga, ou dentro dos lugares mais inusitados possíveis: em eletrodomésticos, dentro de cordas, dentro de frutas, dentro de botijas de gás. Então não existe limite para que os traficantes façam o transporte da droga”, destacou o delegado Olavo Pimentel.
(Pararijos NEWS)

PF mapeia dinheiro pago ao ex-ministro da José Dirceu

A Polícia Federal rastreou o caminho do dinheiro que liga o cartel de empresas que fraudaram a Petrobras ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. A sequência de operações está descrita em um relatório da Polícia Federal sobre as irregularidades cometidas pela construtora Camargo Corrêa nas obras da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Antes de chegar à JD Consultoria, do ex-ministro, o dinheiro passou por dois intermediários, os chamados operadores da Operação Lava-Jato. Um deles, Milton Pascowitch, dono da empresa Jamp, disse em delação premiada, no começo do mês, que o pagamento feito a Dirceu era propina oriunda dos desvios da Petrobras.
Laudo da PF mostra que, de 2009 a 2014, durante a vigência do contrato de obras da refinaria, a Camargo Corrêa repassou R$ 67,7 milhões a duas empresas do consultor Julio Camargo, a Piemonte (que recebeu R$ 22,7 milhões) e Treviso (para a qual foram repassados R$ 45,048 milhões). Júlio Camargo já assinou um acordo de delação premiada com a Justiça e, em depoimento, confessou os crimes.
No mesmo período, essas duas empresas depositaram R$ 1,375 milhão a Pascowitch. Ele afirmou ainda que era o próprio Dirceu quem fazia “insistentes” pedidos de dinheiro, necessários para garantir a manutenção dos contratos da Engevix com a Petrobras.
LAUDO FOI ENVIADO À JUSTIÇA FEDERAL PELA PF
Os levantamentos da Polícia Federal mostram que foi por meio de Pascowitch que o dinheiro chegou a Dirceu. Dentro do mesmo período em que recebeu os depósitos, a Jamp repassou, entre 2011 e 2012, a José Dirceu valor bem próximo ao que ele recebeu: R$ 1,457 milhão. Os valores recebidos por Dirceu da Jamp constam de um relatório da coordenação-geral de pesquisa e investigação da Receita Federal.
No laudo enviado à Justiça Federal pela PF, a JD Consultoria aparece listada entre as 31 empresas “suspeitas de promoverem operações de lavagem de dinheiro” em contratos de obras da Refinaria Abreu e Lima. Piemonte e Treviso, de Julio Camargo, também são citadas no mesmo documento.
A JD Consultoria e Assessoria foi criada pelo ex-ministro Dirceu, em sociedade com seu irmão Luis Eduardo, depois que ele deixou o governo, fustigado pelas denúncias do mensalão, pelas quais acabou condenado. A Jamp, de Pascowitch, é a sexta empresa que mais repassou dinheiro à JD.
Dirceu também recebeu pagamentos por meio da JD de outras seis empresas acusadas de compor o cartel das empreiteiras investigado na Operação Lava-Jato. Entre 2010 e 2013, segundo o relatório da Receita, o montante chega a R$ 8,5 milhões. De acordo com o documento, a JD recebeu da Construtora OAS R$ 2,9 milhões, da UTC Engenharia, R$2,3 milhões, da Engevix, R$ 1,1 milhão, e da Egesa Engenharia, R$ 480 mil. Além delas, a própria Camargo Corrêa repassou diretamente à empresa de Dirceu R$ 900 mil. Em nove anos de funcionamento, a empresa de Dirceu faturou R$ 29 milhões, pagos por mais de 50 empresas.
Segundo informações fornecidas pela defesa do ex-ministro à Justiça, a empresa teria prestado consultoria em países da Europa e da América Latina em setores como engenharia, telecomunicações e indústria. Para tentar comprovar que efetivamente atuava como consultor, Dirceu anexou ao processo seus passaportes, que registram mais de cem viagens ao exterior entre 2006 e 2012.
Foto: EBCFoto: EBC
José Dirceu está na mira dos investigadores da Lava-Jato há mais de seis meses. Depois de avaliar a contabilidade das empreiteiras OAS, UTC e Galvão Engenharia, a Polícia Federal descobriu os pagamentos a Dirceu, o que fez com que a Justiça Federal decretasse a quebra do sigilo bancário e fiscal da JD Assessoria.
Em janeiro passado, a juíza substituta da 13ª Vara da Justiça Federal, Gabriela Hardt, que determinou as ações contra Dirceu, argumentou que os recursos recebidos pela JD das empreiteiras investigadas na Operação Lava-Jato seguiam o mesmo molde que abasteceu o esquema montado pelo doleiro Alberto Youssef. Segundo ela, Dirceu operava “através de empresas de fachadas”, com repasse de propina “pelo pagamento de serviços de consultoria fictícios a empresas diversas para viabilizar a distribuição de recursos espoliados do Poder Público”.
PREÇOS DEZ VEZES MAIOR
A investigação da Polícia Federal é rica em detalhes sobre como o cartel funcionou para dar vitória ao consórcio responsável pelas obras na Abreu e Lima, liderado pela Camargo Corrêa, na Unidade de Coqueamento Retardado (UCR). De abril de 2010 a junho deste ano, a Petrobras já pagou R$ 4,573 bilhões pela obra, incluindo atualização monetária. O preço original da obra era R$ 3,411 milhões.
Os investigadores, em documentos internos, afirmam que a chance de ter existido cartel nos contratos da estatal é de 99,9%. Os investigadores descobriram que a empreiteira também obtinha enormes lucros comprando insumos para obras. Em alguns casos, o preço cobrado da estatal chegou a ser 10 vezes mais alto do que o pago pelo consórcio.
DIRCEU DIZ QUE COLABOROU COM ENGEVIX NO EXTERIOR
A assessoria do ex-ministro José Dirceu afirmou, em nota, que o contrato com a Jamp “teve o objetivo de seguir na prospecção de negócios para a Engevix no exterior, em especial no Peru”, sem qualquer relação com a Refinaria Abreu e Lima. A nota “refuta qualquer ilação de que os serviços de consultoria para a Jamp não foram prestados” e diz que a defesa de Dirceu não teve acesso ao “conteúdo do relatório da Polícia Federal sobre a obra de Abreu e Lima nem ao depoimento do empresário Milton Pascowitch”. A assessoria de Dirceu lembra que o presidente do Conselho da Engevix, Cristiano Kok, e o ex-vice-presidente Gerson Almada “já declararam à imprensa e à Justiça que José Dirceu foi contratado com o propósito de expandir os negócios da construtora no exterior”. Também em nota, a assessoria da Camargo Corrêa afirmou que seu advogado, Celso Villardi, “apresentou documentos nos autos sobre pagamentos realizados para a JD” e que “todos os serviços foram efetivamente prestados”.
(Pararijos NEWS)

TCU publica edital com salário de R$ 28,9 mil

TCU publica edital com salário de R$ 28,9 mil (Foto: Arte/DOL)
(Foto: Arte/DOL)
O Tribunal de Contas da União (TCU) lançou edital de novo concurso, nesta terça-feira (28), com uma vaga para o cargo de procurador do Ministério Público junto ao TCU, além de formação de cadastro reserva.
Para participar, os interessados devem ser graduados em direito e ter, no mínimo, três anos de atividade jurídica. O prazo de inscrições será aberto em 30 de julho e seguirá até 28 de agosto, pelo site da organizadora - o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).
O aprovado será lotado em Brasília, e o processo seletivo conta com cinco etapas, que inclui avaliações discursivas, prova oral, avaliação de títulos, exame de higidez física e mental, além da prova objetiva, agendada para 4 de outubro. 
(Pararijos NEWS, com informações do Correio Web)

Com um gol em 21 jogos, atacante Souza deixa o Paysandu

Foto: Akira OnumaFoto: Akira Onuma
Antes mesmo de o equilíbrio entre críticas e reconhecimentos pelo esforço deixar de existir, o atacante Souza resolveu pedir a rescisão do seu contrato com o Paysandu. Apesar da fama de artilheiro depois de ter passado por clubes como Flamengo (RJ) e Corinthians (SP), o 'Caveirão' realizou 21 jogos pelo Papão e marcou apenas um gol, na vitória por 9 a 0 sobre o São Francisco, pelo Parazão.
Souza teve a contratação anunciada no dia 3 de março e foi apresentado oficialmente na Curuzu dois dias depois. Na ocasião, relembrou momentos marcantes da carreira, projetou o confronto com o Botafogo (RJ) - o qual não participou - e comentou o período de dois meses e meio que ficou parado antes de chegar ao Bicola. Vale destacar que Souza chegou a entrar em negociação quando ainda estava no Criciúma (SC) e recusou a proposta alviazul.
Com a saída de Souza, o técnico Dado Cavalcanti passa a ter três desfalques para a partida desta terça-feira (28), às 19h30, contra o América (MG), pela 15ª rodada da Série B do Brasileiro, no Mangueirão, em Belém. Além do centroavante, Aylon (atacante) e Thiago Martins (zagueiro) também não poderão atuar.
(Pararijos NEWS)

IBGE fará concurso para 600 vagas

IBGE fará concurso para 600 vagas (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi autorizado, na segunda-feira (27), a convocar 600 novos servidores, segundo informações do portal IG. As vagas são para níveis Médio e Superior em todo o país. A medida foi publica no Diário Oficial da União.
Do total de oportunidades liberadas, 460 são para o cargo de técnico em informações geográficas e estatística; 90 para analistas de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatística; e 50 para tecnologista em informações geográficas e estatística. O regulamento da seleção deve ser divulgado até janeiro de 2016, mas o provimento dos cargos pode ser feito já a partir de dezembro.
No último concurso, em 2013, foram abertas 420 vagas, incluindo nível médio e superior. A remuneração variava de R$2.813,10 a R$4.210,49, para nível médio, e R$6.355,60 a R$7.930,24, podendo chegar a R$ 8.531,24, levando em conta a titulação do candidato, para nível superior.
(Pararijos NEWS, com informações do IG)

Polícia Federal investiga e descobre conta do PT no exterior

Reportagem da edição desta semana da revista Época detalha investigações em Portugal que revelam os primeiros indícios de uma conta no exterior que pode ter alimentado campanhas do PT e beneficiado o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. E mostra como as investigações sobre a Odebrecht, na semana passada, podem se desdobrar na Suíça, a partir da colaboração entre a força-tarefa da Lava Jato e os investigadores europeus.
Em setembro de 2012, o publicitário mineiro Marcos Valério, condenado a 37 anos de prisão, deu um depoimento ao Ministério Público Federal. Na ocasião, falou de contas no exterior destinadas a saldar dívidas da campanha eleitoral de Luiz Inácio Lula da Silva em 2002. Referiu-se a uma conta específica, no banco francês Crédit Lyonnais, atual Crédit Agricole, que, segundo Marcos Valério, movimentou R$ 7 milhões.
Ainda de acordo com Marcos Valério, aponta a revista Época, a história de tal conta envolvia o próprio Lula, o ex-ministro Antonio Palocci e o português Miguel Horta e Costa, ex-presidente da empresa Portugal Telecom. Em investigação conjunta com autoridades internacionais, a Polícia Federal brasileira descobriu que essa conta efetivamente existe. Seu número é 01-00685-000. Confirmadas as suspeitas, seria a primeira conta descoberta no exterior a servir campanhas do PT.
A denúncia de Marcos Valério levou a Polícia Federal a instaurar, em abril de 2013, o inquérito sigiloso 0431/2013 – o primeiro a investigar a existência de uma conta secreta associada à campanha de Lula e com conexão com o mensalão. Ao longo das investigações, a PF tomou uma série de depoimentos. Foram ouvidos, por exemplo, os cantores Zezé Di Camargo e Luciano, que atuaram em shows na campanha de Lula em 2002, Palocci e, por três vezes, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.
Segundo Marcos Valério, aponta a reportagem, o PT passou a fatura da dívida com a dupla sertaneja para a Portugal Telecom pagar em 2005. Após acionar as autoridades suíças em busca de informações da conta secreta, a Polícia Federal recebeu neste ano uma informação nova. A correntista responsável pelas transações financeiras era uma empresa chamada Motil Partners. Sediada apenas no papel em Londres e representada por laranjas, a Motil Partners já apareceu em relatórios de inteligência da PF associada a uma offshore que integrou a mesma estrutura de lavagem de dinheiro usada pelo doleiro Alberto Youssef no caso Banestado. Foram os primeiros indícios da veracidade dos relatos do publicitário Marcos Valério, operador do mensalão.

Telecom

Em janeiro deste ano, o executivo português Miguel Horta e Costa, da Portugal Telecom, respondeu a diversas perguntas enviadas pelos investigadores brasileiros. A Polícia Federal o interrogou por meio de carta rogatória remetida às autoridades de Lisboa, conforme documento obtido pela reportagem da revista Época. O ex-presidente da Portugal Telecom negou que tenha utilizado uma subsidiária em Macau para quitar débitos de campanhas do PT, usando a conta suíça. A partir desses primeiros indícios, as investigações continuam. Lula, Palocci, Dirceu e Miguel Horta e Costa negaram em depoimento as acusações de Valério.
(Pararijos NEWS)