Google+ Badge

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

São Sebastião da Boa Vista, a programação da Ilha do Marajó

No período de 02 a 09 de janeiro, a imagem de nosso santo padroeiro São Sebastião, estará peregrinando pelas comunidades de nossa cidade.
Acesse :http://navenezadomarajo.blogspot.com.br/
DIA 02, Comunidade São Pedro (campo) e Gaitana Sterni.
DIA 03, Comunidade Sagrada Família.
Dia 04, Comunidade Nossa Senhora de Fátima.
DIA 05, Comunidade BAIRRO NOVO.
DIA 06, Comunidade SANTA DOROTEIA.
DIA 07, Comunidade NOSSA SENHORA DE LOURDES.
DIA 08, Comunidade NOSSA SENHORA DO PERPETUO SOCORRO.
DIA 09, Comunidade SÃO ROQUE.


Acesse :http://navenezadomarajo.blogspot.com.br/ 



Jatene investe no “mais do mesmo” para 2015

Jatene investe no “mais do mesmo” para 2015 (Foto: Cezar Magalhães/DOL)
(Foto: Cezar Magalhães/DOL)
Com poucas novidades e algumas escolhas polêmicas, o governador reeleito, Simão Jatene anunciou na manhã de ontem a equipe que assumirá o novo mandato nesta quinta-feira, 1 de janeiro. 
Dos 18 secretários anunciados, apenas seis são nomes novos. Houve casos de remanejamentos como o atual titular da Secretaria de Segurança Luiz Fernandes que assumirá a pasta do meio ambiente e teve ainda um grupo que permanecerá nos cargos atuais, a exemplo do atual titular da secretaria de Estado da Fazenda, José Tostes e da secretária de Administração, Alice Viana. 
Entre as polêmicas, a manutenção de Paulo Chaves na Secretaria de Cultura e a escolha de um general do Exército - Jeannot Jansen – para o comando da segurança. Hélio Franco deixou a Secretaria de Saúde e foi substituído pela atual adjunta, Heloísa Guimarães e Noêmia Jacob que já presidiu a Companhia de Habitação ficará com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras públicas. Adnan Dmachki que já ocupou o cargo de Secretário Especial de Promoção Social e Especial de Gestão ficará com nova Secretaria e Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme).
Principal novidade da nova equipe, o general Jeannot Jansen deve atrair críticas dos movimentos sociais e entidades de defesa dos direitos humanos. O general da reserva é crítico do governo petista em especial no que diz respeito ao orçamento para programas sociais. Outro nome polêmico – e nesse caso, o problema é justamente a falta de novidade – é do titular da Cultura Paulo Chaves que vai para seu quinto mandato à frente da Cultura do Estado. Chaves tem sido criticado pelos artistas locais por concentrar as ações culturas em Belém e em poucos projetos a exemplo do Festival de Ópera. 
Ao fazer o anúncio do novo secretariado, Simão Jatene disse que apesar das poucas trocas que fez, a equipe atual é mais coesa e afirmou que o desafio do grupo “é melhorar a qualidade e quantidade da oferta de serviços públicos”. O maior deságio, disse ele, será obter recursos para atender às demandas do Estado.
Sobre os núcleos de administração regional, o governador reeleito garantiu que vai esperar a nova equipe tomar posse para então discutir com os novos deputados o modelo de implantação.

MAIS ANÚNCIOS
Já no final da tarde, mais doze nomes que vão comandar outros órgãos da estrutura do governo do Estado foram anunciados. A principal mudança é a saída de Izabela Jatene do Pro Paz, onde entra Jorge Bittencourt que já estava no quadro do órgão. Os novos escolhidos são: Roberto Amoras (Auditoria Geral do Estado); José Francisco (Casao do Trabalhador); Fabrício Gama (CredCidadão); Rui Martini (Escola de Governança); Simão Pedro Bastos (Fasepa); Iris Gama (Iasep); Allan Gomes Moreira (Igeprev); Jorge Bittencourt (Pro Paz); Théo Pires (Prodepa); Cesar Meira (NGTM) e Augusto Pantoja (Núcleo Gestor do Parque do Utinga).
(Diário do Pará)

Governador anuncia novo secretariado do Estado

Foi anunciado oficialmente nesta terça-feira (30), durante entrevista coletiva, o nome dos novos secretários de Estado. O anúncio foi feito pelo governador Simão Jatene, no Comando Geral da Polícia Militar. Entre os novos nomes apresentados estão José Megale, para chefe da Casa Civil; tenente coronel Coronel César Mello, no comando da Casa Militar; General Jeannot Jansen, para a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) e Helenilson Pontes para a Secretaria de Estado de Educação (Segup).
Entre os nomes que permanecem na administração direta estão Alice Viana, da Secretaria de Administração (Sead); José Tostes, da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa); Alex Fiúza de Mello, da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (SECTET); Daniel Nardin, da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom); Renilce Lobo Nicodemos, da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel); Paulo Chaves, da Secretaria de Cultura (Secult) e Adenauer Góes, da Secretaria de Estado de Turismo (Setur).
Oito órgãos da Adminstração direta ganham novos gestores. Entre eles estão Ismar Pereira, que assume a Secretaria de Transportes (Setran); a médica Heloísa Guimarães para Secretaria de Saúde (Sespa); Hildegardo Nunes para a recém-criada Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e de Pesca (Sedap); Antonio Saboia de Melo Neto para a Procuradoria Geral do Estado (PGE), Coronel Roberto Campos para o Comando Geral da Polícia Militar, Coronel Nahum Fernandes da Silva para o Comando Geral do Corpo de Bombeiros e Noêmia Jacob para a nova Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop).
Na administraçao indireta assumem Luciano Dias na Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa); Lucilene Bastos Farinha na Companhia de Habitação do Pará (Cohab); Ana Suely Saraiva no Hemopa; Vitor Mateus no Hospital Ophir Loyola; Anna Lydia Cabeça no Hospital de Clínicas; Andrea Gomes no Hospital Abelardo Santos; Abraao Benassuly na Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH); Eduardo Costa na Fapespa; Paulo Campos de Melo na Fundação Carlos Gomes.
Completam o novo quadro de secretariado Daniel Lopes no Iterpa; José Severino Filho na nova Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec); Thiago Novaes no Ideflor-Bio; Coronel André Cunha, na Superitendência do Sistema Penal do Pará (Susipe); Paulo Amazonas Pedroso na Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado (Emater); Luciano Guedes, na Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará); Augusto Sérgio Amorim Costa, no Banco do Estado do Pará (Banpará), Claudio Rocha na Imprensa Oficial do Estado; Adelaide Oliveira na Funtelpa e Dina Oliveira, que assume a nova Fundação Cultural do Pará (FCT).
Os nomes dos titulares do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Fundação Santa Casa de Misericórdia, Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon) e outros órgãos da administração direta e indireta serão definidos nos próximos dias.
(DOL com informações da Agência Pará)

Com Helder, o Pará volta a ocupar Ministério

Com Helder, o Pará volta a ocupar Ministério (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
O Pará volta a marcar presença no corpo ministerial da República do Brasil depois de vinte anos. Nesta quinta-feira, em Brasília, Helder Barbalho, atual presidente em exercício do PMDB no Estado, assume o Ministério da Pesca e Aquicultura, em solenidade a ser realizada no Palácio do Planalto e na qual a presidente Dilma Rousseff dará posse aos novos ministros que vão compor sua equipe para o segundo mandato. A transmissão do cargo ocorrerá na sexta-feira, às 11 horas, no auditório do MPA.
Em passado recente – mas nem tanto –, o último nome a representar o Pará no primeiro escalão do governo federal foi Fernando Coutinho Jorge, que, a convite do então presidente Itamar Franco, dirigiu o Ministério do Meio Ambiente de 1992 a 1994. Antes dele, representaram o Pará no Ministério o professor Nelson Ribeiro, o senador Jader Barbalho e o ex-senador Jarbas Passarinho.
A indicação de Helder Barbalho para o Ministério, anunciada há uma semana pela presidente Dilma Rousseff, foi recebida com entusiasmo pelo setor empresarial do Pará, que vê no novo ministro os atributos necessários para dar o impulso de que o setor está necessitando – e não somente no Pará ou na Amazônia, mas em todo o Brasil. Manifestações de confiança e de apoio ao novo ministro já foram tornadas públicas pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Carlos Fernandes Xavier, e pelo presidente do Sindicato das Indústrias de Pesca do Pará e Amapá, Armando Burle.
Para o diretor do Sinpesca, Ivanildo Pontes, que por vários anos presidiu o sindicato, Helder Barbalho poderá dar uma guinada histórica no setor da pesca no Brasil. E o ponto de partida para isso, na sua opinião, passa por dois pré-requisitos básicos e interdependentes. Um, o fomento à pesquisa para geração de conhecimento científico aplicado à pesca, área à qual o Brasil tem dado historicamente pouquíssima ou nenhuma atenção.
Outra condição necessária, segundo Ivanildo Pontes, é o incentivo à aquicultura para a criação de peixes em cativeiro, atividade que, em sua avaliação, representa o futuro da pesca no mundo. Além da diminuição dos estoques naturais pelo esforço da pesca extrativa, contribui muito para fortalecer essa tendência, segundo Ivanildo Pontes, a crescente repulsa que se observa em escala planetária à pesca de arrasto, que emprega técnicas consideradas agressivas e predatórias.
O diretor do Sinpesca observou que, por sua extensão territorial, pelo colossal volume de águas interiores de que dispõe – além de uma linha litorânea extensa –, e pela diversidade de ambientes propícios à atividade, o Pará tem um potencial formidável para a aquicultura. Apesar disso, conforme frisou, essa atividade é ainda muito incipiente em virtude da falta de apoio governamental.
Para Ivanildo Pontes, o governo poderia atuar simultaneamente em dois sentidos. Um, passando a investir mais efetivamente em pesquisa, evitando, por exemplo, o que acontece hoje – em que o único navio de pesquisa disponível no litoral norte do Brasil, o “Almirante Paulo Moreira”, está há anos abandonado e em processo avançado de sucateamento em área localizada por trás da Ceasa.
Um segundo passo vital, no seu entender, seria a criação de políticas de incentivo à instalação de fábricas de rações para peixes no Pará, talvez com apoio financeiro da Sudam, bem como a renovação e adequação da frota pesqueira em operação no litoral norte. Os velhos barcos hoje utilizados sobretudo na captura do camarão, segundo ele, foram projetados com porões relativamente pequenos e espaços mais amplos para o acondicionamento de combustível. Esse arranjo equivocado de engenharia tem como resultado a perda de fauna acompanhante, o que significa consideráveis prejuízos comerciais e danos desnecessários à vida marinha.
(Diário do Pará)

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Café de confraternização da Semed hoje pela manhã em Anajas




A secretária de Educação, Rosa Sardinha, reuniu com os servidores da Semed para um suculento café da manhã. O evento serviu para fazer uma breve avaliação de atuação da secretaria em 20014, bem como para proporcionar um momento de entrosamento entre os funcionários.
Sem dúvida foi uma ideia muito boa que deixou contente os integrantes dessa secretaria. Queremos parabenizar toda equipe da Semed e desejar que continuem unidos com o intuito de fazer um trabalho cada vez melhor em prol de nosso povo. E mais uma vez a secretaria de educação proporcionando coisas novas na secretaria antes nunca os profissionais de educação tiveram momentos como esse, foi o que mais foi comentado entre os diretores e demais profissionais da educação. Eu quero agradecer a secretária de educação e todos da Semed: “Fiquei muito honrado e lisonjeado pelo convite de participar desse momento tão importante para educação do nosso município parabéns a todos”, Aguinaldo Lobato/Diário de Anajás.
(Pararijos NEW,. com informações e "Dario de Anajás")

Arte, danca, informática oferecidos como projeto para os moradores de Boa Vista

Aspecto resolvido na hora em tempo rela
Tudo em tempo rel
Satisfação misturado a espanto
Tudo em aspecto normal para atender à população
O PROJETO ARTE À VISTA NA PRAÇA esteve presente mais uma vez no domingo boavistense. Foi ontem, (28), após a Missa, em frente ao Santuário de São Sebastião. Bastante prestigiado e aplaudido pelo público local e visitante, o projeto trouxe apresentações da ORQUESTRA ODORICO SANTANA, com músicas clássicas regionais e internacionais, além dos GRUPOS DE DANÇA INFANTIL e da MELHOR IDADE , com o ritmo do CARIMBÓ. O Arte a Vista é um dos programas mantidos pela Prefeitura de Boa Vista através da Secretaria Municipal de Assistência Social, que oferece cursos de MUSICALIZAÇÃO, DANÇA e INFORMÁTICA ao povo boavistense. A partir do dia 02 de janeiro de 2015, as matrículas já estarão abertas. MATRICULE-SE!!!
(Paparijos NEWS, com informações Andrey Muller/SSBV)

Pará teve a sétima pior média no Enem

Pará teve a sétima pior média no Enem  (Foto: Alzyr Quaresma)
A escola Rego Barros mais uma vez foi uma das escolas públicas que melhor se destacaram no Enem, mas é mantida pela rede federal de ensino (Foto: Alzyr Quaresma)
E o Ensino Público do Pará fez feio no Enem mais uma vez. Dentre as 14.717 escolas que participaram da realização do Exame Nacional do Ensino Médio no ano de 2013, ficou com o Estado a sétima pior média nacional: a Escola Estadual de Ensino Médio São José, localizada no município de Marabá, e de nível socioeconômico considerado baixo (renda familiar mensal de até um salário mínimo), pelos critérios de avaliação do Ministério da Educação, obteve, com a participação de seus dez estudantes aptos ao teste, 409,8 pontos na tendência.
Já no cenário positivo, o Sistema de Ensino Equipe, da rede particular de ensino e considerado de nível socioeconômico alto (renda familiar mensal acima de sete salários mínimos), é a primeira ocorrência paraense no rol, na 382ª posição, com a média 628,7, a sexta colocada, de toda a região - sendo que a primeira ocorrência estadual na lista nacional só aparece 6.047 postos depois, com a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Tiradentes II, em Belém, com média de 510,7. Para quem analisa o cenário da Educação Pública como dependente de muitas variáveis sociais, incluindo a pontuação do Pará junto ao Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que só caiu de 2009 para cá, o panorama é lamentável, sim, mas não surpreendente.

MELHORES
Das 1.472 escolas em todo o Brasil com o melhor desempenho, oito apenas são do Pará, e todas da rede privada, onde estão matriculados alunos de nível socioeconômico Muito Alto, Alto ou Médio-Alto (renda familiar mensal entre cinco e sete salários mínimos).
Dentre as cem melhores médias, há uma única ocorrência na região Norte, para o Estado do Tocantins (77o. lugar), também na rede privada. Antes da colocação do colégio Equipe, o estado do Amazonas aparece na lista três vezes com escolas particulares colocadas entre as 300 melhores.
As escolas da região sudeste lideram o ranking das 50 maiores médias, abrindo um pequeno espaço para outras nove da região Nordeste e Centro-Oeste.
Ao portal do jornal Folha de São Paulo, em matéria publicada esta semana sobre o assunto, a coordenadora do Observatório Sociológico Família-Escola da Universidade Federal de Minas Gerais, Maria Alice Nogueira, confirmou que é forte a correlação entre as condições socioeconômicas dos pais e o desempenho dos estudantes - afirmação corroborada pelo cientista político Roberto Correa, da Universidade Federal do Pará (UFPA).
“Se os pais têm condições melhores, vão pagar um colégio de mensalidade que paga bem o salário dos professores, diferente do sistema público, com professores que trabalham em vários lugares para poder sobreviver. Governo que não faz nada para elevar as condições de quem vive em condição de baixa renda não vai ver a educação melhorar. Esses resultados traduzem um recado duro para quem está no poder”, dispara ele. “A Educação é um direito de todos, e o desempenho no Enem reflete a qualidade do Ensino Médio que, no sistema público, é de responsabilidade do Governo do Estado”, reforça.
“Pela Lei da Responsabilidade Fiscal, os estados são obrigados a aplicar no mínimo 25% da receita arrecadada de impostos em Educação. Entenda: no mínimo. Pode ser aplicado mais, e quando há a necessidade, e no Pará a necessidade é grande, deve ser aplicado mais. Mas aqui é preciso brigar por esse mínimo”, expõe Correa. Ele afirma que o aumento quantitativo das notas se refere basicamente ao “estalo” de que o Enem virou porta única de entrada para muitas universidades. “A garotada se espertou e por isso houve uma melhora”, justifica.
“Na época do governo da Ana Júlia (Carepa, PT, 2007-2010), houve um bom investimento em saneamento básico, em construção de poços, foi criado o Navega Pará, ou seja, houve um investimento voltado todo para o social. Em 2009, o Ideb chegou a estar ‘lá em cima’, em 3.0. Educação é capital social e capital humano, e da forma como está, aqui não se produz nem um e nem outro”, avalia Correa, levando em consideração os últimos resultados do Ideb para o Pará: 2.8 em 2011 e 2.6 em 2013. “Há tempos ocorre um desleixo no encaminhamento dessas políticas públicas”, lamenta o cientista político.
A assessoria da Secretaria de Estado de Educação Pública (Seduc) foi procurada pela reportagem por e-mail e telefone, mas não enviou posicionamento à redação até o fechamento desta matéria.
Um bom exemplo: foco nas dificuldades
Esforço, disciplina e dedicação resumem, em poucas palavras, a boa colocação do Sistema de Ensino Equipe no ranking do Enem 2013 no entendimento da diretora pedagógica da escola, Roberta Eluan. “O setor pedagógico se dedica muito às dificuldades do aluno. Se temos um estudante com dificuldades em História, por exemplo, cria-se um horário diferenciado de estudos para ele, de modo a tentar vencer essas debilidades”, explica.
“É um esforço compartilhado, pela excelente equipe de professores, pelos próprios alunos e pela escola como um todo. O aluno, desde o primeiro ano, se foca no conteúdo do Enem. Antes era Enem e [Universidade do Estado do Pará] Uepa, que tinha uma prova diferenciada, mas agora que a universidade também aderiu, o foco se volta integralmente ao Enem. O aluno que é bom sempre pode melhorar, mas a gente trabalha muito em cima do alunado ‘meio-termo’, que não é nem bom e nem ruim, para que ele possa vencer as dificuldades e elevar a nossa média no Exame. As aulas são as mesmas, como em qualquer colégio, são quatro avaliações, tem recuperação, seguimos o programa da Seduc. A diferença é o método da avaliação, o desdobramento dos resultados das avaliações que geram os atendimentos individualizados com os alunos, focadas nas dificuldades que eles apresentam”, detalha.
LEIA MAIS:
(Diário do Pará)

Prezeres que só Boa Vistra tem no Marajó

O AÇAÍ, A FARINHA, O CAMARÃO, O MIRITI e a PANELA NO FOGO multiplicados e presentes na sua casa durante os 365 dias do ano de 2015 e por todos os dias de sua vida. Além da ALEGRIA, DA PAZ, DA FELICIDADE e do AMOR constantes na sua mente, no seu coração e na sua família. São pedidos que fiz hoje cedo, por você, ao bom Pai do Céu, ao seu filho Jesus e a Nossa Senhora de Nazaré. Afinal, desejar o bem a todos é nossa obrigação. Amar a Deus e ao próximo é a base para a revolução que precisamos fazer para termos um lugar melhor para viver. Sem o PERDÃO, O RESPEITO e a CARIDADE é impossível obter a SABEDORIA necessária para conduzir nossos passos rumo ao mundo ideal. É tempo de refletir sobre nossos atos!! Perfeito só Quem nos criou!! Peço perdão aos que eu incomodei e também suplico a Deus que abençoe e proteja aos que tentam me denegrir ou destruir. Quem tem Deus no coração, jamais ofende, jamais agride... "DAI A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR, E A DEUS O QUE É DE DEUS". Aprendi que pra ser respeitado é preciso respeitar. Agradeço também ao Bom Pai por ter tantos e tantos amigos (as) virtuais que acompanham o dia-a-dia de Boa Vista através do nosso perfil. Nunca foi tão BOM servir ao boavistense de todo lugar!! DISPONHA SEMPRE!!! FELIZ ANO NOVO E BOA NOITE!!!
Jornal Pararijos/Andrey Muller/SSBV 

Lateral paulista assina com o Castanhal

O lateral esquerdo Marquinhos Jaú irá se apresentar no próximo dia 5, no Centro de Treinamento do Japiim. O jogador é o novo contratado do Castanhal para o Campeonato Paraense de 2015.
O lateral já passou pelos pelo XV de Jaú - SP, Costa Rica - MS, CAL Bariri – SP, Mamoré – MG, Taubaté –SP, Montes Claros – MG e Barretos – SP e agora ajudará o Japiim no Parazão de 2015.
(DOL)

Objetos avistados em busca por avião da AirAsia não são da aeronave


Parente no aeroporto de Surabaya mostra foto de família que diz que estava viajando no avião da AirAsia que desapareceu neste domingo (28) (Foto: AFP Photo / Juni )Parente no aeroporto de Surabaya mostra foto de família que diz que estava viajando no avião da AirAsia que desapareceu neste domingo (28) (Foto: AFP Photo / Juni )
Os objetos avistados por um avião de reconhecimento australiano quando procurava o Airbus 320-200 da AirAsia que desapareceu no domingo (28) quando voava desde a cidade javanesa de Surabaya até Cingapura não são da aeronave desaparecida, informaram as autoridades da Indonésia.
O anúncio foi feito pelo vice-presidente da Indonésia, Jusuf Kalla. "Foi verificado e não há provas suficientes para confirmar estas informações", disse Kalla em uma coletiva de imprensa no aeroporto de Surabaya, de onde saiu na madrugada de domingo o avião desaparecido.
Mais cedo, foi informado que o objeto avistado pelo Orion P se encontrava a cerca de 700 milhas (1.127 quilômetros) da última posição conhecida do avião desaparecido, informou a mídia local.
Quinze barcos e 30 aviões participam das operações de busca na zona, acrescentou Kalla.
"Não é uma operação fácil, sobretudo no mar e com um tempo como esse", disse a fonte.
Até o momento a busca se concentra em uma mancha de óleo descoberta em frente à ilha de Belitung, no mar de Java, disse um porta-voz da Força Aérea da Indonésia, Hadi Tjahjanto.
"Estamos verificando se trata-se de avtur (um combustível para aviões) do avião da AirAsia", disse o porta-voz.
29/12 - arte airasia  (Foto: Arte/G1)
Indonésia, Cingapura, Malásia, Austrália e Coreia do Sul participam das operações de busca e resgate com 12 embarcações, cinco aviões e três helicópteros.
Dezenas de pescadores da região também cooperam nos trabalhos, enquanto várias nações, como Estados Unidos, Índia, China e Reino Unido, ofereceram ajuda.
Desaparecimento
O Airbus A320-200 do voo QZ-8501 desapareceu dos radares depois que o piloto pediu permissão para ganhar altura devido às más condições atmosféricas.
O avião poderia estar "no fundo do mar", disse Bambang Soelistyo, diretor da agência indonésia de busca e resgate. "As últimas coordenadas foram no mar. Portanto é possível que se encontre no fundo dele", afirmou Soelistyo em entrevista no aeroporto de Jacarta, na Indonésia, nesta segunda.
O vice-presidente da Indonésia, Jusuf Kalla, também não parece acreditar que a aeronave será encontrada com facilidade. Ele afirmou ao jornal  cingapuriano "The Straits Time" que existem 'enormes possibilidades' de que o avião da AirAsia tenha sofrido um acidente.

Belém recebe neste sábado o 5º Coalizão Fight

Belém recebe neste sábado o 5º Coalizão Fight (Foto: Reprodução/Instagram)
(Foto: Reprodução/Instagram)
Com cerca de 10 paraenses lutando, Belém irá receber neste sábado (27), a quinta edição do Coalizão Fight.
Serão 10 lutas, com o paraense Zezão Trator, da Coalizão Fight Team/Trator Team, na luta principal. Ele irá enfrentar o baiano Junior Orgulho, da equipe Champion Team/Nordeste Jiu Jitsu. O combate será pela categoria dos meio médios até 77 kg.
O experiente Zezão Trator vem de duas vitórias, assim como seu adversário.
A luta entre o paraense Joriedson Fein contra o Edney Michael, também é muito esperada. Fein precisa se recuperar, já que perdeu suas duas ultimas luta. 
Veja o card de lutas:
Zezão Trator (Coalizão Fight Team/Trator Team) x Junior Orgulho (Champion Team/Nordeste Jiu Jitsu)- categoria dos médio-médios ate 77 kg
Joriedson Reis “Fein” (Coalizão Fight Team/Thiago Galvão Jiu Jitsu) x Edney Michael (Arcanjos de Deus)- categorias dos moscas ate 57 kg
Jonas Santos “Diabo Loiro” (Coalizão Fight Team) x Thiago Valentay (Prvt) – categoria dos galos ate 61 kg
Thyrone Cavalo (Coalizão Fight Team) x Eder Jhouffer (Marajó Brothers) –categoria dos penas ate 66 kg
Robson Cisco (Coalizão Fight Team) x Leandro Guerreiro (Marituba Total Combat) –Categoria dos leves ate 70 kg
Bruno Xinoco (Xinoco MMA/Coalizão Fight Team) x José Filho “Cavalo” (Marajó Brothers) –Categoria dos leves ate 70 kg
Henrique Souza (Coalizão Fight Team) x Fabrício Bill (Roxo Strike Team) – categoria dos galos ate 61 Kg
Breno Amaral “Zeca Urubu” (Coalizão Fight Team) x Gleidson Dias (Ninja Fight) - categoria dos penas ate 66 Kg
Emerson Baianinho (Rickson Mma ) x Luis Eduardo “Bolateli” (Marajó Combat MMA) - categoria dos galos ate 61 Kg
Vlson Junior “Farinha” (Ninja Fight) x Edicarlos Trindade “Rambinho” (Fight Salinas)- - categoria dos plumas ate 52 kg.
(DOL)

Homem morre após ser atingido por onda quando tentava fotografar, no PA

Um homem de 42 anos morreu na Praia do Marahu, em Mosqueiro, distrito de Belém, logo após tentar fazer uma foto na beira da água. Segundo os bombeiros, uma onda forte atingiu a vítima que caiu e bateu a cabeça. Antônio Carlos Florenzano sofreu traumatismo craniano.
A vítima foi encontrada em cima de pedras. Equipe do Samu foi acionada e fez os primeiros socorros. No entanto, ao chegar no Hospital Municipal de Mosqueiro, Antônio Florenzano não resistiu aos ferimentos. "Nessa época do ano, as pessoas abusam da bebida e se afastam demais, vão para lugares isolados da praia, o que dificulta o socorro imediato", diz a capitã Mônica Veloso a respeito dos casos recorrentes de acidentes em praias nos balneários do Pará durante as festas de fim de ano.
G1-Pará

Banhos de ervas e festas marcam ano novo em Belém

Banhos de ervas e festas marcam ano novo em Belém (Foto: Marco Santos)
A erveira Dona Coló: no Ver-o-Peso, recomeçou a procura pelos banhos da sorte que prometem afastar males (Foto: Marco Santos)
O banho de cheiro, uma combinação de dez ervas típicas da Amazônia, é uma tradição que atravessa gerações e ultrapassa fronteiras territoriais. Muitas pessoas se deslocam de diversos municípios do Estado e do Brasil até o Ver-o-Peso em busca do famoso banho aromatizado utilizado na virada para o ano novo. 
Nas barracas das “erveiras”, as profissionais que fazem o manejo correto das ervas no Complexo do Ver-o-Peso, em Belém, os consumidores se aglomeram para receber as orientações detalhadas sobre o processo que é feito para tomar o banho no dia especial.
Mas não há segredo: basta seguir três passos para tomar o banho da virada e receber o ano novo com as energias positivas prometidas pelo preparado, conta a erveira Beth Cheirosinha. “O primeiro passo é tomar um banho de descarrego, que contém sete ervas poderosas que afastam o mau-olhado. Essa preparação tem que ser feita antes de meia-noite. Depois, é só diluir o banho de cheiro em ‘água em chama’ e jogar três cuias desse banho no corpo. E o terceiro passo tem que ser feito cinco minutos antes da meia-noite: é só defumar tudo que as energias negativas vão embora”, ensina. 

PARA TODOS OS FINS
As erveiras fazem o preparo do banho de cheiro, que é colocado em uma garrafa pequena do tipo pet com ervas que prometem dinheiro, sorte e amor.Depois são feitos os kits compostos com o ervas de descarrego, banho de cheiro e defumador, que são vendidos prontos para serem diluídos em água. 
Todos os anos, o produto é indispensável na casa da bancária de Belém Jamile de Freitas, de 28 anos. Ela, que já tinha comprado o banho de cheiro, aproveitou para levar também um preparado para o marido.
“O banho de cheiro não pode faltar. Todo ano a gente vem aqui para levar um. A sacola também já vai cheia de caranguejo e ainda vou levar uma garrafada de saúde para o homem”, sorria.
Não são apenas os paraenses que apreciam as combinações amazônicas. As ervas atraem gente de toda parte do Brasil, que ao visitar Belém sente curiosidade pelas tradicionais ervas do Ver-o-Peso. Alessandra Freitas, 36, veio de Manaus. Ao visitar o Ver-o-Peso, já sabia o que comprar. “Trouxe a família toda para levar alguma coisa do Pará. Já ouvimos falar muito das ervas e estou à procura de uma chamada ‘pau de quati’.”
Um dos integrantes da família de Alessandra saiu da Paraíba: Adjair da Silva disse que está confiante no preparado de “Viagra da Amazônia”. “Estou solteiro, mas depois desse banho vou encontrar minha alma-gêmea”, animou-se.
No último domingo, Dona Coló, outra erveira do Ver-o-Peso, preparou um banho de cheiro especial para jogar nas pessoas que estiveram no complexo de feiras. “Quem está sozinho pode vir tomar um banho da Tia Coló e vai atrair um amor bem rápido”, garantia com um sorriso maroto. Além do banho de cheiro, a erveira vende atrativos, banhos de limpeza e misturas específicas para o amor. 
O turista de São Luís do Maranhão Enivaldo Lucena, 39 anos, conhece bem a boa fama das ervas do Ver-o-Peso. “As ervas naturais da Amazônia têm história. O alecrim é um deles, que traz bem-estar. São muito atrativos. Além do banho de cheiro, vou levar umas ervas para jogar em casa, no escritório e na cabeça das crianças.”
(Diário do Pará)

Valesca Popozuda encarna Marilyn Monroe e mostra demais em show

image
Artista é traída pelo vestido durante apresentação de funk (AgNews)
A cantora Valesca Popozuda, 36, resolveu inovar em seu show e surgiu vestida de Marilyn Monroe na festa “Chá de Alice” que rolou na noite de sexta-feira (26).
No evento que aconteceu em uma casa noturna do Rio de Janeiro, a funkeira se caracterizou como a americana que roubou a cena na década de 1950.
Por causa do vestido branco esvoaçante, Valesca se descuidou e acabou mostrando parte do bumbum durante a sua performance no palco.
No show, a funkeira rebolou bastante com os seus bailarinos e levantou o público com os sucessos “Beijinho no Ombro” e "Eu Sou a Diva Que Você Quer Copiar".
image
Valesca agita público na festa “Chá de Alice” (AgNews)

Mega da Virada paga R$ 240 milhões

Mega da Virada  paga R$ 240 milhões (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
Sem sorteio realizado no último sábado pela Caixa Econômica Federal, as apostas exclusivas para a Mega-Sena da Virada poderão ser feitas em qualquer lotérica do país até as 14h do dia do concurso, na próxima quarta, 31 de dezembro. A Mega-Sena da Virada pagará este ano um prêmio estimado em R$ 240 milhões. 
Desde quinta-feira (25), todas as apostas para a Mega concorrerão ao superprêmio da modalidade, inclusive as feitas em volantes regulares, mas uma grande procura às casas lotéricas é esperada para esta última semana do ano.
A Mega da Virada é a mais popular das loterias especiais da Caixa Econômica Federal desde sua estreia, em 2009. Na ocasião, dois ganhadores dividiram o prêmio de R$ 144,9 milhões. Os sorteados da primeira edição do sorteio especial eram de Santa Rita do Passa Quatro (SP) e Brasília (DF).

NÃO ACUMULARÁ
Há um atrativo a mais no concurso especial das loterias da Caixa: o prêmio da Mega da Virada não acumula. Caso não haja ganhador com as seis dezenas sorteadas, o valor será dividido entre os que acertarem cinco números, e assim por diante.
A aposta mínima é de R$ 2,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país até as 14h do dia do sorteio, 31 de dezembro. Já bolões têm preço mínimo de R$ 10. O sorteio do concurso especial será realizado às 20h (horário de Brasília) com transmissão ao vivo pelas TVs abertas.
(Diário do Pará)

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Acidentes graves aumentam 21% no Pará durante o natal de 2014

Durante o período de 20 de dezembro a 25 de dezembro, foi registrado nas rodovias federais do estado, um aumento na taxa de acidentes graves (aqueles onde houve ao menos um ferido grave ou um óbito) em relação ao ano de 2013, da ordem de 21%. As informaçãoes foram divulgadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta sexta-feira (26), dentro do balanço parcial da operação de natal realizada no Pará.
Foi registrado também um aumento na taxa de mortalidade de 270% em relação ao mesmo período no ano anterior, já que em 2013 houve duas mortes e em 2014, seis pessoas vieram a óbito.
Dessas mortes, duas vítimas morreram em acidentes tipo colisão frontal, um condutor faleceu após uma queda de motocicleta, uma vítima por colisão transversal e em um só acidente de capotamento faleceram duas pessoas.
Dos acidentes registrados, 67% ocorreram na BR-316, sendo 63% entre os quilômetros 0 e 20, mas não havendo acidente fatal nesse trecho.
O mau comportamento dos condutores continua sendo o principal fator de risco para a segurança no trânsito nas rodovias federais paraenses, contribuindo para 72% das ocorrências de acidentes durante a operação.
A maioria dos acidentes foram do tipo colisão traseira, colisão lateral, colisão transversal, colisão frontal, saída de pista e capotamento.
Falta de atenção e alcoolimia
Os levantamentos das causas dos acidentes apontam que 26,78% deles ocorreram devido a falta de atenção do condutor e 30,57% devido o condutor não manter uma distância segura do outro veículo. As ultrapassagens em locais proibidos, a ingestão de álcool e dormir ao volante levaram os condutores a causarem a maioria dos acidentes fatais.
Durante as fiscalizações foram registradas 922 infrações de trânsito, sendo que 53 veículos foram retidos por apresentarem irregularidades na documentação e nos equipamentos obrigatórios e 19 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) foram apreendidas por estarem vencidas há mais de 30 dias ou apresentarem suspeitas de falsificação. Foram realizados 555 testes de etilômetro onde foram flagrados 23 condutores dirigindo sob efeito de bebida alcoólica, sendo que 16 deles foram presos por apresentarem nível de alcoolemia acima de 0,30 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.
As principais infrações registradas foram transitar com o veículo com licenciamento atrasado, ultrapassagem em local proibido, transitar pelo acostamento e estacionar em acostamento, veículo em mau estado de conservação, passageiro sem cinto de segurança e excesso de lotação.
G1-PA

Prefeito de Anajás festeja Natal entregando obras

A banda interpretou músicas que empolgaram o público
O Prefeito do município de Anajás, no Marajó, Vivaldo Mendes, realizou grande Festa de Natal do Município, que pela primeira vez aconteceu na Praça Alcides Pinheiro. O espaço foi reformado, recebeu iluminação de natal, câmera de segurança e internet de graça à população. O evento foi realizado ontem (25), à noite com grande público presente além de autoridades políticas e religiosas do município. Durante à programação várias atrações local se apresentaram como coral infantil e a banda composta pela maioria jovem do município, que se destacaram interpretando músicas natalinas. Na oportunidade o prefeito e seu vice entregaram aos moradores anajaenses várias obras concluídas pelo governo municipal.

Pararijos NEWS, com informações de Agnaldo Lobato (Diário de Anajá)

Coral Infantil outro destaque do evento natalino
A criançada também participou das brincadeiras
Nasser Salami vice prefeito agradeceu o apoio dos anajaenses
A praça ganhou luzes de Natal para ser palco da grande festa
Prefeito Vivaldo compartilhou tudo com seus irmãos anajaenses 

Crianças de Boa Vista, na ilha do Marajó, recebem presentes

Crianças felizes com presentes doados na Ação
A PREFEITURA DE SÃO SEBASTIÃO DA BOA VISTA através da Secretaria Municipal de Assistência Social encerrou ontem, (25), a Ação de Natal, percorrendo e distribuindo brinquedos às crianças do Furo Laranja, do Rio Tucupizinho, na Comunidade Nossa Senhora da Conceição, além da Vila Cocal. A criançada e as famílias boavistenses festejaram e economizaram ao mesmo tempo. Com a Ação de Natal da Assistência Social, a maioria dos rios, furos e igarapés foi visitado e contemplado. Para o próximo ano, espera-se dobrar o número de crianças atendidas pelo projeto e visitar todos os lugarejos de nosso município. Ver o sorriso estampado no rosto da nossa molecada é algo impagável. Na simplicidade e hospitalidade de nossa gente é que está o verdadeiro sentido da vida. FELIZ FESTAS DE FINAL DE ANO E QUE 2015 VENHA E SEJA REPLETO DE REALIZAÇÕES PARA TODOS NÓS. A GENTE MERECE.
Por Adrey Muller/ SSBV

Reunião para registrar o momento de felicidade
Natel é isso compartilhamento com sorriso de contentamento