Google+ Badge

sábado, 26 de dezembro de 2015

Especialista esclarece lei sobre divórcio

Especialista esclarece lei sobre divórcio  (Foto: Ricardo Amanajás/Diário do Pará)
Brenda Araújo, Advogada, especialista em direito da família. (Foto: Ricardo Amanajás/Diário do Pará)
O número de divórcios no Brasil cresceu mais de 160%, entre 1994 e 2014, apontam dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano passado, foram homologados 341,1 mil divórcios em todo o País, um salto significativo em relação a 2004, quando foram registrados 130,5 mil.

À primeira vista, pode-se imaginar que a preservação da família está em baixa. Mas quem entende do assunto diz que não é bem por aí. “As mudanças que facilitaram o processo estimularam o brasileiro a legalizar algo que já ocorria. Era comum o casal se separar e nunca legalizar o divórcio, por causa da burocracia”, pondera Brenda Araújo, advogada especialista em direito da família.

Para se ter uma ideia de como o processo se tornou mais simples, hoje há divórcios concluídos em semanas. Tudo graças à Emenda Constitucional 66/2010, que eliminou a necessidade de separação judicial prévia ao pedido de divórcio. Hoje, inclusive, é mais fácil e rápido se divorciar do que pedir a anulação da união. Em consequência, o processo também se tornou mais barato. “É essencial que se procure um advogado para que ele veja se o caso é mais apropriado à Justiça ou ao cartório”, diz Brenda. Ela concedeu entrevista ao DIÁRIO.

P: Ficou mais fácil se divorciar? Por quê?
R: Sim, bem mais fácil. A Emenda Constitucional, 66/2010 facilitou esse processo, ao simplificá-lo. Tirou algumas exigências para a separação judicial.

P: Ela tinha de ser de pelo menos 2 anos, certo?
R: Ou ficava o casal separado de fato por 2 anos, para poder pedir ao juiz a concessão do divórcio, ou o casal entrava com pedido de separação judicial. Aí, o processo ficava suspenso por 1 ano. Depois disso, em 1 ano podia ser concedido o divórcio. A emenda constitucional eliminou a figura da separação judicial e eliminou o prazo, por tabela. Então, hoje o casal pode casar em um dia e no dia seguinte pedir o divórcio. E o procedimento judicial, em si, foi simplificado. Não precisa mais aguardar nenhum prazo.

P: Mas não existe ainda a anulação de casamento?
R: Existe, mas é um instituto supercomplexo. Conseguir a anulação é mais complicado. Hoje, não vale mais a pena. Mais fácil é se divorciar. É mais rápido.

P: O divórcio ficou mais rápido do que a anulação?
R: Muito. E a anulação é vinculada a determinados e específicos casos que a lei elenca. Então, para se produzir prova de que você está enquadrado em um daqueles casos, fica mais complexo do que fazer o divórcio. Hoje, para você ter uma ideia, se o casal está em consenso pelo divórcio, dá para se divorciar em até três, quatro meses. Há juízes que dizem que, se o casal estiver de acordo, pode procurar sem nem agendar a audiência. E também, em 2007, teve a edição da Lei 11.441, que permitiu que os casais com filhos maiores de 18 anos se divorciem por cartório. Então, você nem precisa do processo judicial. Vai ao cartório e consegue fazer o divórcio diretamente por lá. Aí você vai me perguntar: quanto tempo? Muito mais rápido. Duas semanas, uma semana.

P: Essa redução de tempo tão drástica é geral?
R: Havendo consenso, sim. Se não tiver consenso, no caso do litígio, também se facilitou. Hoje o juiz pode conceder o divórcio de plano e seguir com o processo só no que tange à partilha dos bens. A gente começa o processo de divórcio, o juiz primeiro dá uma decisão que concede o divórcio e depois discute a partilha. Isso permite que o casal, as partes, possam se casar novamente, ainda na discussão da partilha.

P: O que veio primeiro? A mudança do comportamento do brasileiro ou na legislação?
R: Eu vejo que a mudança no comportamento inspirou a mudança na lei. Os dados que a Justiça levantou mostravam que os prazos concedidos para que se fosse dado o divórcio antes, de dois ou de um ano, não impediam que a separação ocorresse. Era uma determinação da Constituição, preservando a instituição da família. Quer dizer, quase forçando uma barra para que, talvez, nesse meio tempo, o casal voltasse. Quando vamos colocar no papel, o número de casais que reataram é minúsculo perto dos que prosseguiram. E o que esse procedimento complexo estimulava: que as pessoas se separassem de fato e não legalizassem o divórcio. E quando isso ia dar problema? Quando um dos dois morresse. Gerava problemas de direito sucessório, porque morreu casado no papel, mas separado de fato, e às vezes já tinha constituído nova família. Aí quem tem direito? A nova esposa ou a esposa anterior? Isso começou a gerar uma insegurança jurídica no direito sucessório. A simplificação do procedimento veio a ajudar nisso. Estimula que as pessoas legalizem a sua situação.

P: Você vê essa simplificação como um estímulo ao divórcio?
R: Acho que não. A partilha de bens ainda é muito sofrida, às vezes muito demorada. Então, se divorcia, rompe o vínculo conjugal, mas muitas vezes permanece por anos, na prática ainda está ligado à pessoa em uma situação judicial. Por isso, não vejo como estímulo.

P: As mudanças tornam a partilha mais simples?
R: Não. Ela permanece complicada. O que facilita é o rompimento do vínculo conjugal, que permite que as partes possam casar de novo. Isso já ajuda bastante.

P: O processo de divórcio vai ficar ainda mais simples?
R: As mudanças já foram bastante significativas. Haverá um incremento a partir do ano que vem, com a edição do novo Código de Processo Civil (CPC), que entra em vigor em março. Ele regulamenta o procedimento judicial como um todo, como deve caminhar, e determina que o juiz não deve medir esforços para conseguir a solução consensual. E que ele pode se valer de assessores técnicos para atuar na causa. Acho que a gente já está bem evoluído em relação a outros países mais tradicionalistas, como Itália e França. A Itália tem raiz extremamente católica e é um dos países que ainda não flexibilizaram o divórcio.

P: E ficou mais barato?
R: Ficou, quando a gente fala de divórcio no cartório. Quando você mede a relação tempo e custo, indo para a Justiça, você paga muito menos. Às vezes, a Justiça é gratuita se as partes não tiverem condições, mas leva-se mais tempo para resolver. No cartório, um casal que não possui bens consegue, com R$ 390, se divorciar. Esse valor pode chegar a R$ 27 mil para casais que tenham patrimônio estimado em valor acima de R$ 13 milhões. De maneira geral, reduziu o tempo e, como tempo é dinheiro, os valores estão bem acessíveis.

P: Qual o roteiro para o casal que busca um divórcio consensual? O que fazer?
R: O primeiro passo é buscar um advogado da área de família. Tanto na Justiça quanto no cartório, só se faz o procedimento com um advogado. Se a pessoa não tem recursos, pode buscar a Defensoria Pública. O advogado avalia se o caso é mais adequado à Justiça ou ao cartório. Pelo cartório é mais rápido. Dependendo do patrimônio, vale a pena.

P: A desburocratização aumenta os divórcios?
R: É muito fácil dizer que o brasileiro está se divorciando mais. O que acho que está acontecendo é que as facilidades que a mudança da legislação trouxe estão estimulando o brasileiro a legalizar o que já acontecia. Isso pode também estimular até o número de casamentos.

(Carolina Menezes/Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Embarque de bois vivos é autorizado


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) autorizou, na tarde da última terça-feira (22), o embarque emergencial de 50 mil bois no porto de Vila do Conde, em Barcarena. Assinada pelo titular da Semas, Luiz Fernandes, a autorização foi baseada no plano emergencial apresentado pela Companhia Docas do Pará (CDP), que administra o porto de Vila do Conde. Só que, conforme a Semas, cabe à CDP informar a data do embarque. No dia 6 de outubro, o navio Haidar, de bandeira libanesa, naufragou naquele porto. A embarcação transportaria cinco mil bois para a Venezuela. O acidente causou um desastre ambiental na região, prejudicando comunidades ribeirinhas de Barcarena e de Abaetetuba.
Dezenas de carcaças de bois foram parar na praia de Vila do Conde, causando um odor insuportável e mal estar aos moradores, que apresentam problemas de saúde. Por esse motivo, a praia foi interditada. Logo após o desastre, a Semas interditou temporariamente o exercício da movimentação de carga viva no porto da Vila do Conde, “tendo em vista a necessidade de apresentação imediata de um plano de contingenciamento de possíveis sinistros quando do transbordo da carga, o que será analisado pela equipe técnica do órgão”. A Semas aguardava um plano de contingência consistente para poder liberar novamente as atividades de carga viva no porto. Reportagens feitas por este jornal mostraram os prejuízos acumulados por comerciantes e ribeirinhos. Os primeiros, por causa da interdição das praias, não puderam exercer suas atividades. Já os ribeirinhos ficaram sem pescar, trabalho que garantia o seu sustento e o de suas famílias.  (Pararijos NEWS)

Parecer do BC atinge Cunha

 Eduardo Cunha pode ser alvo de nova denúncia, desta vez de evasão de divisas Eduardo Cunha pode ser alvo de nova denúncia, desta vez de evasão de divisas
O parecer do Banco Central apontando que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e sua mulher, Claudia Cruz, não declararam às autoridades brasileiras contas no exterior por 14 anos deve reforçar os indícios levantados pela Procuradoria-Geral da República para oferecer uma segunda denúncia contra o deputado ao Supremo Tribunal Federal (STF).
Investigadores da Lava Jato avaliam que o levantamento da autoridade monetária indicando crime de evasão de divisas por parte do deputado fortalece os documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça que motivaram a abertura do segundo inquérito no Supremo que investiga Cunha, a mulher e uma filha pela movimentação no exterior.
Procuradores acreditam que já reúnem elementos para oferecer denúncia por lavagem de dinheiro e evasão de divisas. No inquérito aberto pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato, o deputado é investigado ainda por corrupção. (Pararijos NEWS Breves-PA)

Bombeiro continua desaparecido após tempestade

Bombeiro continua desaparecido após tempestade  (Foto: Via/WhatsApp)
(Foto: Via/WhatsApp)
O Corpo de Bombeiros retomou no começo da manhã deste sábado (26) as buscas pelo sargento Silvestre, desaparecido desde o final da tarde de sexta-feira (25), após ter pulado de um bote que navegava próximo à ilha de Cotijuba, em Belém.
A ação de busca iniciou às 5h. Os bombeiros procuram pelo sargento com cinco embarcações, um helicóptero e apoio da Capitania dos Portos. Segundo a corporação, o trabalho deve seguir enquanto houver luminosidade, não terminando antes das 19h.
De acordo com o Centro Integrado de Operações (Ciop), o sargento estava com um colega em um bote quando a embarcação deu problema. Ambos pularam na água para escapar do frio provocado pela chuva e vento, quando foram levados pela correnteza. Silvestre então desapareu, enquanto o outro bombeiro conseguiu nadar até uma praia.
(DOL/Pararijos NEWS)

Contrato para Pedral deve sair em dois meses

Contrato para Pedral deve sair em dois meses (Foto: Divulgação)
O ministro dos Portos, Helder Barbalho, com o diretor do DNIT, Valter Casimiro (esquerda), e o prefeito de Dom Eliseu, Joaquim Neto. (Foto: Divulgação)
Além da assinatura do convênio que trata de recuperação das estradas no Estado, a audiência realizada em Brasília entre o ministro dos Portos, Helder Barbalho, o diretor do DNIT, Valter Casimiro, e o prefeito de Dom Eliseu, Joaquim Neto, tratou da retomada da obra de derrocamento do Pedral do Lourenço. Casimiro falou sobre o assunto ao DIÁRIO:

Em que processo está o edital da obra?
O edital teve de ser prorrogado em função da quantidade de questionamento das empresas interessadas no edital. O DNIT deu mais um prazo e no início de janeiro receberemos essas propostas. Acreditamos que haverá várias empresas interessadas nessa obra, tendo em vista a quantidade de perguntas e questionamentos que a gente recebeu. Elas pediram a composição, o detalhamento dos estudos feito pela projetista. O caderno de perguntas e respostas estava com aproximadamente 80 questionamentos.

Essa é uma obra histórica e importante para o Estado. Agora, ela sai do papel?
Tendo empresas interessadas e apresentando propostas válidas para o DNIT, acredito que, em mais 2 meses, a gente vai poder analisar todas as propostas e fechar contrato. O contrato tem a previsão de 5 anos. São 2 anos para estudos e projetos, e mais 3 anos efetivamente de obras. Assim, teríamos, no início de 2018, o começo das obras de derrocamento.

Qual o valor total da obra?
Serão cerca de R$ 600 milhões investidos, contando, também, a parte de estudos e de projetos.

(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

A volta de Anderson

Anderson Silva  volta a lutar após cumprir um ano de suspensão por dopingAnderson Silva volta a lutar após cumprir um ano de suspensão por doping
O aguardado retorno de Anderson Silva ao octógono já tem data para acontecer. Ex-campeão dos médios, Spider vai encarar Michael Bisping, dia 27 de fevereiro, na luta principal do UFC Londres. O anúncio oficial foi feito pela organização, através das redes sociais.
O confronto é especulado há anos no mundo das artes marciais. Inclusive, em setembro deste ano, quando esteve na Rússia para promover o Eurasia Fight Nights, o paulista afirmou que enfrentaria Bisping em abril, em evento que estava cotado para acontecer em Curitiba.
Originalmente escalado para enfrentar Bisping neste evento, Gegard Mousasi não está lesionado, segundo informações do site “MMA Fighting”. O atleta foi informado na última quinta-feira a respeito da situação e ele poderá integrar a co-luta principal. Informação do site Combate. (Pararijos NEWS)

Perícia confirma que mãe escreveu carta


Após meses de exames e testes em cinco laboratórios do Instituto Geral de Perícias do Rio Grande do Sul, a perícia diz que não restam dúvidas que a carta de despedida assinada pela mãe do menino Bernardo Boldrini foi mesmo escrita por ela. Mas a Polícia Civil ainda não descarta ainda a hipótese de assassinato. As informações são do portal G1.
Odilaine Uglione foi encontrada morta no dia 10 de fevereiro de 2010 em Três Passos, no Noroeste do estado, dentro do consultório médico do ex-marido, Leandro Boldrini, pai e acusado da morte do filho, também achado morto em abril de 2014. Na época, a polícia concluiu que foi suicídio. A investigação sobre o caso foi reaberta em maio, a pedido da família que sustenta a tese de homicídio.
Um perito particular, contratado pela família, disse que a carta encontrada na bolsa de Odilaine não era dela. Os resultados da nova perícia, porém, saíram agora.
Os peritos compararam a letra de Odilaine desenhada em vários documentos com a da carta que foi encontrada na bolsa. Apesar de laudos particulares terem indicado que a letra não era dela, os peritos explicam que ela variava a escrita de algumas letras.
“No mesmo texto ela escreve de uma forma, aqui de outra”, explica o diretor-geral do IGP, Cleber Müller. “Mais triangular, aqui mais redondado, mais alongado”, detalha.
Ao final dos exames e análises, os peritos foram taxativos. “É consenso de todos os peritos, sem a sombra de dúvidas que a carta foi escrita pela Odilaine Uglione”, sustenta Müller.
Os peritos também reconstruíram, em 3D, o crânio de Odilaine para saber se ela se matou, como concluiu o primeiro inquérito em 2010, ou se foi morta. Eles fotografaram o crânio dela em vários ângulos e levaram essas imagens para um computador. Fizeram várias simulações e traçaram uma linha a partir do local onde o projétil foi encontrado até o ponto de entrada.
A simulação revelou que o tiro também poderia ter sido disparado por uma segunda pessoa. “O exame mostra que poderia ter sido um suicídio, como poderia também ter uma segunda pessoa participado”, justifica.
Na investigação, a polícia também tenta saber se no dia da morte, Odilaine e Leandro entraram em luta corporal dentro do consultório. Para isso, os peritos compararam, pela primeira vez, o material genético encontrado debaixo das unhas dela, que ficaram guardadas por cinco anos em um laboratório, com o DNA do médico. E encontraram o cromossomo Y, que só os homens possuem.
“Ele é uma mistura de dois indivíduos do sexo masculino. O exame, por si só, não tem como afirmar que é do Leandro Boldirni”, completa.
Dos cinco laudos solicitados pela polícia, quatro já estão prontos. Falta apenas o da reconstituição feita na semana passada em Três Passos. (Pararijos NEWS)

Notas do Enem vão ser divulgadas dia 8

Candidatos esperam ansiosos o resultado do Enem Candidatos esperam ansiosos o resultado do Enem
Diante de centenas de apelos de estudantes feitos pelas redes sociais, o Ministério da Educação (MEC) comunicou em uma mensagem humorada publicada no perfil oficial do ministério no Facebook,  que as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vão sair no dia 8 de janeiro. “Nós entendemos a ansiedade de vocês e não poderíamos passar o Natal sem divulgar a data do resultado do Enem2015”, diz um “post presente” do MEC publicado nas páginas do ministério no Facebook e no Twitter. “Aproveitem as festas, dia 8 de janeiro está logo ali”.
Além da seleção para vagas em instituições públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com a nota do Enem, o estudante de baixa renda pode tentar uma vaga na educação superior por meio do programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudos em instituições particulares de educação superior.
O resultado do exame também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras e ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado ainda como certificação do ensino médio. (Pararijos NEWS)

Leão à caça de reforços


O Remo promete divulgar nesta sexta-feira (25) mais três jogadores para o elenco de 2016. Até agora, estão confirmados os volantes Alisson e Yuri Naves e o meia Marco Goiano, que tiveram seus nomes anunciados na última segunda-feira (21). O diretor Dirson Medeiros, que integra a comissão de futebol azulina, assegurou mais duas ou três contratações para esta semana ainda.
Em contato por telefone, Dirson Medeiros disse estar em negociação com os atletas, sem revelar seus nomes. Virou uma praxe do Remo fazer os anúncios dos reforços pelo site oficial, como aconteceu no começo da semana.
Ainda que o dirigente não confirme, o pré-contrato do Remo com o volante Michel e também com o lateral João Victor, jogadores que fazem parte da lista de reforços apontados pelo técnico Leston Júnior, é dado como certo nos bastidores da sede social do clube.
João Vitor, 27 anos, atuou pelo Figueirense, de Santa Catarina. Michel, de 34 anos, está sem clube desde o começo de 2015, mas estava jogando por clubes sociais no Ceará.
Outro nome é o do atacante Zulu, que vem sendo mencionado pelos azulinos. As negociações seguem numa linha favorável ao Remo, que desde 2014 sonha em ter o goleador no Baenão. Zulu marcou mais de vinte gols pelo Juventude (RS), e tem o perfil de goleador que o Leão Azul procura para superar a baixa efetividade de Aleilson, Kiros e Rafael Paty, apostas no setor na temporada passada. O trio já não faz parte do elenco.
Até agora, o Remo tem formando o ataque Léo Paraíba e Welthon, que são remanascente do grupo de 2015. Welthon, 23 anos, chegou ao Remo no meio do ano para a disputa da Série D, após ser um dos grandes destaques do campeonato paraense, defendendo o Tapajós. O atacante Welthon se caracteriza pela força física, técnica e velocidade. Foi o autor de um dos gols mais importantes para o Remo no ano, abrindo o placar no jogo do acesso contra o Operário (PR).
Já Léo Paraíba veio do futebol amazonense. Marcou dois gols. É jogador que se identifica com a torcida. E é rápido com a bola nos pés.
Segundo Dirson Medeiros, o Leão também precisa de um goleiro, além de dois laterais (esquerdo e direito) e um zagueiro. Na direita, Levy joga sozinho por enquanto. Mesmo sem contrato renovado, ele vai permanecer no Baenão, pois está apalavrado com o gerente Fred Gomes. Também são carências do elenco azulino um zagueiro, um volante, além de dois meias e mais dois atacantes. “Para começar o campeonato precisamos de 25 jogadores”, diz o diretor, que está apoiando André Cavalcante para a presidência do Leão.
Gramado do baenão servirá para a pré-temporada do time
O gramado do Baenão está quase pronto. Neste semana houve um teste de campo com um bate-bola, para que as condições fossem testadas. Segundo o engenheiro Paulo César Alves, o gramado ainda não está em boas condições, mas até o dia 20 de janeiro, conforme previsão da diretoria, o campo estará pronto para ser utilizado pelo técnico Leston Júnior. O Baenão, como lembrou Paulo Alves, servirá somente para treinos do Remo, especialmente para a pré-temporada. Para jogos oficiais, só no próximo ano. Todos os jogos do Leão Azul no Parazão serão realizados no Mangueirão.
Candidatos à presidência começam a fazer campanha em janeiro 
Consolidadas as inscrições de chapas para a eleição azulina, dia 23 de janeiro, os candidatos começam a fazer campanha. Na noite de terça-feira, André Cavalcante fez o lançamento da chapa “Sou Mais Remo” ao lado do vice, Fábio Bentes. Na mesma noite, Mileo Júnior e Milton Campos lançaram a chapa “Avança, Leão”. O ex-presidente Zeca Pirão, comandante da chapa “Remo, Acima de Tudo”, está trabalhando em sigilo. Pirão tem como vice Helder Cabral. Já o coronel Maroja tem Cláudio Pontes, vice-presidente, e lança na próxima segunda-feira (28) a chapa “Feliz Remo Novo”, numa churrascaria da cidade. Maroja, ex-diretor de campo e patrimônio, está tendo boa aceitação entre os eleitores azulinos.
A eleição presidencial do Leão Azul terá um gasto de R$ 10 mil com confecções de cédulas, mesários, fiscais, além de lanches e água. Mas o Remo não arcará com essa despesa, pois o advogado Ulisses Oliveira decidiu custeá-las. Ulisses, por dois anos foi diretor de futebol da base. (Pararijos NEWS)

Ana faz ceia sem excessos


Ana Paula Evangelista exibiu ontem o corpo voluptuoso em fotos de maiô e gorrinho vermelho. Nos bastidores do ensaio, a musa da Unidos da Tijuca contou que o Natal é uma data muito importante para ela. “O meu Natal, como todos os anos, faço questão de passar junto com a minha família, em momento de união, confraternização, amor e paz, nunca esquecendo o verdadeiro sentido que é Jesus”, falou.
Sobre a boa forma, Ana Paula disse que não teve tempo de se preparar tanto quanto gostaria para desfilar no carnaval. “Esse ano como não tive muito tempo para treinar e o carnaval é mais próximo, pedi a minha mãe que preparasse um menu light para mim com bacalhau e batata baroa para eu tentar manter a dieta que iniciei há pouco tempo. Ela também fez chester com arroz integral e nozes. Hoje, dia 25, sigo a mesma tradição de todos os anos e vou assistir a celebração de Natal na igreja da qual faço parte”, comentou ela, que desembarcou no Brasil recentemente e tem parcipado dos ensaios da agremiação da Tijuca. (Pararijos NEWS)

Motociclista cai de elevado na avenida Júlio Cesar

Motociclista cai de elevado na avenida Júlio Cesar (Foto: Via/WhatsApp)
(Foto: Via/WhatsApp)
Um motociclista caiu na manhã desta sexta-feira (25) do elevado Gunnar Vingren, que liga as avenidas Júlio Cesar e Independência, no bairro de Val-de-Cans, em Belém. Ainda não há informações sobre o estado de saúde da vítima.
Agentes da Superintedência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) estão no local, isolando a área. Agentes da Polícia Militar e uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) seguem ao local para prestar socorro.
Ainda não há informações sobre o que teria provocado a colisão da motocicleta com a mureta de proteção do elevado, mas testemunhas afirmam que não viram outro veículo se envolver no acidente.
(DOL/Pararijos NEWS)

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Lusa terá de pagar uma multa de R$ 8 mil ao Santos


A Corte Arbitral do Esporte (CAS), com sede na Suíça, deu parecer favorável ao Santos no procedimento contra a Tuna Luso Brasileira, que pleiteava o percentual de 0,6% do montante de R$ 23,9 milhões referente à transferência de Paulo Henrique Ganso do Santos para o São Paulo, fechada em setembro de 2012. Além da condenação, a Lusa terá que pagar os custos processuais e uma multa de CHF 2.000 (dois mil francos suíços), cerca de R$ 8 mil. (Pararijos NEWS)

Embarque de 50 mil bois não tem data

Embarque de 50 mil bois não tem data (Foto: Ney Marcondes/arquivo)
O Pará tem o maior rebanho de bois do norte do Brasil (Foto: Ney Marcondes/arquivo)
Tem capítulo novo na novela do embarque emergencial de 50 mil bois vivos que ainda depende das liberações necessárias para o embarque pelo Porto de Vila do Conde, em Barcarena, fechado desde outubro último, após o naufrágio do navio Haidar. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) liberou anteontem (22), a partida dos animais, mas ainda não há data certa para a realização do procedimento.
A Marinha do Brasil ainda não liberou o berço do rio e a própria Companhia das Docas do Pará (CDP), autoridade portuária local, espera documentações vindas dos armadores e da seguradora responsáveis pelo traslado. Com as festas de fim de ano, fica ainda mais difícil dar uma definição sobre o embarque.
Segundo o superintendente da Associação Brasileira de Exportadores de Gado (Abeg), Gil Reis, a demora não teve motivações excepcionais: exigências a serem cumpridas na área ambiental e de prevenção de acidente.

INFORMAÇÕES
Todas as partes envolvidas precisaram fornecer um determinado volume de informações a respeito do embarque, até mesmo a Abeg. “Isso foi sendo analisado, sentiram falta de algumas coisas que foram pedidas até chegar ao denominador comum”, explica, se limitando a representar o caráter institucional da Associação e sem entrar em quaisquer conotações políticas da situação.
As exigências feitas pela Semas, agora como parte envolvida do processo, 2 meses após o naufrágio do navio -com 5 mil cabeças de bois vivos a bordo-, ainda segundo Gil, não diferem muito de exigências que já eram feitas por outros órgãos e cumpridas pelas partes. “Quanto mais organizações envolvidas, melhor. Ficamos menos expostos a críticas”, argumenta.
SITUAÇÃO NO PARÁ
- O embarque de boi vivo pelo Pará representa 95% dos embarques brasileiros. Isso deixa o Brasil em 2º lugar no mundo no ranking, atrás da Austrália.
- A exportação de gado vivo é o 2º item da pauta de comércio exterior do Estado do Pará, ficando atrás apenas do setor de minério.
- O Pará tem mais de 100 mil propriedades rurais, cerca de 23 milhões de bovinos, o maior rebanho do Norte do País.
Fonte: Abeg
(Carolina Menezes/Diário do Pará/Pararijos NEWS)

CONCURSO: INSS lança edital com 950 vagas em todo país


O Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS, informou nesta quarta-feira, que vai abrir concurso público para 950 vagas em cargos de níveis médio e superior. Os salários são de quatro mil 886 Reais para nível médio e sete mil 496 Reais para nível superior. As oportunidades são em todos os estados, sendo que, cinco por cento das vagas são reservadas para pessoas com deficiência e 20 por cento para negros. Quem é formado em serviço social pode disputar o cargo de analista do seguro social. São 150 vagas disponíveis. Já para nível médio, as vagas são para técnico do seguro social com 800 oportunidades. O concurso vai contar apenas com provas objetivas. Vão ser 70 questões de conhecimentos específicos de cada cargo e 50 de conhecimentos em português, raciocínio lógico, noções de informática, Direito Constitucional e Administrativo e, legislação previdenciária. O Cebraspe, antigo Cespe/UnB, é a banca organizadora responsável pela seleção. Os interessados em concorrer podem se inscrever entre os dias quatro de janeiro e 22 de fevereiro pelo site: www.cespe.unb. As taxas de inscrição vão de 65 Reais a 80 Reais. (Pararijos NEWS)

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Canto Natalino do Coruja

Excepcionalmente hoje venho com vocês, em um dia atípico para a coluna, para vos desejar, de forma rápida e sincera, as mais francas congratulações por este dia tão aguardado e que está beirando a porta para os festejos. Não posso deixar de desejar aos leitores que me acompanham, e a todos que leem as notícias do Jornal Pararijós, um feliz natal recheado dos mais sinceros abraços, dos mais saborosos beijos e dos mais inspiradores sorrisos. Que suas comemorações venham nutridas de paz e alegria, e que neste dia, pelo menos neste dia, o caos que rege nosso cotidiano tire uma folga para contemplarmos melhor este momento tão querido. Agradeço ao aniversariante vindouro, por todas as minhas conquistas até agora, e por me presentear com a oportunidade de poder compartilhar minhas crônicas aqui, neste jornal tão querido pelos marajoaras. Que Jesus Cristo abençoe os lares que irão se reunir e comemorar o natal, mas que olhe também por todos aqueles que, pelos mais variados motivos, ficaram impossibilitados de ter um momento de comemoração com a família. Abraços e, novamente, um feliz natal! Renan Medeiros Canto do Coruja renanmedeiros_costa@yahoo.com.br

Arrecadação federal cai 17,3%


A arrecadação federal somou R$ 95,46 bilhões em novembro, queda de 17,29% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foi arrecadado um total de R$ 104,47 bilhões. Os números foram divulgados na quarta-feira, 23, pela Secretaria da Receita Federal.
Em todo o ano de 2015, até novembro, a arrecadação soma R$ 1,1 trilhão. Na comparação com o mesmo período de 2014 (R$ 1,07 trilhão), há um aumento nominal de 2,5% no valor arrecadado. Se descontada a inflação, porém, há uma queda real de 5,76%. Os valores considerados no balanço incluem impostos e contribuições federais, além de “demais receitas.”
Se considerados apenas os meses de novembro, a arrecadação em 2015 teve o pior resultado desde 2008, quando foram apurados R$ 88 bilhões. Já o volume de janeiro a novembro é o mais baixo desde 2010.
Em outubro, a arredadação teve o pior valor para meses de outubro desde 2009, quando chegou a R$ 103,35 bilhões. O governo arrecadou, em impostos e contribuições federais, além das “demais receitas”, R$ 103,53 bilhões – uma queda real de 11,33% sobre o mesmo mês de 2014.
O resultado da arrecadação é reflexo da desaceleração da economia brasileira. Comparando-se os meses de novembro de 2014 e 2015, houve queda de 11,2% na atividade industrial brasileira e de 11,8% nas vendas de bens e serviços. A retração da massa salarial, na mesma base de comparação, foi de 0,73%.
Consideradas as receitas administradas pela Receita Federal, a maior queda na arrecadação (- 85%) foi com parcelamentos especiais, de R$ 7,6 bilhões. Já a arrecadação com o Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ) e Contribuição Sobre o Lucro Líquido (CSLL) foi de 29,7%, ou o equivalente a R$ 4,39 bilhões.
SETORES
Considerados os setores da economia, a maior queda na arrecadação veio do setor de extração mineral: R$ 38,28%, o equivalente a R$ 2,46 bilhões, comparando-se o janeiro a novembro de 2014 com o mesmo período de 2015. No setor de rádio e televisão, a queda foi de 35,51%, ou R$ 1,99 bilhão.
O chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita, Claudemir Malaquias, destacou ainda a queda, de 9,26% (-R$ 1,34 bilhão), na arrecadação com as atividades de construção de edifícios. De acordo com ele, as “incertezas econômicas” levam menos famílias a comprar ou financiar imóveis, o que vem impactando esse setor.
Malaquias não informou a previsão para o desemprenho da arrecadação em 2016. Mas apontou que a expectativa da Receita é de que ela seja beneficiada por medidas de redução de renúncias fiscais nas folhas de pagamento, elevação de tributos de bebidas quentes (como uísque e vinho) e a possível aprovação, pelo Congresso, da volta da CPMF, conhecida como o “Imposto do Cheque”.
Além disso, ele apontou que as medidas do ajuste fiscal feito pelo governo federal devem levar à retomada da atividade econômica, via alta do consumo e dos investimentos.
“À medida que as ações da equipe econômica forem tomando corpo, a economia tem condições de se recuperar rapidamente”, disse. (Pararijos NEWS)

PF inclui o nome de Lula 18 vezes no interrogatório de Bumlai

A Polícia Federal lançou 18 vezes o nome do ex-presidente Lula no termo do novo interrogatório do empresário e pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do petista desde 2002. O interrogatório é o terceiro em série a que foi submetido
Bumlai desde que a PF o prendeu dia 24 de novembro na Operação Passe Livre, desdobramento da Lava Jato que investiga o emblemático empréstimo de R$ 12 milhões tomado pelo pecuarista junto ao Banco Schahin, em outubro de 2004 - o real destinatário do dinheiro foi o PT, segundo Bumlai. O inquérito é dirigido pelo delegado da PF Filipe Hille Pace.
PF inclui o nome de Lula 18 vezes no interrogatório de Bumlai | Foto: Patricio Murphy/ Brazil Photo Press / Folhapress/ CP MemóriaUm longo trecho do interrogatório, realizado na última segunda, é dedicado às relações do pecuarista com Lula, que teve seu nome registrado 18 vezes no termo. O Instituto Lula, criado pelo ex-presidente quando deixou o Palácio do Planalto, no início de 2003, foi citado três vezes.

A linha de questionamentos da PF a Bumlai revela que os investigadores buscam algum indício de envolvimento do ex-presidente e do PT nos negócios do pecuarista. Em todas as vezes em que a PF o indagou sobre Lula, o prisioneiro blindou o ex-presidente - como já o fizera nos relatos anteriores.

Sobre o capítulo Schahin, o pecuarista disse que o empréstimo foi negociado na presença do então tesoureiro do PT, Delúbio Soares - mais tarde réu e condenado no processo do Mensalão. A PF também questionou Bumlai sobre e-mail dele para o secretário da Embaixada do Catar em Brasília, em fevereiro de 2014, em que o pecuarista demonstra empenho em agendar uma reunião com o ex-presidente.

Indagado sobre se a presença de Delúbio Soares na sede do Banco Schahin representava para o ré-interrogando o interesse de Luiz Inácio Lula da Silva na realização do empréstimo, disse que não. "Na verdade, sua (Delúbio) presença traduzia o interesse do Partido dos Trabalhadores."

Que indagado 'se está tentando proteger figuras públicas de responsabilidade no episódio, tais como o ex-presidente da República e outros dirigentes do Partido dos Trabalhadores, tais como seu presidente à época José Genoíno, respondeu que não está tentando proteger ninguém'.

Que indagado 'se se sentiria constrangido em não atender a uma solicitação do então presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, disse, em suas palavras: "que solicitação ele poderia me fazer? Ele não precisava de mim para nada. Acho que ele não me pediria nada. Ele tinha as pessoas de confiança dele. Eu não era uma pessoa assim."

Que indagado 'se seria uma pessoa de confiança de Luiz Inácio Lula da Silva, disse acreditar que sim, exceto em assuntos relativos a negócios'.

Que indagado 'se, em verdade, o suposto constrangimento que sofreu não advinha do fato de que o pedido para que o ré-interrogando tomasse o empréstimo em prol do Partido dos Trabalhadores teria partido do então presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva ou de outros dirigentes da agremiação política, respondeu negativamente'.

Que indagado 'se realmente nunca tratou de questões comerciais ou políticas com Luiz Inácio Lula da Silva, respondeu que não'.

Que perguntado 'se exercia funções de secretário de Luiz Inácio Lula da Silva disse que não'.

Que perguntado 'sobre a forma de comunicação que mantinha com Luiz Inácio Lula da Silva disse que entrava em contato através do número de sua esposa'.

Que 'pelo que o re-interrogando sabe Luiz Inácio Lula da Silva nunca possuiu um número de celular próprio'.

Que 'durante os anos de 2014 e 2015, não repassou qualquer demanda de interessados em solicitar reuniões, palestras e outros pleitos a Luiz Inácio Lula da Silva'.

Que 'indagado novamente se confirma que nunca tratou de assuntos comerciais ou políticos com Luiz Inácio Lula da Silva respondeu que, além do caso narrado acima (e-mail da Embaixada do Catar), não se recorda de outros episódios, contudo, gostaria de esclarecer que não possui relações comerciais com Lula'.

Que 'indagado qual o motivo que a autoridade policial tem para acreditar na versão dos fatos dado pelo ré-interrogando se ele continua a omitir e mentir sobre fatos relevantes para a investigação, respondeu que o caso anterior (Embaixada do Catar) reflete a necessidade de elucidação de fatos que chegam ao conhecimento das autoridades com o avançar das investigações'.

Que 'gostaria de afirmar que não existirão tantos outros fatos a serem elucidados'.

Que 'considerando que, no entender da autoridade policial, o ré-interrogando faltou com a verdade ao afirmar que nunca tratara de assuntos comerciais e políticos com Luiz Inácio Lula da Silva, indagado se confirma que nunca conversou com o ex-presidente sobre o problema que enfrentava com a Schahin, disse que nunca conversou sobre este tema com ele'.

Que 'indagado se mantém sua última afirmação, uma vez que lhe foi demandado que dissesse se tem certeza sobre o fato de que nunca tratou de seu empréstimo com Lula, disse que acredita e que tem quase certeza de que nunca tratou deste tema com o ex-presidente'.

O Instituto Lula não comentou. (Pararijos NEWS)

Breves-Marajó-Pará-Brasil-Mundo


Saída para o Natal deixa trânsito lento na BR-316

Saída para o Natal deixa trânsito lento na BR-316 (Foto: Reprodução / Twitter)
De acordo com a PRF, em frente a barreira, em Ananindeua, o fluxo de veículos está intenso, mas por enquanto fluindo. (Foto: Reprodução / Twitter)
A saída para o feriado de Natal deixou o trânsito complicado na rodovia BR-316, sentindo Belém - Ananindeua na tarde desta quarta-feira (23). Os motoristas que precisam trafegar na via terão que ter muita paciência, já que o engarrafamento está sendo registrado desde o elevado do Entroncamento.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou o aumento no fluxo de veículos no período da tarde.
Ainda de acordo com a PRF, em frente a barreira, em Ananindeua, o fluxo de veículos era intenso, mas estava fluindo.
(DOL/Pararijos NEWS)

Decreto pode beneficiar condenados no Mensalão

Decreto pode beneficiar condenados no Mensalão (Foto: Divulgação)
O beneficiado fica livre de cumprir o restante da pena e de outras medidas judiciais, como se apresentar à Justiça periodicamente. (Foto: Divulgação)
Um decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff, chamado de indulto natalino, publicado nesta quinta-feira (24), pode beneficiar condenados pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no mensalão, como o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil), os ex-deputados João Paulo Cunha (PT-SP), Valdemar Costa Neto (PR-SP), o delator do esquema Roberto Jefferson e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares.
Pelas regras do indulto, o beneficiado fica livre de cumprir o restante da pena e de outras medidas judiciais, como se apresentar à Justiça periodicamente.
O indulto está previsto na Constituição e é tradicionalmente concedido pelo presidente da República no Natal e leva em consideração critérios que são pré-estabelecidos pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, ligado ao Ministério da Justiça.
Entre as regras para o perdão estão cumprimento da pena em regime aberto, condenações menores que oito anos, não reincidentes e se reincidentes, desde que tenham cumprido um quarto da pena.
No caso do mensalão, os políticos, que estão presos desde novembro de 2013, poderão ser beneficiados, segundo advogados, porque tiveram penas inferiores a oito anos, estão em regime aberto e já cumpriram cada um mais de dois anos de pena.
A concessão do benefício não é automática. Os advogados de cada um dos condenados terão que requerer o indulto à Justiça. No mensalão, o ministro do STF Luís Roberto Barroso, relator da execução das penas do caso, vai analisar se os requisitos estão preenchidos.
CONDENADOS
O ex-ministro José Dirceu foi condenado no mensalão a 7 anos e 11 meses de prisão e cumpria prisão domiciliar quando acabou preso novamente a pedido da Justiça do Paraná por suposta participação no esquema de desvios de recursos da Petrobras. O petista ainda não foi condenado neste caso, que aguarda sentença do juiz Sergio Moro, portanto, não é considerado reincidente.
O ex-deputado José Genoíno (PT-SP) e o ex-tesoureiro do ex-PL (atual PR) Jacinto Lamas, condenados no esquema, já receberam o benefício do Supremo, tendo penas extintas, e, atualmente, são considerados homens livres.
A maioria dos condenados no mensalão, esquema de desvio de recursos públicos para compra de apoio político no Congresso no início do governo Lula, está fora da cadeia.
Continuam presos em regime fechado o operador do esquema, o publicitário Marcos Valério de Souza, seu ex-sócio Ramon Hollerbach e o ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato.
Entre os políticos, só continuam presos Dirceu e o deputado Pedro Corrêa (PP-PE), que são acusados de envolvimento com o petrolão. Corrêa já foi condenado a 20 anos e sete meses de reclusão pelo juiz Sergio Moro.
(Agência Brasi/Pararijos NEWSl)

Clube do Remo anuncia os primeiros reforços para 2016

Foto: Reprodução/ facebook.com/RemoOficialFoto: Reprodução/ facebook.com/RemoOficial
O volante, Alisson, 29 anos, disputou a Série B pelo Macaé em 2014. O mineiro tem passagens pelo Caxias do Sul e Paysandu, no ano de 2011. O também volante Yuri, 25 anos, chega para ser mais uma opção na posição. Seu último clube foi o Joinville, que disputou a primeira divisão do Brasileiro. Seu maior destaque foi na histórica campanha da Caldense no Campeonato Mineiro de 2015, quando a equipe foi vice-campeã.
O meia Marco Goiano, 29 anos, é canhoto e chega para ser mais uma opção para o meio campo azulino. O atleta teve passagens de destaques por times como o Macaé e o Tupi, onde trabalhou com o novo técnico do Leão, Leston Júnior. (Pararijos NEWS)

Tonico Pereira fala sobre fotos de orgia com drogas na web


Tonico Pereira levou um susto nesta terça-feira (22). O ator de 'A regra do jogo' foi alvo de supostas fotos onde ele aparece em uma festinha particular regada a drogas e bebidas na companhia de três mulheres. O ator confirmou que é ele nas imagens, mas que tudo não passa de uma gravação. 'Eu estou p... da vida. Essas fotos foram tiradas, no domingo, durante a gravação do clipe do Marcelo Yuka. Aí tiram o contexto e fica parecendo algo que eu não sou. Eu sou um ator', disse ele.
Segundo ele, a maior preocupação é com a sua família. 'Eu estou em casa e minha mulher ainda não sabe. Mas esse não é o problema porque ela sabe que eu estava trabalhando. Mas eu tenho família, filhos... Eles trazem amigos para casa. Vou ter de ficar explicando para os pais deles que não sou nada desse tipo e que a imagem foi descontextualizada. É muito chato'.
O ator ainda afirmou que pensa em processar. 'Eu quero processar, sim. Eu não sei quem vazou as fotos, mas vou atrás para tentar descobrir. Se der espaço e tiver informações, eu penso sim. É uma situação muito desagradável'. (Pararijos NEWS)

Sufoco na corrida para os balneários


O começo da noite de quarta-feira (23), antevéspera do Natal, foi de sufoco para condutores de veículos nos principais corredores de tráfego de Belém, principalmente no eixo formado pela avenida Almirante Barroso e rodovia BR-316. Um engarrafamento de cerca de quatro quilômetros ocorreu na pista da Almirante Barroso de saída de Belém, do cruzamento da avenida Dr. Freitas até a frente do Shopping Center, na fronteira com Ananindeua. Na BR-316, na altura da Barreira da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Ananindeua, houve engarrafamento de veículos por cerca de um quilômetro de extensão. Até o começo da noite, não houve acidentes na BR.
Já a pista da BR-316, no sentido de entrada de Belém, registrou engarrafamento de cerca de três quilômetros. Por volta das 19h30, havia filas de carros na saída de Belém, demonstrando que o movimento de saída da capital paraense mostrava-se superior ao de uma quarta-feira normal, ou seja, o aumento e concentração de veículos nos corredores de tráfego se deveram em grande parte ao deslocamento de quem vai passar o Natal fora de Belém e, ainda, pelo fato de que muitos caminhões circularam ao lado de ônibus urbanos e de viagem nas vias. A PRF monitora a a circulação de veículos nas rodovias federais no Estado.
A pista do retorno de ônibus, às proximidades do Castanheira, esteve repleta desse tipo de veículos. Para fazer o percurso de São Brás até o Entroncamento, um condutor de carro particular levou 40 minutos. O curioso é que este condutor seguiu pela avenida João Paulo II, já desviando da Almirante Barroso já engarrafada.
Houve também sufoco para motoristas, motociclistas e ciclistas na rodovia Augusto Montenegro, onde o trânsito está todo alterado, principalmente de ônibus urbanos com desvios de trajeto, por causa das obras do projeto Bus Rapid Transit (BRT), a cargo da Prefeitura de Belém. As avenidas Centenário e Independência também registraram fluxo intenso de veículos, sobretudo, no final da tarde e começo da noite, na volta para casa.
Alguns motoristas informaram que o trânsito nas vias do Centro de Belém mostrou-se mais complicado que o usual, por causa do deslocamento de consumidores em massa para shopping centers e lojas do centro comercial. A preocupação de condutores de veículos e passageiros é com relação ao deslocamento de belenenses para as festas de passagem de ano em cidades do interior do Estado, o que deverá congestionar de novo os corredores de tráfego de Belém. (Pararijos NEWS)

PF indicia quadrilha que atuava em ministério de Helder

Foto: Arquivo (O Liberal)Foto: Arquivo (O Liberal)
Treze investigados estão presos preventivamente. Entre eles, o ex-secretário-executivo do extinto Ministério da Pesca, Clemerson José Pinheiro, e o ex-superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Santa Catarina, Américo Ribeiro Tunes, custodiados em Porto Alegre.
Em 2014, Clemerson José Pinheiro ocupou o cargo de diretor do Departamento de Registro da Pesca e Aquicultura do ministério, que era comandado por Hélder Barbalho, hoje ministro da Secretaria Geral dos Postos. A pasta foi incorporada em outubro deste ano pelo Ministério da Agricultura, comandada por Kátia Abreu. Américo Tunes era o número 1 do Ibama no Estado.
Segundo a PF, foram responsabilizados 90 investigados, em aproximadamente 450 indiciamentos: 55 por corrupção ativa, 77 por corrupção (nas modalidades passiva e privilegiada), 98 por crime ambiental, entre outros crimes. Do total de indiciados, 27 eram servidores públicos.
"No dia 27 de novembro, a Polícia Federal já havia encaminhado o Relatório Final do Inquérito Policial, abrangendo mais de 30 casos criminosos, muitos divididos em diversos subfatos, distribuídos em conformidade com o núcleo de atuação na engrenagem delitiva. Cada subfato conteve a individualização da conduta dos investigados em conformidade com as provas reunidas durante um ano de operação e a participação nos eventos analisados na investigação”, informa nota da PF.
No curso da operação, foram constatados, segundo a Polícia Federal, crimes ambientais e ilícitos administrativos, gerando um dano ambiental estimado pelo Ibama em mais de R$ 5 bilhões. As diligências policiais resultaram em apreensões em decorrência da constatação da prática da pesca ilegal. No total, foram apreendidas aproximadamente 250 toneladas de peixe, cujo valor comercial passa de R$ 3 milhões.
Segundo a PF, servidores públicos, armadores de pesca, representantes sindicais e intermediários, mediante atos de corrupção, tráfico de influência e advocacia administrativa, atuavam concessão ilegal das permissões emitidas pelo Ministério da Pesca. Investigadores apontam que muitas das embarcações licenciadas irregularmente não possuíam os requisitos para obter autorização. (Pararijos NEWS)

Pará terá 11,89% das vagas do concurso do INSS

O Estado do Pará terá 11,89% de vagas reservadas para concurso público do Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS).  Das 950 vagas, os paraenses terão 113 vagas disponibilizadas no concurso. Desse montante, 42 cargos são destinados ao nível superior para analista do seguro social e 71 cargos de nível médio para técnico do seguro social.
O edital, publicado nesta quarta-feira (23), informa que os salários são de R$ 4.886,87 e R$ 7.496,09, respectivamente. O Cebraspe, antigo Cespe/UnB, é a organizadora responsável pela seleção.
As inscrições devem ser feitas de 4 de janeiro a 22 de fevereiro de 2016 pelo site www.cespe.unb.br/concursos/inss_2015. A taxa é de R$ 65 para nível médio e R$ 80 para nível superior. (Pararijos NEWS)

Anitta sensualiza em barco


Anitta deixou seus seguidores babando com os vídeos publicados em seu Snapchat. Isso porque a cantora sensualizou ao lado do humorista Marcus Majella durante passeio de barco com amigos. Na sequência de vídeos, eles dançam ao som de músicas que foram sucesso nos anos 1990.
Além das dancinhas, o que chamou atenção foi a ótima forma de Anitta. A poderosa usou biquíni cortininha e com franzido que dá uma arrebitada no bumbum.
No dia de premiações do “Domingão do Faustão”, Anitta se surpreendeu ao vencer Claudia Leitte e Ivete Sangalo na categoria melhor cantora do “Melhores do ano”. “Fiquei muito surpresa e emocionada”, disse ela ao site “Ego”. (Pararijos NEWS)

Natal terá Lua Cheia pela primeira vez desde 1977

Natal terá Lua Cheia pela primeira vez desde 1977 (Foto: Divulgação/Nasa)
(Foto: Divulgação/Nasa)
Neste ano o Natal será de Lua Cheia. Isso não acontece desde 1977 e voltará a ocorrer apenas daqui a 19 anos, em 2034, segundo a Nasa, a agência espacial americana.

A Lua Cheia de dezembro, que é a última do ano, é chamada no hemisfério norte de Lua Cheia Fria. Isso porque ela ocorre no começo do inverno naquela região.

Segundo a Nasa, o pico da Lua Cheia no dia de Natal será às 6h11 no horário de Nova York, 9h11 pelo horário de Brasília.

“Quando nós olhamos para a Lua numa ocasião dessas, vale lembrar que a Lua é mais do que um corpo celeste vizinho”, diz John Keller, cientista da Nasa em comunicado. “A história geológica da Lua e da Terra são intimamente ligadas, de modo que a Terra seria um planeta totalmente diferente sem a Lua”.
(DOL/Pararijos NEWS com informações do Brasil Post‎)

Noiva vira hit na web ao chegar para o casamento dentro de ônibus em SP

Nada de limusine ou carro importado. Uma noiva de Praia Grande, no litoral de São Paulo, chegou ao próprio casamento de ônibus. O jeito inusitado e sem 'pompa' faz parte da própria história do casal, que se conheceu há cinco anos quando trabalharam juntos em uma empresa de ônibus responsável pelo transporte público entre as cidades da Baixada Santista. A cena foi gravada em vídeo, postada em uma rede social e compartilhada milhares de vezes.
Rodrigo Aragão, de 33 anos, é motorista da linha 939, que circula na área Continental de São Vicente. Já Cássia Lucena, de 28 anos, vendia passes na mesma companhia e hoje atua em outra área.
Casal posou para foto dentro de ônibus durante cerimônia de casamento (Foto: Arquivo Pessoal) 
Casal posou para foto dentro de ônibus durante
cerimônia de casamento (Foto: Arquivo Pessoal)
Depois de cinco anos de relacionamento, o casal decidiu oficializar a união com o casamento religioso. Além dos detalhes da festa, os dois queriam algo diferente para a entrada da noiva na Igreja. "Como eu sou motorista há seis anos e nos conhecemos na empresa, sugeri dela entrar de ônibus. Nem eu confiei tanto na ideia, mas ela gostou e foi corajosa de aceitar", brinca.
Para que a sugestão se tornasse realidade, Aragão conversou com outros funcionários da empresa e perguntou para a chefia da Viação Piracibana sobre a possibilidade de usar um dos veículos da companhia no dia do casamento. Como o pedido foi feito três meses antes do casório, o casal acabou ficando sem resposta na época.
"O pessoal da chefia não sabia se daria para liberar ou não, mesmo com antecedência. Na semana do casamento, consegui confirmar. Pedi o ônibus emprestado uma horinha apenas para a cerimônia e liberaram", recorda o motorista.
Noivos celebram união em Praia Grande, SP (Foto: Arquivo Pessoal)Noivos celebram união em Praia Grande, SP (Foto: Arquivo Pessoal)
A cerimônia foi realizada na noite do último sábado (19), na Igreja Berseba de Praia Grande. O motorista escolhido para conduzir a noiva foi também um colega de trabalho de Aragão. Segundo ele, a maioria dos convidados não sabia da surpresa. Ele acredita que o amor entre os dois seja maior do que qualquer luxo, por isso fez a sugestão.
"Eu faria tudo de novo. Algumas pessoas acharam legal e outras não. São opiniões e nós respeitamos, mas o que importa é que tudo isso tem ligação com a nossa história e também é uma forma de valorizar o transporte público, porque as pessoas gostam de falar mal", acrescentou.
Lua de Mel
Após a cerimônia e já casados, os dois partiram para lua de mel. Mas se engana quem pensa que eles foram de ônibus. A viagem de pouco mais de 4h até Ilhabela, no litoral norte do Estado, foi feita de carro. "Essa tinha que ser de carro né? Só tínhamos três dias para aproveitar e foi muito bom", conclui.
(Pararijos NEWS)
Casal dentro de ônibus acompanhado das damas de honra (Foto: Arquivo Pessoal )Casal dentro de ônibus acompanhado das damas de honra (Foto: Arquivo Pessoal )

Comendo bem: evite exageros na ceia de Natal

Comendo bem: evite exageros na ceia de Natal (Foto: Ricardo Amanajás/Diário do Pará)
A nutricionista Vanessa Lourenço indica o consumo de frutas. (Foto: Ricardo Amanajás/Diário do Pará)
A ceia é, literalmente, um momento delicioso da confraternização natalina. Para muitos, é hora de deixar a dieta de lado, nem que seja nessa época do ano. Mas, se você não quiser chorar os prejuízos depois, é preciso cautela. É o que alerta a nutricionista Vanessa Lourenço, que deu valiosas dicas para aproveitar a festa com uma alimentação regrada, sem deixar de aproveitar as delícias da culinária da época. “Moderação é a palavra”, definiu Vanessa. Segundo a nutricionista, para conseguir o equilíbrio na ceia de Natal, o ideal é que a pessoa faça uma refeição logo no início da noite, levando em conta que a ceia é sempre mais tarde. “É ideal comer uma salada de frutas, por exemplo, antes de visitar os familiares”, orientou a especialista. Dessa forma, é possível saciar parcialmente a fome e conseguir a moderação na hora da ceia, segundo Vanessa.

As frutas são os alimentos natalinos mais bem indicados para quem quer manter a alimentação balanceada. “Temos as frutas natalinas, como a castanha, a ameixa e o pêssego, que têm gordura de boa qualidade, ômega 3, selênio, fibras”, salientou a nutricionista. Vanessa pontuou que investir no consumo das frutas logo no início da festa deve garantir saciedade para evitar exageros na hora do prato principal.

Na hora da ceia, o ideal, segundo a nutricionista, é escolher apenas uma opção de prato (Ex.: peru, frango, salpicão) e complementar com a salada. Para a sobremesa, prefira as frutas ao invés de chocolate. “Se tiver a opção de uma salada de frutas, prefira. Sobremesas com iogurte, ao invés de caldas de chocolate também”, orientou Vanessa. “Não deixe de confraternizar e degustar das delícias da ceia de Natal, desde que seja com moderação”, concluiu.

(Gerllany Amorim/Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Coronel Nunes fala sobre novos rumos da carreira

Coronel Nunes fala sobre novos rumos da carreira (Foto: Bruno Carachesti/Diário do Pará)
(Foto: Bruno Carachesti/Diário do Pará)
Com 77 anos, sendo 40 deles militando no esporte, o presidente Antônio Carlos Nunes de Lima, da Federação Paraense de Futebol (FPF), pode assumir a qualquer momento o posto mais alto do comando do futebol nacional: a presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Eleito vice-presidente da entidade recentemente, sucedendo José Maria Marin, preso nos Estados Unidos, Nunes, por ser o mais velho entre os vices da entidade, seria o sucessor do presidente Marco Polo Del Nero, caso este venha a renunciar ao cargo para se defender no processo por corrupção a que responde na justiça. Neste bate-papo com o Bola, Nunes fala de vários assuntos, do posto de vice da CBF a sucessão na FPF. Ele comenta a atitude de Delfim Peixoto, presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF), que contestou sua eleição chamando-a de golpe, fala de Dunga e outros temas, evitando se aprofundar no caso de Del Nero, segundo ele, “por desconhecer o processo” no qual está envolvido o mandachuva da CBF. Acompanhe os tópicos mais importantes da conversa.

VICE-PRESIDÊNCIA

“Foi uma reviravolta na minha vida. Dentro de um mês aconteceu tudo isso, todas essas surpresas. Não esperava por nada disso. De repente dois presidentes de grandes federações, sem demérito às demais, a do Rio e a de São Paulo, por intermédio do Rubens Lopes e Reinaldo Bastos, respectivamente, entenderam que eu seria a pessoa mais adequada para ocupar a vaga do (José Maria) Marin (preso nos Estados Unidos). São 27 federações e apenas três acharam por bem não votar em mim pelas razões deles, mas nada disso me melindrou. Tive o apoio de grandes clubes de São Paulo e do Rio, de onde apenas o Flamengo não compareceu para votar. Mas é o exercício pleno da democracia. Dos 55 votos tive 44, o que é um número bem expressivo”.

DELFIM PEIXOTO

“Sempre tive um bom relacionamento com o Delfim, que defende o ideal dele. Só que ele viu que com a minha entrada no páreo, as chances dele iriam diminuir. Com a minha eleição, passei a ser o primeiro na linha sucessória a hora que o Marco Polo Del Nero (presidente licenciado da CBF) tiver de sair. Isso é estatutário. O Delfim é um grande amigo. Este ano mesmo ele esteve aqui para participar de uma palestra e chegamos a sair para almoçarmos e até fomos ao Mosqueiro. Mas ali na eleição cada um defendia o seu ideal”.

MARCO POLO DEL NERO

“Por ser amante do Direito aprendi que só posso me manifestar tendo conhecimento dos autos do processo que envolve o Del Nero. Como não tenho esse conhecimento não posso me manifestar. É aquele negócio do conhecimento de causa. Estava ausente da CBF e, portanto, não sei de nada dessa situação. Agora não, estando mais ligado à entidade pode ser que eu possa saber alguma coisa. O caso do Del Nero sequer está sendo tratado pelo jurídico da CBF. Por isso é um pouco difícil saber detalhes do processo, que está nas mãos dos advogados do Del Nero”.

CRÍTICAS DA IMPRENSA

“Foi bastante dolorido ouvir tanta crítica preconceituosa da imprensa do Rio e de São Paulo, principalmente. Eles só aceitam elogiar o presidente da CBF se ele for de um desses estados. Se foi de outra região, como o Norte, por exemplo, eles não aceitam. Não é assim que a coisa funciona. Depois de ter sido eleito olhei na cara de cada um desses repórteres. Acho que a nossa imprensa tem de aprender a defender mais o seu torrão. Nós, nortistas, somos muito discriminados lá fora”.

BENEFÍCIOSPARA O NORTE

“Antes eu era um dos reclamantes, agora estou no lugar daquele que ouve as reclamações. Essa questão de trazer benefícios para a nossa região será bem estudado por mim. Já recebo cobranças de federações da região, com alguns presidentes lembrando o que nós aqui do Pará, por sermos dessa região, sofremos na pele, que é certo desprezo. Na função de vice ainda não posso tomar decisões, mas assumindo vou procurar tratar todos os filiados com justiça. Vou chamar os dirigentes do Norte e de outras regiões e pedir que eles apresentem propostas. Isso vai nos permitir olhar para o Norte sem que as demais regiões sejam feridas em seus interesses também. Nós não queremos vantagens, mas queremos tratamento igualitário”.

JOSÉ MARIA MARIN

“Lamento pelo fato de conhecer o Marin e ser um senhor de mais de 80 anos (tem 83 anos) e hoje estar recolhido à prisão domiciliar nos Estados Unidos. O Marin esteve aqui em Belém por causa do legado da Fifa. É triste ver a situação dele. Espero que o Marin consiga resolver essa questão que envolve questão financeira, que nos Estados Unidos, como a gente sabe, é muito difícil. Lá é tudo baseado no dinheiro, como comprova a multa que o Marin teve de pagar”.

DUNGA

“Conheço o Dunga há bastante tempo. Ele esteve comigo na Copa das Confederações, na África do Sul. É um técnico sério e muito trabalhador. É um treinador que não gosta de corpo mole. Nos treinos ele cobra mesmo. Sempre gostei dele, que é um grande líder. Um profissional certo para a seleção brasileira. Fui muito questionado sobre a presença do Dunga na seleção, mas sou apenas um vice-presidente e não decido nada neste momento. Por isso, quando me perguntaram lá no Rio qual o melhor treinador do futebol brasileiro eu disse que era o Dado Cavalcanti (do Paysandu). Se eles me pedissem a revelação, estava pronto para responder: Cacaio (risos). O que eles queriam era me obrigar a falar em outro treinador para a seleção”.

SUCESSÃONA FPF

“O nosso estatuto (da Federação Paraense de Futebol) é omisso nessa questão. Mas, por analogia, nós acompanhamos a CBF, com o mais velho dos nossos dois vices, que são o Maurício Bororó e o Adelson Torres, assumindo. Neste caso, assume o Adelson. Mas não pretendo me afastar totalmente da federação, caso eu venha a assumir a CBF. Digo isso pelo fato de que muitos dos contratos da entidade levam a minha assinatura e, portanto, as prestações de contas estão sob a minha responsabilidade e isso não se transfere”.

(Nildo Lima/Diário do Pará/Pararijos NEWS)

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Empresa com voos no Pará suspende operações

Empresa com voos no Pará suspende operações (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) suspendeu, a pedido da própria companhia, as operações regulares da Sete Linhas Aéreas para o transporte de passageiros e de cargas. A suspensão terá início no dia 1° de janeiro de 2016 e valerá por tempo indeterminado para todas as rotas operadas pela empresa – cujos voos ligam as capitais do Pará, Maranhão, Tocantins, de Goiás e do Distrito Federal a alguns de seus municípios.
A decisão não afeta os serviços prestados na modalidade táxi-aéreo, feita pela Sete Táxi Aéreo.
Na manifestação em que pede à Anac a suspensão temporária das suas operações regulares, a Sete diz que, durante o período, fará estudos para a substituição de aeronaves e para readequação de sua malha aérea.
Em nota, a Anac informa que passageiros com bilhetes marcados para o período da suspensão poderão escolher entre ser acomodados em voos de outras companhias ou receber o reembolso integral dos trechos não executados.
Caso se sinta prejudicado, o passageiro pode reivindicar seus direitos na empresa, pelos telefones (62) 3096-7000 ou 0800-6057000. Não tendo seus problemas resolvidos, o usuário poderá encaminhar a demanda à Anac para análise do caso e eventual aplicação de penalidade à companhia por descumprimento de norma. Também é possível acionar aos órgãos de defesa do consumidor e ao Poder Judiciário para reivindicar algum tipo de reparação.
(Agência Brasil/Pararijos NEWS)
Nestor Cerveró passará Natal e Ano Novo no Rio de Janeiro - Geraldo Bubniak / Agência O Globo
CURITIBA E RIO — O ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, preso pela Lava-Jato em Curitiba, deixou a Superintendência da Polícia Federal nesta quarta-feira para passar o Natal e o Ano Novo com a família, no Rio de Janeiro. Ele deve ficar até o dia 2 de janeiro em casa, sendo monitorado por tornozeleira eletrônica e por escolta policial. No aeroporto de Curitiba, ele passou com tranquilidade por passageiros, sem ser hostilizado. Curiosos pararam para tirar foto dele e fazer selfies à distância.
No entanto, durante o voo, ele foi vaiado, principalmente na chegada ao Aeroporto Santos Dumont, segundo passageiros. Um carro da Polícia Federal ficou à espera dele no pátio, enquanto a imprensa o aguardava no saguão. O ex-diretor, que ficou nas últimas fileiras do avião, ainda teve que ouvir gritos de "ladrão". Uma pessoa passou mal na aeronave e teve que ser socorrida por uma ambulância na chegada.
Enquanto todos os passageiros e a tripulação saíram pela porta da frente da aeronave da Azul, Cerveró deixou o avião pela porta de trás, acompanhado de dois policiais federais. Ele com certeza não percebeu, mas escapou ileso de um perigo adicional: o lutador de MMA Cristiano Marcello, de 38 anos, que chegou inclusive a participar de lutas no UFC num passado recente, estava entre os passageiros indignados do voo.
— Indulto de Natal? É um absurdo isso, deixa a gente muito revoltado.
Marcello não ficou perto do ex-diretor da Petrobras, mas perguntado sobre o que teria vontade de fazer se tivesse ficado, respondeu:
— Ah, sei lá... A vontade ia ser é de dar um golpe de boxe nele.

O doleiro Alberto Youssef, um dos delatores da Lava-Jato, decidiu ficar na prisão por considerar injustas as condições impostas a ele para usufruir do benefício de liberdade. A saída temporária da dupla estava prevista nos acordos de delação premiada firmados com a Justiça.
Para Youssef celebrar os festejos de fim de ano longe das grades, ele teria que alugar uma casa em Curitiba, e a família teria horários definidos para visitá-lo, diferente de Cerveró.
— Ele se sentiu injustiçado. Tentamos negociar com a Justiça para diminuir esse rigor, mas como não houve acordo, Youssef preferiu ficar e receber visita de familiares, como outros presos — explicou o advogado dele, André Pontarolli, ao chegar nesta manhã na Polícia Federal.
CELEBRIDADE
Cerveró será monitorado por uma empresa de Curitiba, Spacecom, contratada pela Justiça Federal. Ela já monitora outros presos da Lava-Jato com tornozeleiras. Ele chegou no Aeroporto Internacional Afonso Pena com dois agentes e aparentando tranquilidade. Ele fez check-in numa ala nova do local, inaugurada nesta quarta-feira.
Como não podiam chegar perto do ex-diretor da Petrobras, curiosos e os próprios funcionários do aeroporto ficaram à distância fotografando Cerveró. Tentou-se até tirar selfie. Não houve nenhuma hostilidade no local.
A advogada Alessi Brandão disse que, diferente de Youssef, Cerveró ficou satisfeito com o acordo que resultou na sua liberação.
— Ele está bem feliz por poder ficar com a família — afirmou.
(Pararijos NEWS)

Senador da base aliada contraria o TCU e pede apenas "ressalvas" a Dilma



O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) apresentou ontem à Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso relatório que diverge do parecer do Tribunal de Contas da União (TCU) e recomenda a aprovação, com ressalvas, das contas de 2014 do governo Dilma Rousseff. Gurgacz argumentou que a rejeição com base numa condenação das chamadas "pedaladas fiscais" poderia "engessar" não somente a gestão do governo atual, mas de futuros presidentes da República e governos estaduais.
"Fizemos trabalho analisando não somente as contas de 2014, mas também avaliando o impacto disso para governos anteriores e governos estaduais e prefeituras. Temos 14 estados que nesse mesmo ano não cumpriram a meta fiscal. Por isso a importância de fazermos um relatório pautado na legalidade. Baseado na Constituição e não somente preocupado com o presidente atual, mas também preocupado com a gestão dos governos. Os governos que já têm engessamento atual de suas administrações", disse o senador, que integra partido da base aliada do governo.
As ressalvas se referem, segundo Gurgacz, à falta de equivalência entre os cenários fiscais apresentados a cada bimestre pela equipe econômica do governo Dilma em comparação com o resultado real. Também constam da ressalva as "pedaladas fiscais".
"As ressalvas decorrem da pouca aderência do cenário econômico fiscal projetado bimestralmente em 2014 com o comportamento efetivo da econômia, o que fragilizou a transparência do exercício orçamentário. Decorrem ainda da existência de compromissos financeiros vencidos e não pagos ou pagos com atrasos à Caixa Econômica, Banco do Brasil e FGTS", disse.
Pelo relatório, o governo não será punido. Terá apenas que adotar medidas para "aperfeiçoar métodos", para que os itens que constam da ressalva não se repitam. Com a apresentação do parecer, os parlamentares terão 15 dias, após o recesso, para apresentarem emendas. Esse prazo terminará em 13 de fevereiro, conforme a assessoria da CMO. (Pararijos NEWS)

Pará investiga 32 casos de microcefalia

Thiago Vilarins
Da Sucursal
O Ministério da Saúde atualizou ontem os dados de microcefalia relacionados à infecção pelo vírus Zika e apontou 32 casos suspeitos da doença no Estado do Pará. No último Boletim Epidemiológico, divulgado no dia 15 de dezembro, o Estado aparecia com três registros sendo investigados. Ainda de acordo com o balanço, os 32 casos estão distribuídos por oito municípios. Em todo o País, foram notificados 2.782 casos suspeitos da doença e 40 óbitos, até 19 de dezembro. Esses casos estão em 618 municípios de 20 unidades da Federação.Criança com microcefalia
Para efeito de comparação, ao longo de 2014, o Pará registrou seis casos de microcefalia e o País, 147. Segundo o Ministério da Saúde, a investigação dos casos de microcefalia relacionados ao vírus Zika é feito em conjunto com gestores de Saúde de estados e municípios. Equipes técnicas de investigação de campo da pasta estão trabalhando nos Estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Ceará. Atualmente, a circulação do Zika é confirmada por meio de teste PCR, com a tecnologia de biologia molecular. A partir da confirmação em uma determinada localidade, os outros diagnósticos são feitos clinicamente, por avaliação médica dos sintomas.
 O ministério capacitou mais 11 laboratórios públicos para realizar o diagnóstico de Zika (Pará, Bahia, Amazonas, Alagoas, Goiás, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Sergipe, Rio Grande do Norte e Distrito Federal). Contando com as cinco unidades referência no Brasil para este tipo de exame, já são 16 centros com o conhecimento para fazer o teste. Nos dois próximos meses, a tecnologia será transferida para mais 11 laboratórios (Espírito Santo, Acre, Amapá, Ceará, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Piauí, Roraima, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina), somando 27 unidades preparadas para analisar 400 amostras por mês de casos suspeitos de Zika em todo o País.
 No Pará, os exames estão sendo feita pelo Instituto Evandro Chagas, que também atende às demandas do Estados do Acre, Roraima, Rondônia, Tocantins, Amazonas, Amapá, Maranhão, Piauí, Ceará, Alagoas, Sergipe e Bahia. O Ministério da Saúde também realizou nesta semana pregão para compra de insumos (primers e sonda) para a realização de 250 mil exames a um custo de R$ 645 mil. Até a primeira quinzena de janeiro, todos os laboratórios terão recebido os insumos.
Alerta
Durante a divulgação do balanço, o ministério ainda alertou que as medidas de combate ao Aedes aegypti devem ser reforçadas nas férias e festas de fim de ano, período marcado por chuvas em muitos estados do País e com maior circulação de pessoas. Para reforçar a importância de eliminar os focos do mosquito, o Ministério da Saúde recomenda aos viajantes que, antes de saírem de suas casas, façam uma vistoria para eliminar os recipientes que possam acumular água parada e servir como criadouro do mosquito.
 “Se hoje não temos uma vacina para o Zika, chikungunya ou dengue, ou alguma tecnologia inovadora pronta para ser utilizada imediatamente, a ação mais efetiva é eliminar os focos do mosquito Aedes aegypti. Por isso, é importante fazer um grande apelo à sociedade: antes de sair de férias, descarte corretamente latas, garrafas, embalagens de presentes, todo e qualquer recipiente que possa acumular água parada. Casa vazia não pode servir de criadouro do mosquito. Dessa maneira, com a ajuda de governos federal, municipal e toda a população, vamos fazer uma grande mobilização nacional para combater o mosquito”, apela o secretário de Vigilância em Saúde, Antônio Nardi.
 O ciclo de reprodução do mosquito, do ovo à forma adulta, pode levar de 5 a 10 dias. Por isso, mesmo em uma viagem curta, é preciso estar atento. Um balde esquecido no quintal ou um pratinho de planta na varanda do apartamento, após uma chuva, podem facilmente se tornar um foco do mosquito e afetar toda a vizinhança. É importante verificar se a caixa d’água está vedada, a calha totalmente limpa, pneus sem água e em lugares cobertos, garrafas e baldes vazios e com a boca virada para baixo, entre outras pequenas ações que podem evitar o nascimento do mosquito.
 Os ovos do mosquito podem ficar aderidos às laterais internas e externas dos recipientes por até um ano sem água. Se durante este período os ovos entrarem em contato com água, o ciclo evolutivo recomeça e, consequentemente a transmissão. Por isso, é necessário lavar os recipientes com água e sabão, utilizando uma bucha. Não importa se você mora em casa ou apartamento, o mosquito Aedes aegypti pode encontrar um recipiente com água parada para depositar os ovos e se reproduzir. São suficientes 15 minutos por semana para fazer a vistoria em toda casa e eliminar todos os possíveis focos do mosquito. (Pararijos NEWS)

UFPA fala sobre suspensão de vestibular

UFPA fala sobre suspensão de vestibular  (Foto: Divulgação Portal UFPA)
UFPA recorrerá da decisão do MEC que colocou em xeque a credibilidade do curso de Geografia da universidade. (Foto: Divulgação Portal UFPA)
A Universidade Federal do Pará (UFPA) informou em nota oficial ao DOL que vai recorrer da decisão após o vestibular para o  curso de Geografia da instituição ter sido suspenso pelo Ministério da Educação (MEC).
Segundo a UFPA, a nota atribuída ao curso não corresponde à realidade da graduação. A universidade esclareceu que o Processo Seletivo 2016 (PS2016) está em andamento, pois o edital já foi publicado e os candidatos inscritos já participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).
A lista completa foi divulgada nesta quarta-feira (23) pelo ministro da educação Aloizio Mercandante e publicada no Diário Oficial.
(DOL/Pararijos NEWS)

Dias de reflexão

 Os últimos dias do ano vêm surgindo timidamente agarrando-se ao frio do inverno amazônico e trazendo a tona vários questionamentos da mente. E por mais que foquemos nas festas que surgem, nas confraternizações e trocas de presentes, não conseguimos afastar as duvidas que se alastram com o anuncio de mais um ano que nascerá. Por mais que quisesse animar a todos enganando-os com falsas promessas de um Ano Novo que pode ou não suprir todas as nossas necessidades e desejos, tenho que alertar quanto ao meu desconhecimento sobre o futuro que nos aguarda. São perguntas sem respostas que somente a continuidade da vida e o tempo poderão responder. O ano está findando e continuamos a ser afetados pelos mesmos problemas graves que tivemos durante este movimentado período histórico que se passou. Ouço as histórias dos mais poderosos heróis e guerreiros que lutavam por honra e gloria. Escuto histórias de civilizações que batalhavam em defesa da nação e da família. Continuamos lutando, produzindo guerreiros, mas que batalham somente em nome da sobrevivência neste mundo caótico. Nossos corações teimam em se prender ao passado, nas dores e sonhos não realizados, em momentos felizes que não mais voltarão a ser vivenciados. Nossas mentes encarceram-se nas duvidas do futuro indagando-se sobre o horizonte nada desnudo, que se apresenta na imensidão dos olhos desejosos de um futuro mais digno. E nossos pés paralisam-se no presente, descontentes, sem saber que rumo tomar. O clima natalino infecta a mente das pessoas com a falsa sensação de amor e carinho, enganando a todos sobre o futuro obscuro que nos aguarda. Se pelo menos tivéssemos a certeza que este sentimento exercido no dia 24 de dezembro superasse a barreira do tempo e sobrevivesse o ano inteiro, poderíamos intensificar nossas esperanças de uma melhora gradativa na realidade em que estamos inseridos. Porém, não temos essa certeza, que se mistura a tantas outras incertezas deixando todos a deriva neste mundo desgovernado. Se pelo menos nosso pensamento não fosse ultrapassado, trancafiado em hipérboles amarguradas de premissas inacabadas e baseadas na desumanização há muito tempo anunciada, poderíamos alimentar esperanças. Que estes segundos de reflexão sem promessas e desejos e recheado de lamentos de um escritor sem jeito, produza um olhar mais analítico sobre os acontecimentos que se foram, nos ensinando sobre a vida. Que nos faça perceber que o que é pra ser vivido não são as lembranças ou planejamentos, mas aqueles minutos em que se está naquele momento em que o futuro é uma incógnita aguardada. Renan Medeiros Canto do Coruja Correção: Marluce Moraes renanmedeiros_costa@yahoo.com.br (Pararijos NEWS)