Google+ Badge

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Balanço: Emater encerra quadriênio com mais de 610 mil atendimentos a agricultores familiares

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) encerra o quadriênio 2011/2014 com números inéditos na extensão rural pública do Estado. Mais de 610 mil famílias atendidas por meio dos programas Campo Cidadão, Pará Florestal, Pesca e Aquicultura, Igualdade Étnico-Racial e Social e Modernização do Setor Agropecuário. Só em 2014 os atendimentos às famílias chegaram a quase 130 mil. Nesses quatro anos, o investimento em máquinas e equipamentos na Emater, ação prevista no plano de modernização do órgão, superou os nove milhões de reais.
O quadriênio também foi marcado pelo benefício de políticas públicas às famílias agricultoras como o crédito rural por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com a elaboração de 71.044 projetos, ultrapassando a marca de R$ 782 milhões em recursos que ajudaram a aprimorar os sistemas produtivos por meio de novas tecnologias de produção. Mais de 94 mil famílias que vivem no campo foram beneficiadas com o Documento de Aptidão ao Pronaf. Só em 2014 foram quase 19 mil documentos que permitiram o acesso também ao Minha Casa Minha Vida, Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e ao Programa Nacional de Apoio à Merenda Escolar (PNAE).
Mais de 9,5 mil agricultores familiares tiveram sua produção comercializada por meio do PAA, totalizando um montante superior a R$ 17 milhões, enquanto que o PNAE intermediou a geração de 22,5 milhões a partir da produção de 13.255 famílias, agregando valor à cadeia produtiva, permitindo a inserção de boas práticas de processamento e proporcionando melhoria na renda. A Emater Pará, modelo nacional em assistência rural, emitiu quase 19 mil Cadastros Ambientais Rurais (CARs), primeiro passo para a regularização ambiental das propriedades. Na região da Transamazônica que engloba os 11 municípios atingidos pelas obras de Belo Monte lideram a emissão do documento.
No campo, a frota da Emater foi ampliada em 76 unidades no ano de 2013. Este ano, além de 10 veículos já entregues, outros 25 serão incorporados ao trabalho de extensão até o final deste mês, resultado de um convênio de cooperação técnica com os Ministérios do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Desenvolvimento Social (MDS). Também está prevista para o próximo dia 22 a entrega de um barco que homenageará o engenheiro agrônomo Plácido Pamplona (in memorian). O veículo, com capacidade para 40 toneladas, atenderá 10 municípios do Escritório Regional Marajó, que acompanha 12 mil famílias de agricultores familiares tradicionais, ribeirinhos e pescadores. A embarcação será utilizada para ações técnicas, mas também funcionará como um barco-escola, levando capacitação às famílias qie vivem na região. Na Região Metropolitana, o escritório central da Emater em Marituba ganhará, em breve, um auditório com capacidade para 250 pessoas.
Segundo o presidente da Emater, Humberto Reale, foram muitos os avanços nos últimos quatro anos. Os trabalhos contemplaram as mais diversas categorias - mulher, jovem rural, extrativistas, populações tradicionais. “Queremos chegar ainda mais longe e já estamos viabilizando a realização de um concurso público, priorizando regiões para o atendimento técnico como o sul do Pará, o Tapajós, a Transamazônica, Ilhas e o Marajó”, afirma Reale, que considera a Emater preparada para novos desafios.
Pararijos NEWS, com informações da AGPA