Google+ Badge

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Obsessão pelo corpo perfeito põe em risco vida de Andressa Urach

Obsessão pelo corpo perfeito põe em risco vida de Andressa Urach  Orlando Oliveira/AgNews
Foto: Orlando Oliveira / AgNews
A gaúcha Andressa Urach, 27 anos, está sedada e respira com a ajuda de aparelhos na UTI do Hospital Conceição, em Porto Alegre. A modelo apresentou melhoras em seu estado de saúde. Ela ainda está na UTI, mas já se comunica e respira sem ajuda de aparelhos.
De acordo com o site F5, a gaúcha conversou com seu assessor de impressa neste sábado e agradeceu os cuidados da equipe médica.
- Hoje agradeço a todo momento o simples fato de respirar - desabafou Andressa.
Internada desde o domingo passado após uma infecção pelo uso de hidrogel nas pernas, Andressa Urach não tem previsão de alta.
A apresentadora do programa Muito Show, da Rede TV!, foi internada no último  sábado, 29, para tratar de uma infecção causada pela aplicação de hidrogel na região das coxas. Só nos últimos dias, foi submetida a duas cirurgias para drenar a substância e controlar a infecção.
Andressa Urach segue em estado grave e respira com a ajuda de aparelhos
Em julho, Andressa fez uma lipoaspiração para começar a retirar o produto, após sentir fortes dores na região em que aplicou o hidrogel, há cinco anos. Na mesma época, recorreu à aplicação de outra substância para aumentar as coxas: o PMMA (polimetil-metacrilato), mas não informou esse procedimento para o médico que realizou a lipoaspiração nela.
Quantidade aplicada foi muito acima do permitido
Hidrogel é uma poliamida sintética usada para preenchimentos há bastante tempo, segundo o cirurgião plástico e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Flávio Borges Fortes:
– É um produto autorizado pela Anvisa e indicado para preenchimento de pequenas deformidades, como rugas ou contornos.
Apesar de autorizado, o uso do produto é visto com restrição por Flávio. Ainda mais em grandes quantidades, como a que Andressa usou: ela afirmou ter aplicado 400 ml do produto em cada coxa.
Em comunicado enviado ao Diário Gaúcho, a Anvisa alerta que o volume do material a ser injetado é determinado pelo cirurgião de forma estritamente individualizada, podendo variar de 1 a 50 ml dependendo da necessidade de corrigir o defeito e da especificidade do local de injeção.
Entenda o que é hidrogel e quais são os riscos da aplicação
– Eu não indico a aplicação de grande quantidade de qualquer preenchedor. O Conselho Federal de Medicina recomenda que apenas pequenas doses sejam aplicadas em qualquer caso _ explica o cirurgião plástico.
Flávio alerta para os problemas que o hidrogel pode causar, se usado de forma errada:
– Os riscos vão desde endurecimento dos tecidos, com formação de nódulos, passando por infecção, como é o caso de Andressa, problemas circulatórios por compressão dos vasos sanguíneos, deixando a perna inchada, até embolia pulmonar e infecção generalizada.
Anvisa: nenhuma marca está apta
A Anvisa esclarece que duas empresas possuem produtos com o nome comercial Gel Hidrofílico Aqualift: a Formed e a Rejuvene, mas nenhuma está apta a comercializar o produto no momento. No caso da primeira empresa, o registro venceu em março de 2014, e o pedido de renovação foi negado por falta de documentação. Já o da Rejuvene está em processo de regularização.
O que cuidar antes aplicar
Origem: peça ao médico para ver a embalagem, o prazo de validade e a autorização da Anvisa.
Local: o ambiente para aplicação é adequado? Quais as condições do lugar? O hidrogel nunca deve ser aplicado em estéticas ou salões de beleza.
Profissional que aplicará: verifique se o médico está ligado à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica ou à Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Andressa permanece na UTI do Hospital Conceição, em Porto Alegre
Pararijos NEWS, com informações e o Diário Gaúcho.com.br