Google+ Badge

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Cunha no Conselho de Ética

Presidente do Conselho de Ética com possíveis relatores, entre eles, Zé Geraldo (PT-PA)Presidente do Conselho de Ética com possíveis relatores, entre eles, Zé Geraldo (PT-PA)
O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados instaurou ontem à tarde processo para investigar se o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), cometeu quebra de decoro parlamentar ao dizer que não possui contas bancárias secretas na Suíça. As investigações poderão resultar em absolvição, censura verbal ou escrita, suspensão ou cassação do mandato. Alvo de investigação na Operação Lava Jato, Cunha é acusado pelo PSOL e pela Rede, autores do requerimento, de ter mentido em depoimento à CPI da Petrobras, em março, quando disse  não possuir contas no exterior. Documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça ao Brasil mostram a existência de contas na Suíça.
O Supremo Tribunal Federal já abriu um inquérito para investigar as suspeitas. Cunha, no entanto, nega ter recebido "qualquer vantagem indevida de quem quer que seja". Ele tem se recusado a falar sobre o assunto, quando questionado por jornalistas. O pedido de investigação foi lido no plenário, procedimento que significa a instalação do processo. A informação é do portal G1.
A partir desta terça, o presidente do Conselho de Ética, José Carlos de Araújo (PSD-BA), escolherá dentre três nomes sorteados qual será o relator do caso, a quem caberá fazer um relatório preliminar em até 10 dias. Foram sorteados os deputados Zé Geraldo (PT-PA), Vinicius Gurgel (PR-AP) e Fausto Pinato (PRB-SP). (Pararijos NEWS)