Google+ Badge

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Corpo de jovem é encontrado carbonizado em ramal

Corpo de jovem é encontrado carbonizado em ramal (Foto: Reprodução)
Karina Sayuri Hanawa Konagano, 22 anos, foi achada morta em um ramal de Tomé-Açu (Foto: Reprodução)
Um crime misterioso e que está sendo investigado abalou os moradores do ramal Roda D’água, na área rural no município de Tomé-Açu, na região nordeste do Pará. Karina Sayuri Hanawa Konagano, de 22 anos, foi encontrada morta e com o corpo carbonizado em uma área de difícil acesso, próximo à localidade de Quatro Bocas, onde a jovem morava com a avó.
Karina era filha do presidente da Cooperativa Mista de Tomé-Açu (Canta), Michinori Konagano e, segundo as informações repassadas pelo delegado Luis Xavier, superintendente da Polícia Civil na Região do Salgado, a jovem saiu no sábado (24), por volta das 15h da casa onde morava, em uma motocicleta, com destino à casa de um familiar, e não mais retornou.
“Como ela não retornou hoje (ontem), pela parte da manhã, os parentes começaram a procurá-la em possíveis casas de parentes e amigos que ela pudesse estar. As buscas continuaram e eles acabaram encontrando o corpo da moça já carbonizado”, confirmou Luis Xavier.
O delegado disse ainda que chama a atenção o fato de nada ter sido roubado da vítima. A perícia criminal encontrou as sandálias e pertences arrumados perto do corpo e a motocicleta de Karina Konagano com a chave no contato. “As evidências nos levam a descartar, a princípio, o crime de latrocínio (roubo seguido de morte)”, informou ainda o policial civil.
O corpo de Karina foi encontrado ontem por volta das 14h e o local foi preservado até a chegada dos peritos do Instituto de Criminalística de Castanhal, que levantaram evidências que serão repassadas para as investigações da Polícia Civil. O superintendente da Polícia Civil da Região do Salgado formou uma força tarefa com os delegados Cláudio Fonseca e Gomes, da delegacia de Polícia Civil de Tomé-Açu, e Gersica Raphaela Veiga, da delegacia de Quatro Bocas, para apurar o crime.
“Estamos investigando todas as possibilidades, mas não queremos adiantar nada para não atrapalhar as investigações”, acrescentou Luis Xavier. O corpo de Karina Sayuri Hanawa Konagano foi submetido à necropsia e será liberado hoje, para sepultamento. 
PALESTRANTE
O pai da jovem, Michinori Konagano, é um palestrante de reputação internacional. Ele profere palestras sobre sistema agro florestal em países da América do sul e da Ásia. Karina Sayuri Hanawa Konagano era graduada em Engenharia de Produção.
(J.R Avelar/Diário do Pará/Pararijos NEWS)