Google+ Badge

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Assembleia pode definir greve na Santa Casa

Assembleia pode definir greve na Santa Casa (Foto: Cezar Magalhães)
(Foto: Cezar Magalhães)
Está marcada para hoje, a partir das 7h, mais uma manifestação dos servidores da Santa Casa de Misericórdia do Pará. O ato será realizado na frente do hospital contra as precárias condições de trabalho, os salários defasados e cortes de gratificações dos trabalhadores.
Coordenador geral do Sindicato dos Servidores da Saúde (Sindsaúde), Ribamar Santos afirma que, no fim da tarde de hoje, os servidores participam de uma assembleia para decidir se entram em greve. “Em meu entendimento, o Governo só vai recuar se pararmos os trabalhos”, ressaltou Ribamar. Se a greve for deflagrada, deve iniciar na próxima sexta-feira (27). 
Segundo Ribamar Santos, a categoria vem tentando dialogar com o governo de Simão Jatene. Entretanto, foi mantida a decisão de se fazerem os cortes na Gratificação de Desempenho Individual (GDI), além da retirada dos adicionais de insalubridade. O sindicalista afirma que, durante o ato, na manhã de hoje, os atendimentos considerados urgentes não serão prejudicados. “Os trabalhos de partos serão feitos e todos os procedimentos considerados essenciais”, disse Santos. Mas, segundo o coordenador, os atendimentos ambulatoriais serão prejudicados. “Se houver 3 pessoas, vai ficar só uma para atender”, explicou.
PROTESTO
No último dia 17, cerca de 300 servidores formaram um círculo em frente ao prédio da Santa Casa para protestar contra os cortes. Após a manifestação, a Santa Casa confirmou a redução de 5% no pagamento da GDI. Segundo a nota, a medida foi definida pela Comissão Estadual de GDI, em agosto passado, quando foi definido o pagamento de 30%, dentro do que estabelece a lei que criou a GDI. O DIÁRIO não conseguiu contato ontem com a Santa Casa.
(Roberta Paraense/Pararijos NEWS/Diário do Pará)