Google+ Badge

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Estaleiro Maguari é investigado por fraude na Transpetro


A Polícia Federal cumpriu cinco dos seis mandados de busca e apreensão no Pará dentro da 22ª fase da operação Lava-Jato. Os mandados foram expedidos pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki. A operação acontece em sete Estados e no Distrito Federal desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (15).
Foto: Bruna Lima (O Liberal)Foto: Bruna Lima (O Liberal)
Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas residências de Marcos Moraes Gueiros e Paulo Érico Moraes Gueiros, donos do estaleiro Rio Maguari, localizado na estrada da Maracacuera, em Outeiro. Os policiais apreenderam documentos e o telefone celular de Marcos Gueiros na residência do empresário no condomínio Greenville II, no bairro Parque Verde.
Também foi cumprido mandado de busca e apreensão contra Fábio Ribeiro Azevedo Vasconcelos, engenheiro do estaleiro Rio Maguari. Além deles, a PF tinha ordens de busca e apreensão destinadas a três pessoas jurídicas na região metropolitana de Belém. O sexto mandado não foi cumprido porque o endereço do alvo estava incorreto.
O esquema
Os nomes dos três estão ligados a uma denúncia do Ministério Público Federal em Araçatuba, interior de São Paulo, sobre um esquema de fraude em licitação para a contratação de 20 comboios compostos por barcaças e empurradores para o transporte de etanol da Transpetro, subsidiária da Petrobras.
A denúncia do MPF descreve que a licitação de 2010 foi direcionada para que a Transpetro fosse impedida de contratar a proposta mais vantajosa e, portanto, mais barata aos cofres públicos. Os fraudadores definiram o consórcio vencedor e o local onde seriam construídas as barcaças antes do resultado da licitação.
Entre os indícios de fraude encontrados pelo MPF estão a divulgação do menor preço alcançado na licitação um dia antes da abertura dos envelopes de preços. Outro indício foi o anúncio público de que o estaleiro ficaria em Araçatuba na data de abertura da licitação, entre os meses de março e agosto de 2010. O MPF estima que a fraude tenha sido de mais de 200 milhões de dólares.
Leia aqui o processo na íntegra!
'Catilinárias'
Batizada de operação 'Catilinárias', a investigação tem com alvo principal o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O ministro Teori Zavascki expediu 53 mandados de busca e apreensão referentes a sete processos da operação Lava Jato. Segundo a PF, o objetivo é evitar que os investigados destruam provas importantes e apreender bens que podem ter sido adquiridos em decorrência da prática criminosa.
As buscas ocorrem em endereços funcionais, sede de empresas, escritórios de advocacia e órgãos públicos. Além dos seis mandados para o Pará, o STF expediu mandados para São Paulo (15), Rio de Janeiro (14), Pernambuco (4), Alagoas (2), Ceará (2) e Rio Grande do Norte (1). (Pararijos NEWS)