Google+ Badge

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

OPOSIÇÃO VALENTE

Ainda não foi desta vez que o estupro se consumou. A oposição foi valente e a reunião do Congresso Nacional,que se iniciou ontem às 10:00 horas da manhã e que perdurou até as 05:00 horas da manhã de hoje, ininterruptamente,não concluiu a votação do projeto, do governo, que emenda a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), de 2014, que, na prática,acaba com a obrigação da União de realizar o superávit primário, que é a economia de R$118 bilhão para pagar os juros da dívida pública.
Como essa poupança não foi feita pelo governo, porque gastou mais do que arrecadou, a aprovação desse projeto é imprescindível para o governo, porque torna legal o ilegal descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, liberando a presidente Dilma do crime de responsabilidade,por não ter cumprido a LDO, no que tange ao "quantum"do superávit primário.
É claro que a bancada de oposição merece os parabéns, principalmente, por ter tido disposição e estratégia no enfrentamento da batalha com a bancada governista no Congresso Nacional por 19:00 horas, consecutivas, conseguindo impedir a votação da matéria,evitando,assim,a consumação do estupro,pelo menos por enquanto.

Por Nicias Ribeiro