Google+ Badge

sábado, 14 de novembro de 2015

Deputados pedem ajuda ao Governo Federal

Deputados pedem ajuda ao Governo Federal (Foto: Divulgação)
Deputados Elcione (na foto) e Edmilson se reuniram com o secretário da defesa civil. (Foto: Divulgação)
Parlamentares estaduais e federais estiveram na tarde de ontem com o Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, General Adriano Pereira Júnior. O objetivo do encontro foi buscar apoio para o caos que se instalou depois que uma embarcação de bandeira libanesa tombou no Porto de Vila do Conde, em Barcarena. A Bancada do Pará manifestou ao secretário a preocupação com a situação de calamidade que se instalou na Região. “Famílias foram obrigadas a abandonar suas casas, a população está sem água e sofre os efeitos do mau cheiro que se instalou na Cidade” explicou o Deputado Edmilson Rodrigues. 
De acordo com os parlamentares presentes, os moradores estão sendo obrigados a recorrer aos postos de saúde com sintomas como dor de cabeça e estômago. 
De acordo com o General, a Secretaria fica impedida de atuar no caso, pois nenhum pedido formal de ajuda foi feito por parte do Governo do Estado. Para a Deputada Elcione Barbalho existem ritos que não estão sendo cumpridos e que poderiam minimizar a situação de calamidade que tomou conta da região. “Não dá pra entender porque o governo do estado ainda não pediu ajuda federal”, protesta a parlamentar. O Presidente da CDP, Parsifal Pontes reconhece que a atuação do governo estadual no caso tem sido apenas protocolar. “Não há parceria, a CDP está arcando com oitenta por cento dos custos, mas não estamos conseguindo atender nem dez por cento do que a população demanda”, justifica o Presidente.
Praias da Vila do Conde estão interditadas e os efeitos também estão sendo sentidos em Abaetetuba. “A situação é gravíssima e é preciso que o Governo do Estado atue para ajudar a população. Por parte da nossa bancada estamos dispostos a ajudar mas, é preciso antes de mais nada, que o Estado reconheça essa necessidade”, disse
Elcione Barbalho.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)