Google+ Badge

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Avião cai e mata paraense


Um avião de pequeno porte caiu na noite de ontem, em uma fazenda entre o distrito de Santo Antônio do Rio Verde, município de Catalão, no sudeste de Goiás, e a cidade de Guarda-Mor, em Minas Gerais. Em nota, a Força Aéra Brasileira (FAB) confirmou que quatro pessoas viajavam na aeronave. Ninguém sobreviveu.
Morreram no acidente o presidente do Bradesco Vida e Previdência, o paraense Lúcio Flávio Conduru de Oliveira, além do presidente da Bradesco Seguros, Marco Antônio Rossi. O piloto e o copiloto também morreram, mas seus nomes não foram confirmados. As informações são do portal G1.
O executivo Lúcio Flávio Conduru de Oliveira iniciou na empresa há mais de 25 anos, como assistente de vendas e galgou vários patamares na área comercial. Chegou a comandar os segmentos de Previdência e de Seguros de Vida e atuou como Diretor Executivo por sete anos.
O Corpo de Bombeiros de Catalão, que atende a ocorrência no local, confirmou que não há sobreviventes. “A aeronave está completamente destruída. Os corpos estão irreconhecíveis”, explicou o sargento Marcelo Mesquita Goulart ao G1.
A queda do jato abriu uma cratera de cinco metros no chão, segundo informações do Corpo de Bombeiros do local. “Estava tudo destruído. O maior pedaço que sobrou deve ter o tamanho de uma geladeira pequena. Quando cheguei havia muito fogo e não dava pra chegar perto”, disse o gerente da fazenda Limoeiro da Samambaia, José Camilo Resende, de 55 anos, um dos primeiros a chegar no local. “A aeronave caiu em um pasto de gado da fazenda e abriu uma cratera de cerca de 12 metros de diâmetro”, completou.
A assessoria da FAB informou ainda que o avião, modelo Citation VII, de matrícula PT-WQH, decolou do aeroporto de Brasília às 18h39 com destino a São Paulo, mas desapareceu dos radares do controle de tráfego às 19h04.
A auxiliar de serviços gerais Luciana Pereira de Jesus, que trabalha na fazenda, disse que ouviu o barulho da queda a cerca de 10 km da sede.
“Foi como o barulho de um trovão. Os vizinhos de outras fazendas disseram que viram uma tira de fogo no ar. Alguns funcionários que estão lá avisaram que tem pedaços da aeronave espalhados por todo lado”, afirma.
Em nota, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que a aeronave modelo Citation VII, de matrícula PT-WQH decolou às 18h39 do aeroporto de Brasília com destino a São Paulo e desapareceu dos radares do controle de tráfego às 19h04. “A aeronave caiu em uma região próxima do município de Catalão, estado de Goiás, com quatro ocupantes a bordo. Não há informações de sobreviventes”. (Pararijos NEWS)