Google+ Badge

sábado, 8 de novembro de 2014

Pastor é encontrado morto seminu

O corpo de um pastor evangélico foi encontrado ontem à noite em Outeiro, distrito de Belém. O homem, identificado como Romulo do Socorro Nunes Nascimento, apresentava golpes de faca no rosto e pescoço e estava seminu. Segundo informações da polícia, ele estava desaparecido desde a última terça-feira. A vítima tinha uma deficiência na perna.
Membros da pequena igreja evangélica liderada pelo pastor relataram que ele não era visto desde terça-feira à tarde. Ontem, por volta das 18h30, o corpo foi encontrado na ocupação Newton Miranda, com acesso pela estrada do Tucumaeira, bairro São João do Outeiro. A igreja e a residência de Romulo ficam na mesma ocupação, a menos de 500 metros dali. 
De acordo com informações de peritos do Instituto de Criminalística (do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves), o corpo apresentava golpes de faca no rosto e um golpe profundo no pescoço. Pelo mau cheiro, acredita-se que ele já estivesse morto há pelo menos dois dias. Apenas exames periciais poderão apontar se o homem foi vítima de algum tipo de abuso sexual. 
Fiel da igreja em que Romulo era pastor, uma mulher que preferiu não se identificar disse que aquela área era usada constantemente pelos fiéis para a realização de vigílias durante a madrugada. “Era neste mesmo local que a gente sempre fazia vigílias. Não sei quem pode ter feito isso com ele, que era indefeso”, disse. 
Outra evangélica contou que o pastor era deficiente da perna e sempre andava de bicicleta para facilitar a locomoção. A bicicleta foi encontrada perto do corpo da vítima. Ainda segundo ela, Romulo era um homem bom. “Ele era querido por todos, ajudava sempre que podia”. A mulher contou também que procurou o pastor na terça-feira. “Eu queria que ele orasse por mim e fui até a casa dele. Bati e ninguém atendeu, mas a porta estava aberta. Eu preferi não entrar e fui embora com uma sensação estranha”.  
Nenhuma movimentação diferente foi percebida por moradores da área nos últimos dias. Até o final da noite a polícia não tinha informações sobre suspeitos do crime. O corpo foi removido para necropsia após os levantamentos iniciais feitos pelos peritos criminais. 
Denúncias sobre o crime que possam ajudar nas investigações podem ser feitas por meio do telefone 181 (Disque-Denúncia). A ligação é gratuita e pode ser feita anonimamente.
(O Liberal
)