Google+ Badge

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Audiência discute problemas na educação ribeirinha

Falta de segurança, estrutura precária e assédio moral. Estas são algumas das características do ensino municipal em comunidades ribeirinhas de Belém apontadas pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública (Sintepp). Para discutir a situação do ensino nas ilhas, foi marcada para o dia 11 de novembro uma audiência pública na capital paraense.
O evento irá ocorre às 15h, na Câmara Municipal de Belém, localizada no bairro do Marco. Segundo o Sintepp, o evento é fruto de diversas manifestações feitas pelas comunidades escolares das 39 ilhas de Belém.
Os trabalhadores ainda afirmam que realizaram visitas às unidade escolares em comunidades ribeirinhas e constatou diversos problemas, como falta de estrutura física e de plano pedagógico, de recursos financeiros, relações de trabalho irregulares e transporte escolar em condições perigosas aos estudantes.
O sindicato ainda afirma que todos os pontos observados foram documentados e reunidos em um dossiê entregue a diversas entidades, como o Ministério Público, Ordem dos advogados do Brasil (OAB), Sociedade em Defesa dos Direitos Humanos (SDDH) e prefeitura de Belém, como forma de reivindicar melhorias nas condições de ensino.
(Pararijos NEW,
S com informações do Sintepp)