Google+ Badge

domingo, 3 de janeiro de 2016

O vibrador perfeito para casais “iniciantes”

(Thinkstock)
ALERTA: PARE AQUI SE FOR CARETA.
Até entendo o preconceito (bobo) dos homens com vibradores. Primeiro porque o formato fálico de alguns brinquedinhos eróticos costuma soar como competição/traição (RISOS) na cama. Quem se garante não fica comparando tamanho e grossura. E considerar infidelidade a presença de qualquer coisa que funcione à pilha é, no mínimo, hilário. Depois, há os que se gabam de “não precisar disso” pra dar prazer a uma mulher. Amigo, não se trata de SUBSTITUIR o seu pênis, mas de POTENCIALIZAR o seu desempenho sexual.
Aliás, é bom avisar: uma em cada três brasileiras não chega ao orgasmo; sete em cada dez mulheres não gozam com penetração, mas com toques/lambidas/fricções no clitóris. Ou seja, se fosse homem, eu não teria tanta certeza de que nunca fingiram comigo… E não me negaria a usar uma tecnologia milimetricamente desenvolvida para provocar sinceros gemidos femininos. “Quanto mais ela gozar (não importa como), mais sexo vai querer”, eu pensaria. Você é do tipo que continua escrevendo cartas ou já se atualizou e passou a enviar e-mails? Entende o que eu quero dizer?
Modelo mais barato de anel peniano com micro vibrador (Divulgação)
Então, caso eu tenha te convencido a experimentar um sex toy, sugiro que comece por um anel peniano com bullet. Bem interessante porque o casal aproveita junto. É um aro de silicone superflexível com um vibradorzinho de menos de quatro centímetros acoplado. Basicamente, você besunta o pênis com lubrificante e desce o anel como se estivesse colocando uma camisinha. O vibro deve ficar voltado para cima e pode ser ligado, em geral, por um pequeno botão na lateral.
O anel pressiona de leve a base do pau, fazendo com que o sangue que entrou continue ali. Em outras palavras, ajuda a segurar a ereção. Isso também dá uma anestesiada na sensibilidade, o que é ótimo para retardar a ejaculação. Enquanto a penetração acontece, o micro vibrador vai encostando em cima do clitóris da moça. Alegria pra você, que tá lá esfregando sua cabeça no fundo do canal vaginal. Alegria pra ela, que tá recebendo dupla estimulação ao mesmo tempo. Dica: sexo mais encaixado, nada de bombadas vigorosas, para que não perder a conexão entre o brinquedo e a vulva.
(Pararijos NEWS)