Google+ Badge

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Zenaldo abre contagem para os 400 anos de Belém


O Calendário Belém 400 Anos foi lançado pelo prefeito Zenaldo Coutinho, ontem de manhã, no palco entre as praças do Relógio e Dom Pedro II, na Cidade Velha. A programação se estenderá até outubro de  2016, com atividades culturais e esportivas, fóruns, congressos e concursos, além de uma série de obras de saúde, infraestrutura, educação, saneamento e mobilidade urbana. Representantes da Arquidiocese de Belém, do Governo do Estado e de instituições públicas e particulares participaram do evento.
Por volta de 9h30, o prefeito acionou o painel de contagem regressiva para o aniversário da cidade, cronometrada em segundos e, posteriormente, transformada em dias, na praça Dom Pedro II. Papéis picados, fogos de artifício e aplausos marcaram a inauguração. Ele destacou que a contagem aponta para obras em andamento e a serem iniciadas, todas “muito significativas” à qualidade de vida.
Entre as obras até o primeiro semestre de 2016, Zenaldo mencionou o  Sistema de Transporte Rápido por Ônibus (BRT) até o Mangueirão, já colocando em operação os ônibus articulados nas canaletas das avenidas Almirante Barroso e Augusto Montenegro; a revitalização do Pronto-Socorro da 14 de Março, com uma reforma “ampla”, equipamentos novos e centros cirúrgicos modernos para atender alta complexidade; a entrega de quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), na Sacramenta, Jurunas, Terra Firme e Marambaia; e obras de infraestrutura na Estrada Nova e canal da Três de Maio.
Na educação, citou 15 novas escolas, com o anúncio, ainda este ano, de quase 500 novas vagas em regime de tempo integral nas unidades de ensino infantil e a grande maioria de outras mil vagas, para 2016, no mesmo regime. “Compramos o prédio do antigo Socor e agora estamos fazendo um ‘big’ centro de referência, que terá de diganóstico de imagens, vários consultórios. Na saúde, educação, infraestrutura teremos muito o que festejar”, afirmou, referindo-se ao Centro de Referência de Saúde da Mulher.
Zenaldo frisou que as ações exigem a colaboração dos cidadãos para comemorar os 400 anos. “Esse tem que ser o momento que nos juntamos por amor à nossa cidade e, ao festejarmos os 400 anos em janeiro e durante o ano que vem, temos que elevar cada dia mais esse amor individual e coletivo, em favor dessa cidade”, propôs.
O prefeito reiterou que o aniversário é o início de uma série de eventos festivos e, sobretudo, de obras novas. Será um ano de homenagens diversas; eventos culturais tanto no Reveillon quanto no aniversário, com a participação de artistas da terra e nacionais, de orquestras sinfônicas do Pará e até da orquestra sinfônica de Viena; apresentações de tecnobrega, música popular brasileira e erudita. “Uma série de eventos vão colocar Belém como um centro de atração cultural e gastronômica”, prometeu.
No palco, o Padre Gonçalo, pároco da Sé e representante da Arquidiocese de Belém no ato, fez uma bênção especial à capital. “Que todas as iniciativas feitas pela Prefeitura Municipal e demais órgãos sejam para a louvação de Deus e a edificação de Deus nesta cidade, pois feliz é a nação cujo Deus é o Senhor. Eu e minha casa, minha família serviremos ao Senhor. Que a cidade de Belém sirva verdadeiramente ao Senhor Deus na pessoa de todos os seus habitantes”, disse ao microfone.
Em nome do Arcebipo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira - que não compareceu ao evento -, o pároco disse que “há nove anos a Igreja de Belém vem preparando o seu povo na fé para fazer desta Belém uma cidade cristã, onde a paz, a justiça e a fraternidade reinem”, disse, ao citar o 17º Congresso Eucarístico Nacional, em Belém, entre 15 e 21 de agosto de 2016.
Representante do governador Simão Jatene,  secretário-adjunto de Estado de Turismo Joy Colares, informou que, em parceria com o trade de turismo, duas empresas aéreas (Gol e Azul) oferecerão tarifas “especiais” para visitantes de Belém em 2016, a fim de atrair turistas. “Vamos fazer toda uma campanha, a nível de Brasil, atraindo visitantes para visitar nossa cidade no próximo ano”, declarou.
A titular da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), Maísa Tobias, apontou avanços no transporte público no que se refere ao aumento da frota, ampliação de ciclofaixas e construção de ciclovias, além do transporte fluvial com dois portos em obra. Quanto ao BRT, ela garantiu que a parte física estará pronta até janeiro, estendido até São Brás. Já a parte operacional está sendo trabalhada com consultoria e Sindicato das Empresas de Transportes de Belém (Setransbel) para fechar até novembro. “A obra beneficia mais de um milhão de passageiros por dia, que passam por esse corredor, e não só Belém, mas toda a Região Metropolitana”, garantiu.
HOMENAGENS
Houve a apresentação do samba-enredo da X-9 Paulistana, que homenageará os 400 anos de Belém no, em fevereiro, no desfile das escolas de samba de São Paulo. “Vamos falar especialmente do açaí e do Círio de Nazeré”, adiantou o sambista Meio-Dia da Imperatriz, paraense que puxará o enredo da X-9 e fez uma pequena demonstração ontem, com a bateria do Rancho Não Posso me Amofiná.
Após receber uma blusa personalizada do tema “Açaí Guardiã”, Zenaldo reforçou que a Prefeitura não colaborou financeiramente com o carnaval de São Paulo e dançou durante a apresentação. Em seguida, as baterias do “Quem São Eles” e da “Grande Família” continuaram a festa.
O público também conheceu o “Monumento Belém 400 Anos”, que será construído na Praça dos Estivadores para marcar o jubileu. A escultura foi inspirada na caravela do navegador português Francico Caldeira Castelo Branco, fundador da cidade paraense. O monumento terá 12 metros de altura, em concreto armado, revestido com granito e detalhes em aço pintado.
O evento chamou a atenção de quem passava pela Cidade Velha. O pintor Roberto Rodrigues, de Icoaraci, assistiu encantado ao acionamento do painel de contagem regressiva. “Colocar esse cronômetro é mais uma vitória. Quem não está ansioso? Pelo menos hoje você vê policial na rua, médico atendendo nos hospitais e postos de saúde, limpeza pública”, disse.
Uma das mais animadas da festa, a estudante de curso técnico Ediléia Queiroz, residente da Sacramenta, opinou que o problema da capital são os cidadãos que ainda sujam as ruas. “Se a pessoa tem educação na sua casa, vai ter na rua também. A cidade é asfaltada, mas as pessoas estragam. Tem lugares que precisam de atenção, mas se a gente cuidar tudo que é feito, é conservado”, observou.
Já a dona de casa Maria Odinete Nascimento, de Val de Cans, pediu que praças abandonadas e falta de espaço para fazer ginástica no bairro também estejam com contagem regressiva. “Acho que a cidade está caminhando. O aniversário é esperança”, disse ela.
(Pararijos NEWS)