Google+ Badge

domingo, 20 de setembro de 2015

Gestores de segurança participam de audiência pública

Foto: Agência ParáFoto: Agência Pará
Com o objetivo de programar ações de políticas públicas na área de segurança na região das ilhas do Pará, no Arquipélago do Marajó, o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Jeannot Jansen viajou até a cidade de Afuá, onde participou de audiência pública que reuniu moradores de ilhas próximas, dentre elas Samaúma, Maniva, Fartura, Maranata e Teles. O secretário esteve acompanhado do vice-governador Zequinha Marinho e comitiva formada por gestores da Segup, deputados e prefeitos da região.
Os gestores do Sistema de Segurança ouviram as reivindicações dos moradores, que solicitaram o aumento do efetivo de agentes de segurança na região, embarcações para atender às ocorrências policiais, além da atuação de operações de força-tarefa para combater os crimes dos conhecidos “piratas”, a exploração sexual e os tráficos de drogas e humano. Zequinha Marinho disse que firmou o propósito de escutar as reivindicações dos habitantes da região. “Esse contato permite a aproximação do Governo do Estado com a população e facilita a inserção de ações que resolvam os problemas apresentados”, destacou.
A Polícia Civil em Afuá aponta que a localização geográfica da região das ilhas do Pará dificulta o deslocamento dos moradores até o município de Afuá para registrar as ocorrências. Muitos moradores se deslocam para a cidade de Santana, no Amapá, para registrar as ocorrências. Os policiais amapaenses e paraenses trocam informações durante as rotinas de trabalho.
Jeannot Jansen esclareceu que haverá aumento do efetivo de agentes de segurança em todas as instituições que integram o Sistema, por meio de concurso público, ainda neste ano. Serão quase quatro mil novas vagas, 2,2 mil somente de policiais militares.
“Nesse processo de contratação de agentes existe a regionalização das vagas. Por exemplo, as destinadas para os municípios de Breves e de Soure, o que atende ao pedido de mais ações de policiamento ostensivo na região”, esclareceu o general. “Existe a necessidade de integração das áreas de Segurança Pública dos Estados do Pará e Amapá para potencializar as ações no combate aos crimes na região”, complementou.
O diretor do Grupamento Fluvial de Segurança Pública, delegado Dilermando Dantas, disse que já fora viabilizada uma lancha para atender a região e que a Segup pretende adquiri outras embarcações. “Nossa prioridade, em curto prazo, é colocar a lancha de Afuá em operação. Até o final de outubro a embarcação estará pronta para atender as demandas da região”, explicou.
Prevenção – Na ultima quarta- feira, 16, servidoras da Diretoria de Prevenção Social da Violência e Criminalidade da Segup deslocaram-se à região das Ilhas do Pará com o intuito de discutir com os moradores e saber das necessidades do local. “Já mobilizamos os moradores para criarmos um Conselho de Segurança Pública (Conseg) em Afuá. Esse trabalho é necessário porque vai atender a resolução dos problemas. Por exemplo, com adolescentes, em relação ao tráfico de drogas e a exploração sexual”, disse a diretora, Jamile Lobato.
A moradora da ilha de Bacabal, Katia Pantoja alertou que acha necessária a atuação de projetos sociais voltados para crianças e adolescentes e pediu as ações do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) nas escolas da região.  Jeannot Jansen disse que vai contatar a Policia Militar, viabilizar as ações do Proerd no local e estabelecer convênio com a prefeitura.
(Pararijos NEWS)