Google+ Badge

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Marinha do Brasil realiza Operação Verão durante as férias

Durante o período de 15 de dezembro de 2014 a 16 de março de 2015, quando o fluxo de embarcações na região aumenta significativamente em razão das férias escolares, a Marinha do Brasil, por meio da Capitania Fluvial de Santarém (CFS), estará realizando a Operação Verão 2014/2015, visando incrementar as ações de inspeção naval e promover ações educativas voltadas à salvaguarda da vida humana, segurança da navegação e à prevenção da poluição do meio hídrico.
Especial atenção será dada à prevenção de acidentes com embarcações de esporte e recreio (lanchas e moto aquáticas). No decorrer da operação serão empregados em torno de 40 militares e 07 embarcações. As atividades de inspeção naval ocorrerão em vários municípios, dentre eles: Itaituba, Óbidos, Oriximiná, além da Vila Balneária de Alter do Chão e demais locais de concentração de banhistas e embarcações em Santarém.
Por ocasião da Operação Verão 2013/2014 foram realizadas 31 palestras, para aproximadamente 1.200 ouvintes, bem como 3.024 embarcações foram inspecionadas das quais, 299 notificadas e 11 apreendidas. Naquele período não houve registro de acidentes com embarcações de esporte e recreio.
A Marinha do Brasil conclama a população a participar ativamente nesse esforço de fiscalização, informando qualquer situação que possa afetar a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana ou que represente risco de poluição ao meio hídrico, através do Disque Segurança da Navegação: 0800-280-7200.
Conhecida por ter o rio de águas doces e uma vegetação densa atraindo banhistas e turistas de várias partes do mundo, Santarém se consolida como a Cidade Pólo, da região do Tapajós, o que segundo a Marinha, aumenta o fluxo de pessoas que se deslocam para as praias, assim como para diferentes pontos da região Oeste do Pará, durante as férias escolares.
“Todas as pessoas que irão ter seu lazer aquático devem estar devidamente habilitadas. As embarcações devem estar inscritas e observar as regras de navegação, principalmente para evitar trânsito com as embarcações a motor nas áreas, onde há proximidade de banhistas. Isso é proibido para evitar os acidentes”, orienta o comandante da Capitania dos Portos de Santarém, capitão Robson Oberdan.
Segundo capitão Robson, os banhistas devem procurar fazer suas atividades de lazer nas áreas determinadas, por conta de existir alguns pontos das praias, onde há entrada e saída de embarcações a motor. A Marinha alerta os banhistas que só freqüentem locais determinados apenas para eles.
Por: Sabrine Dalazen (estagiária)
Fonte: RG 15/O Impacto