Google+ Badge

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Paraense festeja a nota mil em redação


Dedicação aos estudos, tranquilidade na hora da prova e leitura sobre assuntos da atualidade e temas recorrentes foram alguns dos segredos da estudante Júlia Guimarães Cunha, 18 anos, que alcançou a nota máxima na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015. A jovem fez o Enem pelo segundo ano consecutivo, dessa vez para uma vaga em Arquitetura, da Universidade Federal do Pará (UFPA), e ficou tão satisfeita com o próprio desempenho na redação, onde conquistou os almejados mil pontos, que tentará novamente, por meio do Sistema de Seleção Unificado (Sisu), ingressar no curso para o qual já havia se inscrito em 2014, mas acabou deixando de lado: medicina.
Em 2014, quando cursava o terceiro ano do Ensino Médio, ela recorda que fez entre 840 e 860 pontos na redação, insuficientes para aprovação na área que desejava. Entrou para um cursinho no ano passado, manteve as aulas de redação uma vez por semana e mudou o curso de escolha. Apesar de gostar de ler e escrever, ela disse que ficou surpresa. “Como não fui tão bem ano passado, fiquei com medo, até porque a gente não sabe quem vai corrigir a prova”, revela.
Para ela, o tema da redação do Enem 2015, “Violência contra a mulher”, contribuiu muito para o bom desempenho, assunto que ela já havia abordado e trabalhado em sala de aula, inclusive no curso de redação, sobre o qual tem bastante interesse. “Gostei demais. Fiquei muito feliz quando vi a prova. É um tema muito importante para ser discutido. Não se trata apenas da agressão física, mas a agressão verbal e todo o tipo de abuso que a mulher sofre. Ajuda muito a dar visibilidade a esse assunto”, afirmou. (Pararijos NEWS)