Google+ Badge

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Como a Fiel esperava: 3x0


O Paysandu fez o que a comissão técnica e o torcedor esperavam: venceu bem na estreia da temporada 2016 para fazer jus ao favoritismo. O placar de 3 a 0 contra o Paragominas deu ao Papão a liderança da chave A2 da Taça Cidade de Belém, primeiro turno do Campeonato Paraense. Com um estádio da Curuzu quase completamente lotado, o Papão mostrou boa movimentação no meio-campo. Com a vitória em casa, o Paysandu parte para a segunda rodada, na próxima quinta-feira (4), em Tucuruí, contra o Independente.
Atendendo às expectativas da comissão técnica, o time se movimentou bem pelo meio do campo, mas o setor defensivo mostrou descompasso. A equipe começou pressionando, marcando a saída de bola e ganhando campo do Paragominas. Mesmo com o bom toque no meio do campo e tiros em velocidade, o bicolor tinha uma marcação falha, que afrouxava e mostrava menos sintonia que o ataque da equipe.
Aos dez minutos do primeiro tempo, o ímpeto das duas equipes diminuiu. O jogo esfriou e ficou preso no meio do campo, sem ataques das duas equipes.  O perfil do Paragominas se manteve até o final do jogo: não se lançava totalmente ao ataque, apenas aguardava boas oportunidades com a zaga do Papão desguarnecida. O Paysandu buscava mais, mas se arriscava mais também.
Aos 18 minutos, então, abriu-se o placar. Numa jogada pela lateral direita, Raphael Luz cruzou, Leandro Cearense tentou e, no rebote, Celsinho acertou o canto do goleiro. O gol acendeu a torcida. O jogo corria. Nos lances mais duros, disputas de bola no corpo a corpo passaram em branco pela arbitragem. Até que, numa bola perdida, o lateral direito Chrystian levou cartão amarelo por jogada perigosa e, em seguida, pelo Paragominas, San também levou amarelo por reclamação.
Na volta do intervalo, o Paysandu entrou com sede. Sede pelas laterais de campo, sede no toque de bola no meio do campo. E quase se saciou: logo nos primeiros minutos do segundo tempo, Leandro Cearense recebeu passe entre a zaga e tocou na saída do goleiro, mas o gol fora anulado por impedimento na interpretação da arbitragem.
O Paragominas fez a primeira alteração aos 15 minutos: queria tornar o time mais ofensivo para arrancar um empate, bom resultado para o Jacaré a essa altura. O Papão seguia atacando mais, mas a finalização, exercitada por Dado no decorrer da semana, não era das melhores. Aos 30 minutos, com o jogo estável, o treinador do Papão colocou o volante Lucas em campo, dando maior apoio ao ataque. A substituição deu resultado: encorpou o ataque bicolor.
Lucas renovou o toque de bola do meio de campo do Papão e deu novo fôlego à equipe. E, depois de uma persistente jogada de ataque, Leandro Cearense ganhou no corpo da zaga do Paragominas e, enfim, tocou na saída do goleiro Eduardo: a torcida estremeceu. Aos 36 minutos, era 2 a 0 para o Papão! O final do jogo foi acelerado: um minuto depois o árbitro viu o toque de mão da zaga do Jacaré. Partiu para batida Betinho, que havia acabado de entrar no lugar de Cearense. 3 a 0. (Pararijos NEWS)