Google+ Badge

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Polícia Civil ouve testemunhas de tiroteio que feriu 9 em praia do Pará

A Polícia Civil de Barcarena, nordeste do Pará, agendou para esta sexta-feira (2) o depoimento de cinco testemunhas do tiroteio que deixou 9 pessoas feridas na praia do Caripi. O dono do bar, o DJ e três seguranças devem ajudar a esclarecer quais foram os responsáveis pelo crime, já que os três suspeitos detidos já tiveram sua participação descartada por falta de provas que os ligassem aos disparos.
Rafael Silva Lima, de 18 anos, foi ferido com um tiro na face; Thainar Thamires dos Santos, de 21 anos, teve uma lesão cervical; Antonielson Neves Oliveira, de 24 anos, foi atingido na face e crânio; Francisco Nascimento Neves, de 24 anos, foi ferido no rosto e cabeça; Naila Carvalho Marques, de 22 anos, teve ferimentos no rosto, tronco e braço; Ian Rodrigo apresentou ferimento no crânio; Francisco da Silva dos Santos, de 22 anos, foi atingido na perna direita; Wilton de Jesus, de 27 anos, também foi atingido na perna direita; e Nailson Carvalho Marques foi baleado no ombro direito. Todos foram atendidos no Hospital Municipal, mas seis vítimas foram levadas para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua, enquanto os três restantes estão em hospitais de barcarena, no PSM da 14 de Março, em Belém, e em um hospital particular da capital.O caso aconteceu na última quinta-feira (1º), na praia do Caripi, e está sendo investigado pela delegacia de Vila dos Cabanos. A suspeita é que o tiroteio aconteceu após uma discussão. A polícia ainda não sabe quem foram os responsáveis pelos tiros.
Parentes e amigos das vítimas que estão internadas em Ananindeua passaram a noite da portaria do hospital, esperando notícias dos feridos, mas Hospital Metropolitano ainda não divulgou o boletim médico com o estado de saúde dos pacientes.
Pararijos News